not@s soltas de (mais) uma vergonha…

vergonhabw© zerozero | Tomo III
.

1)

antes de tudo e porque é da mais elementar justiça, quero agradecer o gentil convite que o Jorge me endereçou, ao início da tarde de Domingo, para ir à bola. nunca pensei é que, tal como cantam os Manifesto, fosse ficar «marado da tola»…
do que guardo, dos momentos bons, no nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos, foi ter podido rever e conviver com “a malta”: da Ana e do João, ao Zé Pedro, ao “Z”, ao dragão Vila Pouca, ao Nuno, ao Felisberto – indefectíveis portistas que, como muitos, sofrem bastante pelo nosso Amor comum.

para eles, o meu abr@ço solidário, nestas horas particularmente custosas para todos nós que, enquanto adeptos, “só” temos como missão espinhosa essa difícil arte de apoiar a Equipa. é que não podemos fazer mais nada, no momento…
e, já agora, partilho a informação de que este «pé-frio» vai-se retirar (das idas ao Dragão) subtilmente pela porta dos fundos, e sem fazer muito alarde disso, e com a esperança de nos revermos em breve – mormente nos conBíBios do “bibó FC Porto, car@go!”. pode ser que, assim, com a minha ausência (e supersticiosamente falando), a equipe recupere, em todos os seus níveis – anímica, psicológica, técnica, profissional e fisicamente, e outros (a haver).
.

2)

tenho para mim que a principal razão deste enorme descalabro (mais um… e que vai muito além dos resultados desportivos, em campo), e em pleno aniversário, está situado a montante do treinador e do grupo de trabalho ao dispor deste último – em concreto: na cúpula do actual P(h)oder Portista.
e, tal como os administradores da SAD azul-e-branca estão disponíveis para acolher os louros nos sucessos, também eles têm que assumir (sempre!) os fracassos desportivos. e “tê-los” no sítio para dar a cara perante os sócios, os adeptos e simpatizantes, sobretudo nestas alturas e não somente naquelas (bastante breves) em que há “calmaria”, principalmente nas últimas três épocas desportivas.
e, sem pretender ser ingrato, não deixo de me questionar neste aspecto: não deixa de ser uma coincidência que estes momentos negativos, em que tudo se questiona (do “cu”, às “calças”, passando pelo “cinto”), se consumam nas alturas de aproximação entre Pai e Filho. a última vez que “isto” aconteceu foi no triénio desportivo 1999/2000 a 2001/2002… e como eu não acredito em coincidências..
.
.

3)

ontem, ao sair do estádio, também não deixei de recuar à temporada 2001/2002, na passagem de testemunho do otário malvado para o (na altura) #notaspecialone. (infelizmente) recordo-me muito bem daqueles três secos, em Belém, e das posteriores declarações do ‘óssémørinho‘ em que implicitamente assume uma limpeza de balneário para a época seguinte. ontem, em pleno Fevereiro de 2016, recuei a esse (longínquo?) Março de 2001. o paralelismo foi inevitável e em nada evitável, tendo em linha de conta o descalabro a que acabara de assistir.
.

4)

o apitador tuga e que, em pleno Domingo de Carnaval, considerando que ninguém o levaria a mal por isso, não deixou de se travestir daquela cor – e não é uma coincidência que todos os apitadores, (pelo menos) esta época, se equipem, nos jogos em nossa casa, somente com aquela cor?! será uma provocação? estou certo de que sim!, de que é provocação (muito barata, mas mesmo assim uma provocação) – fez uma arbitragem igual a si próprio: uma valente merd@, e como se comprova aqui.
sim!, fomos espoliados de (mais) um golo limpo e perfeitamente legal; sim!, o apitador tuga foi conivente, durante toda a partida, com o inexcedível mas igualmente execrável, anti-jogo arouquense (digno da equipa pequenina que é, e que, por isso, não me merece quaisquer parabenizações pela vitória); sim!, houve dualidade de critérios a nível disciplinar. e novidades?!

sinceramente, na minha opinião, não foi pela arbitragem que perdemos este jogo, antes por culpa exclusivamente própria – a começar na atitude com que o encarámos (ou na gritante falta daquela) e desde o primeiro segundo da partida, e a terminar em tudo o que tenho vindo a desabafar nesta “posta de pescada”®.
.

