de uma enorme pena (lamento)…

dragaostadium

© lipinho ferreira
.

caríssima(o),

três breves notas:

(sim!, ando em modo sintético. escrevinhar a partir de um telemóvel, mesmo que inteligente, é demasiado complicado para a minha ignorante burrice, porquanto que não possuo todas as ferramentas informáticas convenientes para fazer o que mais gosto e tanto gozo me dá: divulgar com o máximo de Qualidade possível. mesmo assim, vamos operando alguns “milagres”.)
.

1) espaço L., de Julen.

não vi a (espécie de) “entrevista” a Julen Lopetegui (vídeo aqui).
até estava para o fazer e em directo, mas optei antes por (re)ver esta outra aqui, ao “nosso” Derlei, o ninja. e, depois, como “bom” «papalvo» que sou, à primeira parte do documentário sobre as 48h que antecederam a eleição do nosso querido líder (vídeo aqui) [com a segunda parte do mesmo a poder ser (re)vista aqui]. só então resolvi fazer novo ‘flash back‘ no Tempo, para escutar o que o ex-treinador já tinha proferido anteriormente ao jornal AS (aqui e aqui).
a sério que não perdi pouco mais do que cinco minutos, do meu (muito) precioso tempo, com “aquilo“. para lá do macarrónico portunhol de uma autêntica pé-de-microfone, completamente impreparada para a “encomenda”, chateou-me que esta não estivesse editada com o mínimo que se lhe exigia: as correspondentes legendas (mormente para se perceber o teor das perguntas). esta situação foi entretanto resolvida, a preceito, para o resumo aqui; porém, já não conseguiu evitar o embaraço (público) de nova tentativa de achincalhamento por parte de uma “estação de televisão”, que também é paga com os meus impostos e que, se pudesse, não o faria. de todo! como bem lembra o “Antas”, trata-se de «um clube de “freteiros” ao serviço da propaganda», exemplificando com o início deste vídeo aqui, momentos antes do nosso FC Porto entrar em campo, em Viena, e com a sempre nojenta (por que abjecta e indecorosa, e que nunca é alvo da devida reciprocidade) referência ao clube do regime. já agora, o ar de “felicidade espontânea” (aqui), por parte da abécula em causa, de seu nome mário rui de castro, pela conquista daquele troféu, é “qualquer coisa”… apetece afirmar que já se viram funerais mais alegres… adiante.

portanto: não vi a entrevista de Lopetegui à “querida rtp”, na qual até deu para elogiar um “querido inimigo”… tudo o que (não) sei sobre a dita devo-o ao que fui lendo pela bluegosfera, e pelos ‘mentideros‘ – os mesmos que, durante dezoito meses, destilaram sobre «o basco» o mesmo ódio visceral que, em tempos, tinham para com José Mourinho, mantiveram com o £ibras-Boas e prosseguiram com Vítor Pereira, e que agora, decorridos meros três meses da sua substituição no cargo, apresentam estes n-o-j-o-s, para gáudio de um «glorioso» pagode:
.

pasquins© Tomo III
(clicar na imagem para ampliar)
.

mesmo assim, retenho a seguinte frase, de toda uma tentativa torpe de ridicularização, zombaria e escarnecimento públicos, com o bom-nome e o prestígio de uma instituição centenária, que é o Futebol Clube do Porto: «conheci uma pessoa que agora não reconheço».
e, de facto, eu já não reconheço este Lopetegui. e já não consigo simpatizar com este Lopetegui. não sou ingrato ao ponto de esquecer as alegrias que me proporcionou, e que foram algumas; mas, talvez fosse mesmo eu a «ovelha choné» em teimar em defendê-lo, inclusive da massa assoBiativa do Clube, tal e qual como o fiz com todos os outros treinadores que envergaram o brasão abençoado ao peito, anteriores a ele, só porque ele – ‘helasse‘! – era o treinador da equipa principal de futebol profissional do meu clube de Sempre… e, se calhar, porventura o defeito residia mesmo em mim, que teimava em ver benesses num futebol que os outros afirmavam ser equivalente à simbologia da cor do nosso equipamento alternativo, algo bem diferente de cacau puro… sem querer (re)mexer muito “na ferida”, que ainda continua “aberta”, fomos «ambos os dois» muito teimosos, em muitos aspectos, ao longo da época passada – a qual terminou sem a obtenção de um único título conquistado, e para lá do #colinho que existiu. para mim, haverá sempre dois momentos maus: aquela partida, ante o Nacional, e aquela substituição que deveria ter acontecido… adiante.

