do ainda estar a engolir um mamute…

maxi© FC Porto | Tomo III
.

.
.

Está complicado continuar no 5lb. Continuo a discutir com a minha família e o mais importante é que ela esteja bem. Também há o factor económico em que tenho de pensar
Tem-se falado no FC Porto e há essa opção, mas ainda não decidimos… Como já disse, quero o melhor para a minha família. Tenho a opção de ficar lá [em Portugal] e a minha prioridade é ficar lá…
.

caríssima(o),

aquelas são palavras do mais recente reforço do FC Porto e foram proferidas há uma semana, no Uruguai. considero que não há margem para (muitas) dúvidas sobre o principal desígnio que levou o Victorio Páez a rubricar um contrato de trabalho com a nossa instituição, diz-se que válido por três temporadas.

peço desculpa, mas não consigo manter a necessária racionalidade nesta questão e, por exemplo, fazer um inteligente exercício de pós e contras sobre a contratação em apreço, tal como o fizeram o magro vai ao ataque(aqui, em comentário às 08h44m) ou o imBicto belho da Constituição (aqui).
assim sendo e como refiro na adulteração à imagem oficial acima, bem-vindo! o real car@lhinho, pá!

como não tenho memória de anta, não me esqueço do muito que os nossos sofreram (literalmente) na pele, ao longo dos últimos oito anos, graças ao tipo com furúnculos no focinho.
quero lá saber que seja o melhor lateral direito a actuar no futebol tuga, na actualidade. e que seja uma contratação para o imediato imediatismo da coisa, no sentido em que está pronto a ser servido e a jogar já amanhã, se necessário for. e que é uma enorme labareda no moral dos de Carnide. e que a SAD portista esteja convictamente convencida do acerto desta aposta de risco. isso, para mim, «são ‘peaners, páenquanto adepto do FC Porto, eu não esqueço, porr@! e não desculpo! 

acima de tudo, trata-se de um sarrafeiro. e de um provocador nato. e de um salafrário. e de um tipinho abjecto, que sempre odiei e que não será por passar a envergar o nosso “manto sagrado” (um sacrilégio!) que passarei a inverter a minha opinião sobre ele.
mais: compreendo que o motivo por detrás do voto presidencial de lhe ser atribuído o dorsal mais místico do Clube (uma heresia!) seja o de confiança extrema. para mim, é tão-somente uma provocação.

assim sendo e pelo exposto:

» sim!, não gostei nem um pouco desta contratação, da qual já sabia que poderia ser concertada há mais de quinze dias e por fonte muito fidedigna (o que infelizmente se confirmou).

» sim!, para mim e por muito que a constituição da Equipa indique onze elementos, enquanto ele envergar o nosso manto sagrado, o FC Porto actuará somente com dez jogadores.

» sim!, também sou dos que acredita que haverá dualidade de critérios, em termos de arbitragem e de disciplina, pelo que actuaremos mais vezes com o seu concorrente directo (Ricardo Pereira?) do que com ele no onze.

» sim!, preferia ter a inexperiência do David Bruno e/ou do Vítor García, aliada à inaptidão do Ricardo Pereira para desempenhar essa função, na equipa principal, e por muito que tal nos custasse os títulos tão desejados, a ter que gramar com o emplastro em causa.

» sim!, não sei assobiar, mas ele nunca cairá nas minhas boas graças, pelo que não esperem que o aplauda, seja em que momento for. nem num hipotético momento Kelvin, se vier a acontecer. e será a primeira vez que o farei em relação a um jogador que representa o meu clube do coração e de Sempre.

» sim!, para mim este aqui será sempre, mas sempre!, O lance que perdurará nas minhas recordações quando se abordar o nome de maxi pereira [valente escarro]. assim se justifica que, de ora em diante, o trate por Victorio Páez, plagiando o caríssimo Vila Pouca.

»sim!, conto contigo, mais lá para Maio, para me relembrares destas palavras e me obrigares a “engoli-las”. acima de tudo, tal significará o regresso das saudosas quinas, ao nosso “manto sagrado”, a partir da época 2016/2017…
«acardita» que o inverso não se aplicará, no sentido em que eu não terei qualquer gosto em fazê-lo (e nem o farei!), por tudo o que escrevi anteriormente. e porque eu quero mais é que o «’mono‘» do Victorio Páez vá para dois ou três sítios que eu cá sei, mais este aqui!

