pedalagem nicada…

futuro© google | Tomo III
.

caríssima(o),

dizem que é o desporto de Verão, desde sempre (bem mais do que o futebol de praia). dizem que a nossa prova rainha deveria competir, de igual para igual, com as das congéneres italiana, espanhola e francesa (exactamente por esta ordem de importância). dizem que arrebata multidões, por esse país fora, tal e qual como um qualquer (vulgar?) festival da época em apreço.
para mim, confesso que o ciclismo é bastante estimulante para “preparar” condignamente uma boa sesta – com um ligeiro, quase (muito) suave ruído de fundo (vulgo comentários) e uma luz, estilo penumbra (somente raiada pelas frinchas ténues das persianas), a conferirem o ambiente perfeito para o tão desejado cochilo. ai que saudades!, agora que o escrevo… 😀
mesmo assim e pese embora o meu (quase total) desinteresse pela modalidade em causa, não poderia deixar de parabenizar a nossa equipa W52-FC Porto-Porto Canal pela brilhante conquista da 78ª edição da Volta a Portugal em bicicleta. e, claro está, Rui Vinhas, pelo (muito suado) triunfo final, que lhe garantiu uma amarelinha que lhe fica muito catita – 34 anos depois de Marco Chagas o ter conseguido (em 1982) e 32 anos depois da suspensão da modalidade.
e, como refere a página oficial do Clube, «este foi o 13º triunfo de um ciclista azul-e-branco na geral individual (à frente de spórtém e 5lb, com 09) e também o 13º em termos colectivos (logo atrás vem o spórtém, com 12)».

já agora e por “falar” em Marco Chagas, uma palavra de apreço para a coragem que demonstrou, em directo, ao criticar o facto de a estação oficial de transmissão da prova, em nova desfaçatez e em mais uma demonstração de que, quando a cor dominante não é outra, dita mais «gloriosa», o serviço público (ou o pouco que ainda vai prestando) é mandado às malvas, por ter optado pela programação pimbalhesca que a vem caracterizando ao invés da festa dos legítimos vencedores da prova.
fui alertado para tal, podendo-o confirmar ‘a posteriori‘ e com recurso às gravações da box: a transmissão da Volta a Portugal, na estação (cada vez mais, muito pouco) pública de televisão, foi abruptamente interrompida no seu principal canal, sendo que as imagens dos festejos e da vitória final tiveram lugar no seu canal de informação o qual se acede somente via cabo. (in)felizmente não fui o único a calar esta revolta, em novo capital atropelo dos interesses dos adeptos do FC Porto mas, sobretudo e principalmente, da glória que os ciclistas da W52-FC Porto-Porto Canal deveriam merecer – tal e qual como outros, em tempos, também tiveram esse direito
.

.
sugestão musical:

taxi, “tv-wc (também aqui).
(e porque esta malha aqui era demasiado óbvia)

.
disse!
.

Anúncios

One thought on “pedalagem nicada…

  1. Sabes o que é mais interessante?
    É que vencemos mais uma competição na capital.

    E ainda mais interessante foi ver o domínio na geral, para calar os tais agentes fúnebres que a nossa “morte” está próxima.

    E meus caros capitalistas preparem-se no que pode vir a acontecer no futebol…

    Os Parabéns ao regresso vitorioso do Nosso Clube ao ciclismo.

    Abraços.

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s