do telelixo tuga…

rmoreira© google
.

caríssima(o),

ao contrário de alguns de vós, que muito prezo e respeito, e numa atitude que não encerra, em si mesma, qualquer manifestação de repúdio, censura, maledicência ou outra, antes um sentimento que me impede de tecer considerandos desagradáveis por quem a pratica (e apesar de nela já não me rever), desde esse ido Outubro de 2010 que deixei de assistir a programas de painel sobre o comentário desportivo tuga.
a minha paciência esgotou-se, precisamente naquela data, em solidariedade para com a de Rui Moreira, sobretudo por este ter que aturar, semana após semana, durante (pelo menos) duas horas ‘non stop‘, as diatribes torpes e vis, do gagá do cineasta xexé do vasconcelos… aliás, quem me acompanha desde o (entretanto desaparecido) Tomo I sabe da “paixão assolapada” que nutri por ele mas que, entretanto e tal e qual uma linha da “porta18”, acabou…
actualmente só muito amiúde é que vejo os ditos cujos e somente depois de “alertado” pelas crónicas e/ou comentários de quem ainda mantém essa paciência de Job em visioná-los e, ao contrário da minha pessoa, sem qualquer ponta de tédio e/ou enfado e/ou aborrecimento; aliás, eu faço por só visualizar as suas partes mais “interessantes”, e em diferido, e somente aquelas. a excepção à minha regra aconteceu na semana passada, como é do conhecimento público…

então, assim sendo, de acordo com o teor do comunicado do Clube, de ontem (aqui), o qual reforça um anterior, datado de Outubro de 2010 (aqui), sobre a mesmíssima “pornografia futebolística”, e no seguimento do artigo de opinião de eduardo borroso, presente nedição impressa do pravda da Travessa da Queimada, desta Quarta-feira (aqui), a páginas 38, intitulado “obviamente demito-me“, quero secundar a convicção de alguns de vós e de muitos mais, nesse “maravilhoso mundo que é a bluegosfera”®, e que é a seguinte:

por mim, aquele tipo de programas não teria qualquer representante afecto à nossa cor, o azul-e-branco.
.

sim!, por mim, o espaço destinado ao nosso representante, em cada edição do programa em causa, seria preenchido com um enorme vazio, tal e qual o demonstra a imagem ali em cima e em “homenagem” ao intelecto de muitos dos outros interlocutores que são tudo menos portistas.
na minha opinião, o valor da comi$$ão (mensal? semanal?) por programa não paga o achincalhamento constante, a permanente desonestidade intelectual, a contínua provocação barata, a qual redunda sempre e invariavelmente numa “peixeirada” – igual a tantas outras, que o que difere entre esses programas é tão-somente o odor do fel que se expele sempre que se abordam as questões do quotidiano azul-e-branco (e quando estas são abordadas, normal e invariavelmente nos últimos cinco minutinhos do programa).

terei sempre guardadas as imagens da “tal” saída intempestiva do programa, por parte do precursor Rui Moreira, no “Trio d’Ataque” (aqui); do encapotado e mal-disfarçado “despedimento” do grande benfiquista Júlio Machado Vaz, igualmente no “Trio d’Ataque” (aqui); a deselegante saída de cena do calimero dias ferreira, no “O Dia Seguinte” (aqui) – o mesmo que, em 1999, se pegou com Pedro Baptista (aqui); a “tal” saída de eduardo borroso, do “Prolongamento”, cujo único vídeo entretanto foi removido porque há um “palhaço” (sem ofensa para quem trabalha em tão nobre arte circense) que, por não ter vida própria, se entretém a reivindicar Direitos de Autor do que não lhe pertence – o mesmíssimo borroso que ‘amandou‘ com “aquele” berro às fuças do “mãozinhas” do seara (aqui), que dirigiu um gordo insulto a Manuel Serrão (aqui) e que levou um “virinha do Minho” do gverreiro Jorge Sequeira (aqui)…

e, já que estamos numa de ‘flash-back‘, recuando no Tempo e percebendo que, mude-se o nome do programa e/ou a estação onde este é difundido, os figurões são sempre e exactamente os mesmos, assim como a agenda das agremiações da Segunda Circular, como esquecer o episódio da inusitada “invasão” do estúdio de “O Dia Seguinte”, pelo ‘Orelhas’, em 2004 (aqui) ou aquela cena quando o “papagaio” gabriel ligou para… exacto, “O Dia Seguinte”, em 2008 (aqui)…
e
nfim… muitas saudades do Dr. Pôncio (aqui e aqui)…

por último, não poderia deixar de partilhar contigo um episódio da passagem de Pinto da Costa na (já “falecida”) N-TV (aqui) e um outro no “Jogo Falado” da rtp (aqui) e aqui, o início das TPO [Third Party Ownership, vulgo “fundos”] estávamos em… 1988 (!!!).

ah! e por “falar” na estação (cada vez menos) pública de televisão:
estava para abordar a questão da execrável e inenarrável promoção da dita estação à partida da próxima Terça-feira, para a «xampións», mas o caríssimo Vila Pouca antecipou-se (aqui😀
.

post scriptum pertinente:
.

como referi ali em cima, pelo “visionário” youtubiu há um “palhaço” (sem ofensa para quem trabalha em tão nobre arte circense) que, por não ter vida própria, actualmente se entretém a reivindicar Direitos de Autor do que não lhe pertence… já não é a primeira vez que tal me acontece, o que, parace que não, mas aborrece um pouco, porque há tanto para se denunciar, mas é sempre “material” que pode, de certa forma, incriminar a agremiação de carnide que é denunciado… até parece que é de propósito ou uma infeliz coincidência… e como eu não acredito em coincidências… adiante…

porque (i) como estou na iminência de perder aquela conta e (ii) ainda não encontrei uma solução para esse “problema”, apesar de estar a “trabalhar” naquela, e porque há, de facto, “material” que merece ser divulgado:

» aqui tens acesso aos momentos da tentativa (vã) de argumentação de Bernardino Barros para com a “coisa” balofa que gere os conteúdos da cena de marquise patente em carnide.

» aqui tens acesso ao Report Tv sobre José Maria Pedroto, o verdadeiro ‘Mestre’. sim!, até este episódio (único, exemplar, digno) sobre uma das nossas mais carismáticas figuras é sucessivamente censurado pelo pulha que não tem mais nada que fazer na vida...

.
disse!
.

Anúncios

5 thoughts on “do telelixo tuga…

  1. Quando muitos dizem que “Portugal vive para o futebol”, não deixa de ser uma piada mais seca que o próprio deserto.
    Esses programas já há um par de anos que não têm a minha preciosa visão, e ainda bem!
    Pura perda de horas da minha vida, quando os “45 minutos à Porto” e “90 minutos à Porto” são, de longe, muito melhores do que os referidos no post.

    Abraços.

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s