propaganda…

destablishment© BnR_B | Tomo III
.

caríssima(o),

por estes dias, os dias correm pachorrentos e pardecentos, indolentemente vagarosos até, com esse esférico a rolar sobre a relva somente de sete em sete dias… tal significa, por exemplo, para quem administra um blogue, que não há assunto(s) para publicar. e não são as mais recentes notícias sobre a actual situação financeira do spórtém (aqui, aqui e aqui), onde se começa a perceber a magnitude da “banha da cobra” vendida pelo burro do Carvalho aos “chonés” dos calimeros que a enfarda(ra)m, que me fariam sentar atrás de um teclado e à frente do computador, para comunicar contigo – e por mais respeito que me mereças, que sim!, que me mereces.
é que, se não há assunto, não se inventa(m) tópicos “só porque sim” ou “só por dar cá aquela palha”, nem se “puxa o saco” aos leitores, que eles não são nenhuns «papalvos» [confesso que não resisti 😉 ].
só que, depois, na minha hora de almoço, li a última edição impressa do pravda da Travessa da Queimada pelo que… eis-me aqui.

o catalisador que me incentivou a escrever e que me estimulou a me dirigir a ti, foi um autêntico nojo jornalístico, presente aqui, a páginas 37, sob um título (bastante alfacinha, por sinal) de “cheira a título no Dragão” (aqui), da autoria desse meu odiozinho de estimação que é o Pipa (da água (bem) choquinha).
a parte do seu arrazoado artigo de opinião que me tirou do sério foi a que se segue:
.

.

« […] no vasto cardápio de amarguras, derrotas e desilusões, que tem sido esta época, só faltava mesmo aos infelizes adeptos portistas oferecerem, de bandeja, aos benfiquistas, o tri que os legitima como potência dominante do futebol português.
[…] legitimado pela confissão derrotista de Pinto da Costa («esta época acabou», disse o Presidente, no rescaldo da derrota com o Tondela), os portistas como que se desligaram da prova e têm-na aproveitado como programa de treinos para a final da Taça de Portugal. […] »
.

dou de barato a sua funesta adjectivação, baseada numa crença e num querer, tão «gloriosamente» característicos dos lampiões, e que se resume em se (in)tentar trespassar, para o adepto rival, estados de alma bastante recentes vividos pelo próprio (e não me refiro só ao momento Kelvin, mas também).
o que realmente me incomoda são os “fardos de palha” (da boa!) que se fazem por vender; as mentiras «gloriosamente» repetidas ‘ad nauseam‘, num estilo a recordar tempos que não se pretendem repetir; essa abjecta “propaganda goëbbeliana”, difundida massivamente nos me(r)dia tugas, pelos useiros e vezeiros, serviçais papagaios de serviço e ao serviço!, de agremiações (ditas) «gloriosas», do qual o Pipa é só mais um – e por muito que o neguem, afirmando-se adeptos (do) “Belenenses”… eu também tenho colegas de trabalho que se dizem ser do Leixões desde tenra idade, mas que, não sei porquê, são sempre os primeiros a levantar problemas sobre questões que em nada se relacionam com a Segunda Liga…
nou
tros tempos, com outras vontades e com outras predisposições, e em que (também) desconhecia a realidade de certos e determinados convites, por esta altura já teria enviado um e-mail aberto à criatura em causa; agora e porque aguardo por essa mudança, inclusive em termos de Comunicação, (ainda) não estou para me chatear…

assim sendo e por forma a (in)tentar desmistificar e desmascarar, essa mais novel mensagem subliminar que refere uma «nova hegemonia» e uma nova «potência dominante» no nosso comezinho futebolzinho, permite-me socorrer do que lucidamente proferiu Miguel Guedes, em declarações ao portal ZEROZERO e com as quais concordo, em absoluto:
.

.

« Não se pode falar numa “nova hegemonia”. Para se falar de uma “nova hegemonia” é necessário, por exemplo, vencer ¾ dos campeonatos em 20 anos. Isso é uma hegemonia.
É evidente que um tricampeonato, a acontecer, é um facto relevante, mas não se pode falar numa fase de domínio! Teremos que ser claros e dizer que, neste momento, não existe hegemonia portista pois o FC Porto, que a tinha, perdeu-a… Daí a falar numa “nova hegemonia” do 5lb… A águia ainda tem que “virar muito frango”!
 »
.

por último e não menos importante:
o nosso querido líder falou à nação azul-e-branca a 07 de Abril, no rescaldo de uma humilhante derrota ante o Tondela, mas, acima de tudo, enquanto candidato (único) às eleições para a Presidência do Clube, que ocorreriam a 17 desse mesmo mês, como veio a acontecer.
analisar essa mesma entrevista somente pela parte da «confissão derrotista» é esquecer o Essencial da mesma, cuja mensagem foi mais voltada para o futuro imediato e para o muito que há a mudar, que se irá modificar, e que já se está a alterar, num projecto de revitalização, de renovação e de redefinição, do que é e sempre foi o Futebol Clube do Porto sob a égide de Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa: uma instituição centenária singular no nosso panorama – um projecto com o qual concordo e no qual deposito grandes expectativas.
mais: até podemos dar a impressão de termos «desligado» do Campeonato, com os seis jogos pós-Tondela a serem encarados como “pré-época”. só que desengane-se quem considera que tal significa vender a dignidade dos profissionais que ostentam o “Brasão Abençoado” ao peito e desonrar a centenária história do “Manto Sagrado” que envergam!
.

ah! e não te esqueças, por favor e se ainda não o fizeste, de despenderes (e no máximo!) só mais um minuto, do teu precioso e valiosíssimo tempo, a responder ao inquérito que se segue, o qual estará disponível sensivelmente até às 15h30m de Sábado:
.