5)

toda a equipa esteve num lastimável nível desportivo. a exibição colectiva foi deveras medíocre. mesmo assim, eis a minha análise individual:

» Casillas: duvido que actualmente seja capaz de uma reacção como esta aqui. gostava de estar enganado, mas acho que lhe desapareceu o sorriso que, em Setembro, tinha no seu rosto. pior: (trans)parece que já não terá vontade em permanecer pela ImBicta muito mais tempo. assim sendo e se há desejos em imigrar para a MLS, e se aquela vontade for real, lastimo muito afirmá-lo, mas Ontem já era tarde… e como não nos faltam elementos válidos para aquele posto específico…

» Layún: do quarteto defensivo, foi o que menos errou. e, como se afirmou no Porto Canal, na análise à partida, não foi tão acutilante como costuma ser à esquerda. tentou remar sempre contra o marasmo da equipa, sobretudo na segunda parte, mas como este desporto colectivo envolve mais dez elementos…
já agora, uma pergunta pertinente: bem sei que hoje é Segunda-feira, mas Víctor García não poderia ter sido titular nesta partida porque?… qual a primazia: a equipa B ou a principal?

» Indi: no lance do segundo golo, também não fica isento de culpas. foi sempre o melhor dos centrais, numa dupla cuja Qualidade já conheceu melhores dias. e como a de ontem foi ínfima e infinitamente reles, enquanto adepto, não me satisfaz que ele tenha sido o menos mau do péssimo…

» Maicon: acabou, n’é? acho que, depois daquela pouca-vergonha, não haverá mais margem de manobra para quem, ontem, não dignificou a braçadeira que ostentava no braço – para lá do manto sagrado que envergava e de ter envergonhado a história do brasão abençoado ao peito. por muito menos, em 2001, Jorge Costa rumou a um clube do Sudeste de Londres…
(ainda tenho na retina aquele súbito e literal, virar de costas ao jogo, com este a decorrer, simulando uma lesão que não se encontrava nas pernas, antes muito mais acima dos joelhos…)

» Angél: tem um posicionamento defensivo para lá de deficiente, não sabendo defender o seu marcador directo. não ataca a bola. não sobe a preceito na ala. não sabe cruzar. fod@-se!, prefiro o Rafa manco a este c-e-p-o. (mais um que) não. tem. categoria. para. figurar. nos. nossos. quadros. ponto.

» Danilo: o melhor definitivamente. assumiu (pelo menos) três funções no jogo. e, «em ambas as três», cumpriu. foi o bombeiro de serviço e o ‘box-to-box‘ naqueles desesperos finais (sobretudo desde o segundo golo arouquense). em suma: suou e muito, a camisola que envergou, não a «danificando», bem pelo contrário. por ele, teríamos vencido e de cabazada.

» Herrera: é capaz de inacreditáveis oscilações de forma durante uma época desportiva, sobretudo nesta. mas, pior: também é capaz do melhor e do pior durante uma partida, e no mais curto espaço de tempo. exemplo: segunda parte, logo depois do falhanço do Aboubakar. consegue uma recuperação de bola, passa por dois adversários e faz um passe curto (menos de dois metros) para o espaço onde estava o único jogador do Arouca que restava entre o meio-campo e a defesa, proporcionando (mais) um contra-ataque perigoso… “isto“, em todos os jogos, desespera até o mais calmo dos adeptos.

» André²: enquanto teve fôlego, pernas e discernimento, tentou sempre empregar um ritmo alto ao jogo portista. infelizmente só durou 60’… estou certo de que ainda não estará refeito a 100% da lesão de Dezembro, e que estará a jogar com (muitas) limitações.

» Brahimi: foi dos poucos a tentar desbloquear o duplo bloco defensivo arouquense. sim!, agarra-se em demasia à chichinha, mas quem mais, ontem, é que tentou inventar espaços? pois… e ainda marcou um golo legal, que viria a ser invalidado. e também eu não compreendi a sua substituição…

» Corona: tal como para com o Varela (já lá vamos..), também ontem esteve em campo o alter-ego do mexicano, o Jesús. e, quando este resolve aparecer, é mau, porquanto que o seu futebol torna-se quezilento, amorfo, enfadonho, truculento, sensaborão, monótono e bastante desagradável à vista. em suma: totalmente o oposto de quando é o Corona em campo.

