not@s soltas de um jogo ‘very special’ e muito ‘happy’…

equipa© fotos da curva
.

1)
.

 jogatana do camandro, pá! sim senhor! foi mesmo bonito de se ver aquela ganda joga – sobretudo por quem teve esse enorme privilégio de assistir, ao vivo e a cores, no nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos.

porque já se passaram quase vinte e quatro horas sobre a mesma e para não repetir ideias em análises exaustivas e melhor preparadas do que a minha, à data e hora destas linhas (sim… “linhas” que serão sempre hipnoticamente diferentes das da “porta18“), concordo com tudo o que foi escrito aqui, e aqui, e aqui, e aqui, e aqui, e aqui, e em absoluto.

delas não retiro (sequer!) uma vírgula, sublinhando «apenas e só» essa ideia de que seria muito bom, para todos nós – adeptos, massa assoBiativa, jogadores, treinador, dirigentes, apoiantes do Iker, público em geral -, que o espírito que ontem reinou pelo Dragão – e, não há como escondê-lo, sobretudo nos jogos da «xampions» -, pudesse estar presente em todos os jogos, de todas as competições, em que a equipa principal de futebol profissional se encontra envolvida – mormente nos jogos fora, contra os “moreirenses” desta vida.
eu sei e “vivo” esse sentimento no trabalho, quando me atribuem tarefas chaaaataaaas como o cara…ças, as quais dão (no mínimo) uma vontade louca de se estar noutro lugar qualquer menos lá, na labuta. portanto: se assim é connosco, na nossa rotina diária, certamente que não será diferente para os jogadores, que terão uma motivação suplementar em jogos para a maior e melhor competição mundial de clubes, a qual é inversamente proporcional quando se deparam com os “boavistas” do nosso comezinho campeonato. mas será sempre bom recordar-lhes que, se não houver vitórias frente aos “tondelas” e “aroucas” e afins, não há lugares na «xampions», não há “montras”, não há prémios chorudos, não há visibilidade, não há Futuro (para ninguém)… eu sei que é um cenário chato e tal, mas não há como fugir dele. e essa é que é a Realidade: a nossa realidade e sobretudo, a deles, enquanto profissionais da bola.
.

2)
.

Atitude, Raça, Querer, Vontade, Entreajuda, Entrega, Abnegação, Solidariedade, Denodo, Sacrifício, Classe, Determinação, Resiliência.
mais do que chavões, foram adjectivos muito superlativos e absolutamente analíticos, do ambiente que, de facto, disse “presente”, ontem, no Estádio do Dragão. foi mesmo perfeito, numa simbiose de total comunhão entre todos os intérpretes que estiveram em jogo – dos jogadores, à massa assoBiativa.

uma perguntinha só: não seria mesmo espectacular que fosse assim, em todos os jogos, de todas as competições, em que a equipa principal de futebol profissional se encontra envolvida, quando joga no seu reduto – logo e por inerência, supostamente em sua casa e junto dos seus adeptos?
.

3)
.

acho que ainda não houve indicações em contrário, mas parece que o treinador que orientou a nossa equipa do coração, ontem à noite, foi exactamente o mesmo que nos provocou um enorme desgosto emocional na passada Sexta-feira.
eu já o desculpei por esse erro (que, espero e faço votos, tenha sido o último, nesta longa maratona de jogos, uns melhor conseguidos do que outros, e que se designa por “campeonato nacional” e que terá um total de 34 jornadas…).
.

sugestão musical:

Pharrell Williams, “happy“.

.
disse!
.

Anúncios

4 thoughts on “not@s soltas de um jogo ‘very special’ e muito ‘happy’…

  1. Boa tarde,

    O Lopetegui só dá banhos tácticos a toscos. Este último é um Zé duma esquina qualquer que nem unhas tem para tocar a guitarra que tem. Isso e as derrotas dos últimos jogos só prova que ele não entende nada disso.

    Para mim o Lopetegui não teve culpa em Moreira de Cónegos. Arriscou e teve azar. A maior culpa foram os jogadores que procuraram jogar apenas o mínimo possível.

    Abraços

    Liked by 1 person

  2. Destes jogos agora são como água no deserto. Poucos…
    Os jogadores.
    O treinador.
    Os adeptos.
    O ambiente.
    O Senhor Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa |que ontem até deu um “show de bola” aos jornalistas espanhóis|.
    Tudo esteve ao mais alto nível na representação do Nosso Emblema.
    Tudo numa noite inesquecível.
    Mou very soft antes, durante e depois do jogo.

    Contra o clube do serpa este domingo que haja também um reflexo do espelho que foi a noite de ontem.
    Era bom se os adeptos apercebem-se da noite d’ontem e que deixassem de coisas como a critica de uma substituição de este por aquele.
    Apoiar com o fogo bem aceso que assim os jogadores captam isso e é um alimento fundamental para cada jogo. |Parece que já estão 35 mil bilhetes vendidos para domingo|.

    Abraços.

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s