.
.
disse!
.

Anúncios

13 thoughts on “do ainda estar a engolir um mamute…

  1. Imbicto amigo,

    Completamente de acordo. Estou enojado. Eu bem tentei puxar a isenção e a lógica su-posta, mas não é nisso que ‘acardito’…
    Pá, essa referência aos enoooormes Comme Restus é soberba. Ainda hoje me lembrei do “morte aos ciquelistas“…

    Temos de superar esta porra juntos. E haverá mais como nós, ainda a montante da destruição de cartão e de Dragom seat.

    Imbicto abraço!

    Liked by 1 person

  2. Pra já, acho indecente andares a gamar-me a banda sonora, mas pronto, simpatizo contigo e não te processo 🙂
    Depois, melhorzinho, agora que já deitou tudo cá para fora? A catarse é uma maravilha! E sabemos bem que vais pular e gritar com qualquer dos nossos golos, mesmo os do…mamute! Bet? 😉
    Abraço

    Liked by 1 person

  3. Meu caro amigo. Como te entendo. Não compreendo, nem nunca compreenderei as razões para esta contratação.

    Espero, tal como tu, daqui a uns meses, quando formos campeões engolir as minhas palavras em relação a tal ser, mas mesmo que as engula, nunca me peçam para gostar dele, porque isso não irá suceder.

    Grande abraço!

    Liked by 1 person

  4. Esta contratação pode ser analisada da seguinte forma:
    Contras: idade avançada;
    sarrafeiro – vai ser expulso várias vezes, tal como acontece na sua seleção;
    um nojo de pessoa;
    sem as ajudas dos árbitros e fiscais de linha é um jogador inócuo;

    Prós: ataque psicológico ao nosso adversário
    salvaguardamos a integridade fisica do Brahimi e de outros que apareçam naquela zona nos próximos encontros com o clube de carnide;
    O DD suplente terá de evoluir rapidamente pois jogo sim jogo não será titular;
    Poderemos analisar estatisticamente os cartões acumulados no clube de carnide e no FC Porto e assim termos mais uma prova cabal do favorecimento que foi a época passada;

    Posto esta analise, continuo dividido.
    E comparar o Maxi ao Moutinho ou ao Cebola é ofender os últimos.

    Liked by 1 person

  5. Caro Miguel do Tomo

    Percebo mas não partilho da indignação.

    Tenho uma visão mais pragmática do assunto, acho que o maior problema é chegar oito anos atrasado. Imagina o quanto já teria feito por nós nesse período de tempo? Mas enfim, melhor tarde que nunca. Preocupa-me mais que alguns jogadores com anos de casa tenham inveja do seu salário (sim, Maxi não é Casillas).

    Um abraço solidário,
    LAeB
    http://doportocomamor.blogspot.pt/

    Gostar

  6. ” Mas sou incapaz de esquecer o que ele fez e disse nestes oito anos. Não consigo.”
    Sem por esta afirmação em causa, pois é impossível, é o seu sentimento.
    O problema não é esse, o problema é que como portista dás mais importância a esse sentimento (que não condeno, penso o mesmo), ao teu “amor” (que parece que não tens) pelo clube e as vitórias.
    Passo a explicar:
    A época passada, 2/3 da liga foram inquinadas pelo #Colinho.
    Esta época os clubes, CLUBES, não foi só o Porto, contestaram e votaram contra as nomeações. Acho que não preciso explicar o porquê.
    Ora este mês a FPF vai votar se continua como está, ou há sorteio.
    E o que é que fazem?
    Dão mais importância à vinda de x ou y que é aquilo que controlamos, a ajudarem a fazer pressão sobre aquilo que não controlamos, a FPF, a Liga, a arbitragem.
    Ainda bem que assim é da nossa parte, mas não é da parte do Benfica, que tem a arbitragem no bolso e segundo o NGP também Luís Duke….
    Portistas, estamos à umas épocas sob fogo, na duvida prejudicar o Porto. Os Portistas a ajudarem à festa ao não saberem discernir entre o que é um sentimento, e o que é importante, é grave e demonstra falta de lucidez.