» Aboubakar: não se pode falhar um “golo cantado” como aquele, e logo no reinício da partida. não. se. pode… bem sei que marcou e tudo, mas um ponta-de-lança tem que ser letal. e ontem, mais uma vez, não foi. e que falta que nos fez…

» Rúben Neves: entrou “a quente“, numa altura em que a contestação à equipa e ao jogo que (não) praticava já era muita. o que escrevi em relação ao André², aplica-se na perfeição a este miúdo que, enquanto esteve em campo e no alto dos seus dezoito anos (é sempre bom recordá-lo!), não se atemorizou e (in)tentou empregar (sempre!) aquele ritmo alto de jogo. o que não resultou, então? as apatia e inépcia da equipa portista e o anti-jogo arouquense (sobretudo a primeira razão, em consonância com a segunda. e vice-versa).

» Varela: não apareceu porque esteve em campo o Silvestre, o seu alter-ego (aquele que dá jus às críticas mordazes de Miguel Sousa Tavares). idem bidem para o que referi sobre o Corona (perdão: sobre o Jesús).

» Marega: vinte minutos e uns trocos em campo, dois remates: um para defesa do #semprelesionadobracali, outro na atmosfera e quando tinha tudo para marcar. não foi por ele que perdemos, mas (e sei que estou a ser injusto)não se podem falhar golos cantados… 

» Peseiro: não percebi porque não chamou Víctor García. não percebi a entrada de Varela. não percebi a saída de Brahimi. note-se que não o estou a julgar pela derrota, antes que gostava de ver esclarecidas estas minhas (legítimas) dúvidas. mas, os pés-de-microfone preferiram direccionar o rumo da conferência de Imprensa para o jogo desta Sexta-feira…

.
disse!
.

Anúncios

16 thoughts on “not@s soltas de (mais) uma vergonha…

  1. – Jose Angel: 100% cruzamentos para o guarda-redes – rua
    – Herrera: 0% ideias; 100% asneiras – vender
    – Maicon: 100% borrada – rua
    – Indi: 0% bolas ganhas de cabeça; 100% lances perdidos no 1 para 1 – vender
    – Corona: 100% bolas perdidas em fintas – puxar as orelhas com FORÇA!
    – Brahimi: 100% fintas, 0% eficácia – puxar as orelhas com FORÇA!

    100% PORTO: Layún, André, Danilo

    O golo é mal invalidado é certo, não estamos bem e estes contratempos não ajudam; mas isso não explica tudo.

    O buraco não tem fundo…

    #acordaPorto

    Abraços!

    Liked by 1 person

    1. @ Marco

      Angel: estás a ser generoso 😉 não sei a percentagem, mas 80% dos cruzamentos ou foram a meia altura (batendo literalmente de frente no defesa), ou foram rasteiros. os outros 20% foram directamente para a bancada

      e não, não estamos nada bem – Estrutura, Plantel, Equipa Técnica, Adeptos, Massa AssoBiativa, eu, tu…

      abr@ço
      Miguel | Tomo III

      Gostar

  2. No NGC existe muita alma que não merece lá passar os dias. A começar pela administração. Estamos sem rumo. Perdidos em que todos nos agridem, roubam e gozam. Estamos órfãos.

    O comentário sobre aproximação pai filho é deveras interessante e segundo o meu ponto de vista acertado.

    No entanto acho que o problema é maior, é necessário revitalizar toda a estrutura que foi até à uns anos muito bem sucedida, e que agora está completamente inoperante.

    Temo pelo futuro do NGC.

    Sobre o Maicon, a minha opinião é recambia-lo imediatamente para o Brasil, China, Rússia ou outro lugar que não o veja mais.
    Espero também que não o deixem treinar mais com a equipa.
    Ninguém da equipa B merece estar tapado por um jogador tão fraco.

    Abraços

    Liked by 1 person

  3. Ontem fui ao estádio e fiquei arrependido por ter ido, nunca pensei ver um espectáculo tão triste como aquele, desde o golo aos primeiros segundos de jogo até à roubalheira daquele filho da puta irmão de outro filho da puta que passou pela arbitrgem e agora é dirigente da mesma, até áquela vergonhosa actuação do Maicon,(dizem que estava lesionado), mais uma razão para não fintar o adversário naquele sitio do terreno.
    Para terminar há muita gente no FCP que não merece o nosso esforço nem o nosso respeito.
    Abraço
    Manuel da Silva Moutinho

    Gostar

  4. …indefectíveis portistas que, como muitos, sofrem bastante pelo nosso Amor comum.

