da minha dor (exclusivamente minha)…

tarja© zerozero | Tomo III
(clicar na imagem para ampliar)
.
.

estou frustrado.

como já foi (mais do que) escrito, por esse maravilhoso mundo que é a bluegosfera“® e eu concordo, em Belém falhámos por falta de comparência. tal como o fizemos ante o «clube do guardanapo». e, depois, na Choupana, naquele que, para mim, foi o memento desta nossa campanha, no campeonato. e posteriormente em Carnide.
em suma: naquela que deveria ter sido a aposta principal e que só entendo que tenha sido preterida pela Champions por razões de um qualquer garrote financeiro, claudicámos, com estrondo, quando o que se pedia era que, no mínimo, não se «danificasse a camisola». e, em todos aqueles encontros, não entrámos em jogo, não fomos a jogo, só participámos amigavelmente no(s) jogo(s) quando se exigia que (também) se comesse a relva, se assim fosse necessário. e foi. e não se comeu, antes fomos comidos. de cebolada. e com muita ratice pelo meio.
assim sendo, eis um ponto a rectificar já para a próxima época: explicar, a todos os jogadores, a importância do significado do Brasão Abençoado que se ostenta ao peito. ele haverá partidas em que esse significado será chamado a intervir e ao mais alto níBel. e quem de direito tem que estar precavido, não podendo ser apanhado (novamente) na curva.
.

sinto-me defraudado.

depois de toda uma época a defender com unhas, dentes, garras, e sei lá mais o quê, numa convicção inabalável de que este projecto tem pernas para andar, o jogo de ontem e a ausência de um qualquer vislumbre de Garra, de Raça, de Querer vencer, esmoreceu aquela minha firme crença.
note-se que ela ainda existe, mas, tal e qual como num episódio de desamor, no Presente, a minha fé está machucada, pelo que vai haver necessidade de Tempo para curar. terei todo um defeso para sarar e/ou lamber esta ferida…
.

estou triste.

pior: estou f*dido da cornadura e só me apetece mandar tudo e todos para o c@***o, sobretudo quem me tem enviado mensagens a dar conta de um epifenómeno cuja última vez que aconteceu tinha eu nove anos de idade, pelo que nem recordo bem disso” – ao contrário dos feitos desportivos da minha cor, que já aconteceram neste séc. XXI…
nestes próximos dias, sei que será difícil para mim manter um sorriso largo. e quem comigo convive terá que lidar com algum mau humor, inerente a um Amor que também gere as minhas emoções e é parte de mim desde que me conheço.
assim sendo e tal como naquela estória de desamor, sei que haverá um novo dia, um Amanhã diferente. e para breve. tal como nessa estória a dois, acredito que assim será. quero acreditar que só poderá ser assim, pois que, quem está lá no alto, há mais de trinta anos a comandar os destinos deste Clube que defende os interesses de uma região que não convive nada bem com a derrota, está ainda mais passado dos cornos do que eu e do que tu juntos. e que, daqui a um ano, certamente que não vai gostar de voltar a (re)ver as imagens de uma festa pré-anunciada, com aquela «gloriosa» pompa e circunstância, antes de matematicamente o poder ser, pela generalidade do jornalixo tuga.
.

sinto-me amargurado.

mas, mais do que isso, completamente agoniado com muito do que por aí se vai escrevendo, nalgumas caixas de comentários desse maravilhoso mundo que é a bluegosfera“®.
pensava que os tempos idos de que alguns de vós se referem o de uma travessia no deserto que durou dezanove anos a levar de vencida, «apenas e só» com dois singelos copos de água” (as Taças de Portugal de 1967/1968 e 1976/1977) e quando antes, houvera outra de quinze anos… seriam já memória do Passado.
afinal, estava equivocado e ainda há quem deseje um treinador novo a cada época fracassada. ou a cada modelo de jogo mais ou menos sensaborão. ou a cada contratação desejada mas financeiramente «inconseguida». e não me refiro só aos nossos amiguinhos da Segunda Circular, aos quais aproveito para afirmar que o vosso destilar de ódio para com o treinador do meu clube é o meu garante de que estamos no rumo certo.
mas, sei que toda esta amargura será compensada daqui a um ano. estou seguro desta minha convicção, de um apaixonado pelo Futebol Clube do Porto e independentemente dos nomes que ostentam o seu emblema e envergam a cor da sua camisola.
.

por último e para quem tiver estômago para tal, sugiro uma rápida leitura (mesmo que na diagonal“) à edição impressa do pravda desta Segunda-feira (aqui) em contraponto com a edição impressa do pasquim do quim oliveirinha (aqui).
penso que se perceberá melhor o porquê da insurgente revolta de Lopetegui para com o «manto sagrado» que protege, não os audazes, mas os que beneficia(ra)m de um vergonhoso #colinho e disso não se importam, pois que preferem fazer jus ao célebre «fazer “isto” por outro lado»

ah! e, claro!, em prol do meu bom-nome, da decência, da Educação e do Civismo que recebi dos meus progenitores, abstenho-me de comentar merd@s como esta aqui, proveniente deste merdas aqui.
.
.

disse!
.

Anúncios

7 thoughts on “da minha dor (exclusivamente minha)…

  1. Aquele momento da época em que, se dúvidas houvesse, que não há, ficamos com a certeza que esse cromo que infelizmente também usa o mesmo nome que eu, é a maior m*rda do universo. E arredores.

    Gostar

  2. Pensar na próxima época é o que temos de fazer agora, corrigir os erros e voltar mais fortes é esse o caminho! Não trazer pseudo vedetas que vontade de ganhar, raça e espirito de sacrifício têm 0 como aconteceu este ano e acabar com os meninos mimados que se são substituídos amuam, se entram no fim amuam e se ficam no banco amuam também, mas depois batem no peito a dizer que amam o clube e são Porto!

    A continuidade deste projeto (pelo menos é essa a minha opinião) não se deve por em causa, até porque na minha opinião mais que o próprio treinador, os jogadores, são os principais responsáveis por esta época paupérrima! O que se viu domingo no restelo é simplesmente vergonhoso, depois de tanto apoio nos estádios por onde passamos, no aeroporto, em todo o lado, nem com o mínimo conseguiram retribuir, e o mínimo que exigimos é dignificar o brasão abençoado, mas disso querem lá eles saber…

    Gostar

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s