posto isto e porque, de todas as zangas das “comadres” deste “divórcio”, só conheceremos o que os intervenientes desejam que se torne massivamente público, o meu desejo também se encontra expresso nas suas palavras, dirigidas a Pinto da Costa: «que siga o seu caminho e que me deixe seguir o meu, porque já lá vai um tempo desde a minha saída».
acima de tudo, lastimo que se tenha chegado a este ponto de ruptura, que leva a Direcção da $AD do Clube a ter que despender verbas para pagar a dois treinadores da equipa principal e quando só um é que está ao activo… espero bem que não seja um ponto sem retorno… com certeza que não o será.
.

2) espaço H., de andebol.

não!, ainda não digeri a derrota de anteontem. mas, sobretudo, ainda não consegui encarar o silêncio do Clube em torno de uma autêntica roubalheira, e que não aconteceu só neste último jogo, antes durante todas as quatro partidas, numa gritante dualidade de critérios. e, a meu ver, o problema é exactamente este: ninguém “grita”, ninguém dá o “murro na mesa” que se impunha antes do cair de pé e ante um adversário que, como todos os outros, excepto nós, se borrifou para a fase regular e se preparou para o “mais importante”: o ‘play-off‘.
e quando é que deveria ter ocorrido esse brado? logo depois deste escândalo aqui, preferencialmente no mesmo dia e com “réplica institucional”, que não só na ‘e-letter‘ no dia a seguir… é que ainda me está atravessado aquele derradeiro lance (vídeo aqui), o último da partida, e que ditou a nossa derrota. e ao que é que nós assistimos, entretanto? a mais um incómodo silêncio, com o treinador Ricardo Costa, sozinho, a clamar por Justiça, depois de mais uma «muito infeliz nomeação desta dupla de árbitros, para este jogo»…
agora… agora, é tarde. demasiado tarde. e todos esses foguetes, lançados em homenagem à nossa estrondosa queda, ainda ribombam por esse Portugalzinho fora, centralizado no epicentro onde tudo acontece e é importante (pois que todo o resto «é paisagem»), e para bem da sobrevivência da modalidade em causa – tal e qual como acontece(u) com o hóquei, durante dez fastidiosos anos, mas só para quem não sofre pelo azul-e-branco como nós…
e, se dúvidas houver sobre o que aqui escrevo, desabafando contigo os meus lamentos, Pedro Marques Lopes explica-o melhor do que ninguém aqui, a páginas 36, no seu mais recente artigo de opinião, sob o título “a promissora arbitragem”.
.

3) espaço F., de abjecta vassalagem.

sempre detestei o SC Farense. a par do marít’mo, é outro daqueles meus odiozinhos de estimação. portanto, foi com um misto de estupefacção e de desejo para que “tudo de bom” lhes aconteça, que soube do que aqui se denuncia, e bem a propósito.
infelizmente e talvez porque uma das agremiações envolvidas é tão-somente a que «gloriosamente» se arvora em ser «o melhor projecto de formação português», nada do que ali se delata teve eco nos me(r)dia tugas – os mesmos que, estou em crer, algo parecido tivesse acontecido com um clube mais a Norte, e teriam manchetes infindáveis para (pelo menos) uma semana…

mas, este será um tópico para certamente se regressar mais tarde, finda a época desportiva, numa segunda Liga sem qualquer pingo de Honra – sobretudo depois de se saber, em concreto, quem é o campeão, quem sobe ao primeiro escalão e quem desce aos distritais.
acima de tudo, lamento pelo jogador Harramiz, que, devido a um «desconhecimento» pela parte de quem deveria ser profissional, vê o seu nome arrastado para um episódio (no mínimo) caricato – mais um, no nosso comezinho futebolzinho tuga, como o Manaca também o foi. e o Mateus.

.
disse!
.

Anúncios

2 thoughts on “de uma enorme pena (lamento)…

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s