.

.

«
and when, blow by blow, the passion dies
sweet little death, just have been lies
the memories of, gone by time
would still recall the lie.
»

.
sugestão musical:

propaganda, “duel“.

.
disse!
.

Anúncios

9 thoughts on “propaganda…

  1. Olha a pipa cheia de liquido… venenoso, que lindo…

    Portugal actualmente é um país de interesseiros.
    Depois à essa estória de que existem “portistas” que querem que o FC Porto perca só para que outros não sejam campeões….

    Quando dantes tínhamos adeptos fortes de estômago forte, agora há por aí um grupo de adeptos, cheios de medo, só porque outros estão a distanciar-se de nós no que toca a nº de títulos.

    Sejam fortes, e seja lutadores, desliguem-se da bosta dos media, porque esses são uns cobardes autênticos que não mexem uma palha e só sabem sujar este país.

    Olhem para e pelo o símbolo, acima de tudo.

    Que é deita da Estirpe das Antas….

    Abraços.

    Liked by 1 person

  2. Caro Miguel,

    Estás um prosador de mão cheia, mas a apelar à paciência dos teus leitores para tão extensa crónica… (uma sugestão: textos incisivos, contundentes e curtos) Mas vamos ao que interessa:
    1 – Por muito que nos custe, na minha opinião de descontente com o fiasco desta época futebolística, as conclusões do pipalhão têm alguma lógica…
    2 – E de quem é a culpa? Quem é o responsável pelo fiasco? Pinto da Costa, claro…
    Aliás, esta mesma conclusão já veio escarrapachada numa das crónicas p.p. do Pedro Marques Lopes, onde ele afirmava que: se as vitórias têm de ser atribuídas a Pinto da Costa, as derrotas também…
    3 – Relativamente ao jogo como os viscondes falidos, e, não me interessa se contribuímos para entregar o título ao Benfica, temos de ganhar, por várias razões:
    a) Não suporto a prosápia bacoca do mister Chiclete…
    b) Idem aspas aspas do Bruno de Carvalho
    c) Preservar e consolidar o prestígio do FC Porto

    Abraço

    Armando Monteiro | dragão atento

    Liked by 1 person

    1. @ Armando

      1)
      é óbvio e nunca deixei de o referir, que o nosso querido líder é o primeiro responsável, não só pelas vitórias, mas sobretudo e também pelas derrotas.
      e, ao contrário do que se arvora na bluegosfera, ele não se esquiva a essa responsabilidade máxima – as duas últimas entrevistas e as suas mais recentes declarações, confirmam-no. e eu quero acreditar que falou verdade.
      assim sendo e identificado o problema – perda de hegemonia e fracasso na conquista de títulos – é (mais do que) tempo de se arregaçarem as mangas e de se trabalhar para se inverter uma tendência, e que dura há mais de três anos – sim!, para mim vem desde os tempos de Vítor Pereira. e de nós, adeptos, nos unirmos em torno do que realmente interessa: o nosso Futebol Clube do Porto!

      2)
      no meu entendimento, a lógica do Pipa é “uma batata”. respeito quem pense o contrário obviamente. não há cá unanimismos serôdios… a minha argumentação para sustentar a lógica lampiónica do Pipa encontra-se sustentada na declaração do Miguel Guedes: não há cá lugar a uma «nova hegemonia», antes ao se presenciar a um possível «facto relevante» e que é a de uma possível conquista de um tri-campeonato. sim!, que “isto” ainda não acabou e até se pode dar o caso de um novo “momento kelvin”, mas agoar em tons mais para o verde-musgo/verde-bisga…

      3)
      os “testamentos” são a imagem de marca deste espaço. e este nem foi assim tão extenso. só um pouquinho… 😉
      (mas, ‘muito obrigado!‘ por tão pertinente sugestão)

      abr@ço
      Miguel | Tomo III

      Gostar

  3. Antigamente a vantagem destes escritos horrorosos era fazer os jogadores comerem a raiz da relva!…
    Ao vencer, fazemos apenas o que temos de fazer !
    E, não damos o título ao benfas, o zbording é que o perde! …
    Para nós é irrelevante quem ganha esta me*da, se não formos nós, tanto nos faz !…

    Esses gajos são um nojo tão grande, tão grande, que já não há palavras para descrever… Nem sei como o Miguel lê isso à hora do almoço; é ulcera de certeza!
    Havia necessidade de se ser tão porco?
    Este pipa-cheia-de-fel faz concorrência direta a outra pipa-mais-do-que-cheia de nome gobern, o Troll…! – Nascem como cogumelos!

    Liked by 1 person

    1. Miguel,

      A lógica do pipa? O pipa só deitou bolas fora porque nos pusemos a jeito, claro está, com a decisiva ajuda do sistema (nomeações)… Quanto ao resto, dói é claro, mas foi assim que se passou… Por vezes a realidade é dura demais e custa a aceitar… (engolir sapos é indigesto)

      Abr@ço

      Armando Monteiro

      http://www.dragaoatentoiii.wordpress.com

      PS – Já fui fã de Pinto da Costa… Neste momento estou a rever as minhas antigas posições…Para voltar a acreditar nele, ele vai ter de voltar a provar muita coisa… Porque como dizia o Riera: “quem vive do passado vive equivocado”…

      Gostar

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s