cantigas de escárnio e de maldizer…

nort050416© pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

NORTADA do dia (aqui), presente na edição impressa, desta Terça-feira, do pravda da Travessa da Queimada (aqui) – cujo arquivo das edições impressas, como já é do conhecimento geral, são “armazenadas” aqui, e desde a presente data até 05 de Dezembro de 2015.
tal como o escriba, também eu sou um animal de hábitos; o mais actual passa por não lhe dar (muito) cavaco…
.

capaexp© espesso
(clicar na imagem para ampliar)
.

pois é, Jorge… sem me querer armar em bom, ou arvorar em supra-sumo de qualquer coisa, ao contrário de ti, meu Amigo, eu li o artigo de 10 páginas da “ratazana” (nada) santinha – aqui, para quem tiver esse interesse – publicado na última edição da revista do espesso (aqui).
e, confesso-te, tinhas/tens toda a razão: aquele (abjecto) “ser” é «obcecado pela figura de Pinto da Costa, tornando-o a expiação de todos os males do Futebol, […] elegendo o FC Porto como “inimigo” e como alvo a abater, [pelo que o artigo em causa] mais do que jornalismo, é Marketing do melhor, em mais uma lavagem cerebral, de forte condicionamento do pensamento, como uma mensagem subliminar de subalternização [a um bafiento e indisfarçável centralismo]». tal e qual, meu caro, tal e qual…
de facto, em seis pontos, os três primeiros não são mais (nem menos) do que uma súmula da biografia “largos dias têm cem anos“; o ponto 4., debruça-se no ‘pito dourado, como não poderia falhar; o ponto 5. pode-se resumir assim: “#colinho?! nã, nã, nã! ’tá tudo doido! isso não existe e é fruto de uma alucinação colectiva”; o ponto 6., que é (ou deveria ser) a razão de ser do artigo, resume-se a menos de ¼ de uma coluna de página…
portanto e assim concluo, foi como nos processos dos pitos (dourado e final): no final, tudo “soa” a pífio… ou seja: ainda bem que resisti à tentação de adquirir a edição impressa da coisa, poupando mais de três euros…
.

tribjogo© ojogo | FC Porto para sempre
(clicar na imagem para ampliar)
.

não pretendo desculpar a derrota de ontem exclusivamente por erros de arbitragem, não! acima de tudo, houve demasiados erros próprios, em mais uma vergonhosa exibição de uma caricatura de uma equipa do FC Porto, a qual voltou a desonrar os pergaminhos, a História, do brasão abençoado que aqueles “jogadores” – todos eles, sem excepção! – ostentaram ao peito.
mas, mesmo assim, não há como o negar e também há que o denunciar, torna-se abusivamente evidente que houve uma “encomenda”. mais uma, em jeito de afronta e despudorado descaramento, por parte de alguém que está a mais no Futebol. só que este “estrebuchar do morto” continua a causar-nos mossa, a qual, temo, perdurará se se der lugar a um qualquer badameco fontelas… então este lance aqui, logo aos 4′, é bastante esclarecedor sobre a gritante dualidade de critérios  (ou da falta destes…) naquele sector. fosse com outras cores, mais afectas à Segunda Circular, e estou certo de que haveria motivos mais do que suficientes para a marcação da respectiva grande penalidade…

.
disse!
.

Anúncios

3 thoughts on “cantigas de escárnio e de maldizer…

  1. 1. a bola bate no peito do jogador bávaro e pergunta-se na rtp: “então não há penalty? ” … hahaha…

    2. “Pareceu-me uma arbitragem no mínimo caseira, para não ir mais longe”, refere Carlos Daniel sobre a prestação do juiz da partida…. hahahahahahaha !

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s