    Abraços

    Liked by 1 person

  7. Depois de uma semana on fire e boa para nós com a chegada de Casillas…
    Agora veio esta outra bomba que nos arrebenta na nossa mente e alma. E que a seguir se “mande” embora outro lateral….

    Para além do mais que o nosso Presidente teve aquele discurso que nada assenta no ser que se tratava.
    “Jogador a Porto”?
    Isto de “jogadores a Porto” mais parece palavras ditas de boca para fora sem senso.
    Deixemos disto.

    Que venham noticias positivas bem cedo.
    Estamos a precisar URGENTEMENTE!

    Liked by 1 person

  8. Miguel,

    Antes de mais, uma boa noite. Já tínhamos falado sobre isto, e sabes o que penso, mas partilho de alguma dificuldade em ser simpático para o indivíduo Maxi Pereira. Compreendo a tua posição e o que sentes e, acima de tudo, respeito a tua opinião. Tenho de te confessar que, neste aspecto, pensamos de forma um pouco diferente. Se me perguntares se prefiro este gajo, ou um gajo que faz juras de amor ao clube e depois nos deixa “no altar”, tenho dificuldade em saber quem prefiro.
    Sabemos todos como isto fucniona: é um negócio. Deixou de ser o amor à camisola, a identificação com o clube, desde a década de 90. É um negócio. Puro! Dessa forma, odiando a personagem em questão e tudo o que representou nestes 8 anos de Benfica, sei que agora é o nosso brasão que carrega ao peito, e é isso que importa.
    De resto, e porque não me imagino a dedicar-lhe cânticos e outros que tais, digo-te: o Porto, somos nós. Tu, eu, os Jorges, o Paulo, o Vila Pouca e todos os que comentam nestes espaços e/ou seguem o nosso Porto para todo o lado. É aquele símbolo. São aquelas cores. As nossas gentes! Com ou sem Maxi, Moutinho, Jorge Costa ou João Pinto.

    Um grande abraço!

    Liked by 1 person

  9. Somos do FC Porto, ou somos do FC Jackson Martins ou do FC Danilo? A partir do momento que Maxi Pereira, Yuran (não é por acaso que escrevo Yuran pois era por mim o jogador mais odiado da história, até vestir de azul e branco), o Orelhas, ou seja que outra pessoa for, veste e defende as cores do meu clube, tenho de apoiá-lo plenamente. Vale mais o Maxi Pereira que tinha uma vidinha boa e tranquila no clube com nome de bairro e se passou para nós, ou o Jackson Martins que logo que conseguiu se passou ao fresco? O que interessa é o manto sagrado (como bem diz o Pedro Marques Lopes) e quem o veste deve ter o nosso total apoio. Mas esta é só a minha opinião 🙂
    Cumprimentos

    Liked by 1 person

    1. @ Miguel

      antes de tudo, ‘muito obrigado!‘ pela tua visita, pelo teu comentário e pelas tuas palavras.

      sendo concreto:
      é óbvio que sou adepto do Futebol Clube do Porto, antes do que quem quer que seja.
      e é óbvio que compreendo, respeito, aceito e estou de acordo com tudo o que escreveste. mas ele há seres que não gosto e que “não vou à bola com eles” (inclusive no sentido literal). o Victorio Páez é um deles – o Yuran foi outro, assim como o Kennedy…

      é claro que o que interessa é o “manto sagrado” e o que exijo, enquanto adepto, é respeito pelo mesmo e pelo escudo que carregam ao peito. o resto, são «pienners» e um desabafo público deste que te escreve. mas, por exemplo, não deixei de me insurgir contra a abécula do vasco santos pela grande penalidade que nos songegou por uma falta evidente, dentro da grande área, sobre o… Victorio Páez 🙂
      (desculpa-me e desculpem-me quem me lê, mas como o uruguaio “mudou de página”, para mim, enquanto vestir de azul-e-branco será sempre o Victorio Páez)

      abr@ço
      Miguel | Tomo III

      Gostar

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s