    Infelizmente este Amor foi trocado por contratos, comissões, projectos e “certas” amizades, num ponto acima da “hierarquia” do Clube.
    Num ponto mais a meio do Clube temos jogadores que não sabem dar uma para a caixa e que abandonam o campo.
    Por parte dos adeptos, esse amor foi trocado por pipocas, smartphones, e assobios contra os nossos, quando estávamos a precisar era e um apoio forte para conseguir a vitória. NADA!
    Depois, a 10′ do fim do jogo, o nosso Estádio parecia um campo fúnebre.

    Carago!! onde estão as nossas claques old-school?

    A juntar a festa tivemos um golo ROUBADO.

    Precisamos de um furacão a passar pelo nosso Clube. Parece-me a mim que estamos a precisar de um momento em que o nosso clube se encontre em cacos, e, unidos reestruturar outra vez o Clube.

    Cara#o para estes timings!!!
    FOD@-SE PARA ISTO.
    Tínhamos uma equipa em crescimento, e tinha de surgir isto!!!!

    Abraços.

    Liked by 1 person

  5. Do cimo da pirâmide, silêncio absoluto. O maior problema é que temos o destino nas mãos em Abril e vai continuar tudo igual. E desta vez não serão mais três. mas sim mais quatro anos a correr o risco de continuarmos a perder e o clube fazer de chucha para um compadrio que já se nota há muito.

    Um abraço

    Porta 26

    Liked by 1 person

  6. Caríssimo Miguel
    Também eu fiquei muito perturbado com a exibição da equipa portista contra o Arouca. Mas tive de resignar-me para que não se apercebessem em casa do meu nervosismo e frustração.
    O lance que deu o 1º golo do Arouca é imperdoável. A começar pelo “fiasco” José Ángel que não teve pernas para acompanhar o extremo arouquense e a continuar no colega que devia ter por missão ir dobrar o colega…!
    Por aquilo que me apercebo, o Rafa ou o Rodrigo da “B”, qualquer um deles faria melhor do que o espanhol um “capatão” que ao fim de todo o tempo que está no FC Porto não conseguiu ainda progredir nada, e mais grave ainda, quando foi necessário, não se apresentou na sua melhor forma de modo a aproveitar a oportunidade que lhe foi concedida pelo seu treinador.
    Depois o colectivo/conjunto dos Dragões falhou e para agravar mais a situação Brahimi e Corona os dois virtuosos da equipa que fazem a diferença, pareceram-me sem velocidade suficiente para tentarem os lances individuais (slalons), tornando infrutíferas as tentativas deles (ambos muito marcados diga-se) para resolverem os problemas que competiam ao colectivo/conjunto.
    Pergunto-me: a equipa não terá facilitado de início, ou seja, não terão pensado que o Arouca seria uma equipa acessível e portanto descurado o adversário…?
    Relativamente aos assobiadores, concordo consigo: apoiar sempre e se tiverem de manifestar o seu desagrado que o façam no fim do jogo.
    Outra coisa. José Peseiro só com o decorrer dos jogos é que vai ficar a conhecer a personalidade dos seus pupilos, com o que poderá contar/exigir deles. Portanto é natural que por vezes se engane com as reacções/comportamento desportivo deste ou daquele.
    Relativamente ao plantel, penso como muitos dos adeptos portistas, que nos falta um central de nível pelo menos igual ou superior ao Marcano, o qual é o melhor de todos os que temos.
    Indi não é um jogador rápido de pernas. Os médios da equipa Danilo, Herrera e Rúben Neves a destruir já se vão safando, mas a construir que é preciso jogar duns para os outros ao primeiro toque e de olhos fechados, já não conseguem corresponder ao pretendido. E disso se ressentem os avançados criativos que acabam por se verem marcados por dois e três contrários, não tirando a equipa proveito disso. Porque quando o conjunto funciona, o facto de dois ou três contrários irem ao encontro do criativo vai libertar outros dos seus colegas da equipa.

    Armando Monteiro
    http://www.dragaoatentoiii.wordpress.com

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s