communiqué (comuni… quê?)

futuro© google | Tomo III
.

caríssim@,

então, tudo bem contigo? há quanto tempo, pá! sim, estou mais gordinho, mais baixinho, com menos cabelinho, com mais branquinhas (ainda que poucas) e mais velhinho. e tu, como te encontras? espero que bem, dentro do possível.
e porquê dentro do possível? porque sim. e porque, como é do conhecimento geral, as últimas notícias sobre o quotidiano do nosso clube do coração foram tudo menos boas, antes pelo contrário: foram bem más (pelo menos, no meu modesto entendimento).
e será sobre estas e mais algumas, que, nas próximas linhas (obviamente que #notmadeinporta18), me irei debruçar, e na esperança de não cair num qualquer «buraco azul» (já lá vamos, já lá vamos).

assim sendo, porque já se passaram… quê?… ah!, quinze dias desde a minha última “posta de pescada”® – as saudades são (mais do que) muitas! – e porque hoje é Sexta-feira (yeahh!), reclina-te bem na cadeira e/ou estica bem as pernas no sofá (olá, Felisberto! 😀 ), pede à patroa que te prepare um snack como aqueles da Tasca (olá, Silva! 😉 ) e que te faça o favor de te trazer uma jola à maneira, e prepara-te para (mais) um testament… para (mais) um texto de opinião que não consegue contradizer a imagem de marca deste espaço.
vamos lá, então.
.

futuro© pravda
.

toda a bluegosfera já teceu considerandos sobre o descalabro financeiro que a $AD azul-e-branca apresentou no último Relatório&Contas: um prejuízo efectivo, por que bem real, de quase 60 milhões de euros, e com muitas consequências. assim de repente, ainda está por apurar o que irá decidir a UEFA, tendo em linha de conta que estamos em incumprimento das regras do ‘fair-play‘ financeiro por si estipuladas. felizmente que aquela já não é “a” do sr. michel; mesmo assim, o consolo é pouco e inversamente proporcional à preocupação que (nos) causa…

para lá de todo o histerismo que (também) se verifica nalguma daquela mesma bluegosfera, e do gáudio inaudito, inusitado e insuspeito, dos nossos “estimados” (por que sempre “queridos”) detractores, confesso que não contava que o “rombo” (roubo?) fosse tão… como classificar?… tão desmesurado.
mas e num assomo de uma (espécie de) arrogância que «não me assiste» (de todo!), afirmo que os sinais estavam aí, sobretudo estes dois: o não se ter vendido os direitos desportivos e económicos das poucas (parcas?) “trutas” que ainda subsistem no plantel azul-e-branco, resultado sobretudo de uma péssima época desportiva, como foi a de 2015/2016; o péssimo planeamento da presente temporada, e por muito que a $AD a (in)tente “dourar” quando a sua cor é idêntica à do segundo equipamento alternativo de 2015/2016 – dito ser «cacau», mas que sempre foi associada a outras cenas…

mesmo perante um cenário negro (dantesco?) e no meio de uma verdadeira borasca, há sempre alguém que, para mim, é como um “farol” e com cujo portismo me identifico total e plenamente.
e é por isso mesmo que replico um seu comentário, com o qual estou de acordo, e porque me revejo nessa forma de pensar, mas sobretudo de sentir, de “respirar” o FC Porto, principalmente quando os ventos dos tempos correntes são (muito) desfavoráveis:
.

.

Quem tem memória lembra-se bem que não tínhamos dinheiro para “mandar cantar um cego” e, mesmo assim, fomos buscar o Fernando Gomes ao Gijon por 25 mil contos [cerca de 125 mil euros] – muita “pasta” para a altura [“verão quente” de 1982]. Por exemplo, o então responsável pelas finanças do Clube, o dr. Pôncio Monteiro, quis bater com a porta…
Trago este exemplo à colação para dizer que, com esta Direcção, nós sempre assumimos riscos, sempre vivemos acima das nossas possibilidades. Só que ultimamente e mesmo com os sinais à frente dos olhos, descurámos o que nos distinguia em relação aos outros, começámos a perder critério, deixámos de ser coerentes em algumas opções (treinadores e jogadores), perdemos força, poder, e também não conseguimos resultados
[desportivos e financeiros], pelo que chegamos aqui… Quem tem responsabilidades e em particular o líder, tem de dizer como vamos sair daqui.
Por mim, se me disserem que teremos que dar três passos atrás, OK!; mas também têm que me explicar muito bem como o farão. E os primeiros a sofrer as consequências deverão ser aqueles que nos colocaram nesta situação. Se os custos com pessoal, particularmente com jogadores, têm de baixar, uma Administração que apresenta estes resultados financeiros também tem que perder mordomias, para dar o exemplo (que deve sempre vir de cima). Idem para aquelas empresas do Grupo FC Porto que estejam aquém do pretendido. Há demasiada cagança para tão poucos resultados.

Acerca do Porto Canal:
não sou especialista na matéria, mas pergunto: vale assim tanto a pena um investimento elevado num canal
[supostamente] generalista, para ser “mais do mesmo”, fazer o que os outros fazem e salvo poucas excepções, bem pior? Um “canal de clube” não ficaria muito mais barato?

dragão Vila Pouca | Outubro de 2016
.
.

futuro© pravda
.

no seguimento do «inconseguimento» anterior e tendo por base de sustentação (argumentação?) a capa do pravda, daquela edição de Abril de 2016, convém que o nosso querido líder tenha a noção de que:

» os adeptos e sobretudo os sócios do FC Porto, na sua generalidade, merecem respeito e tudo têm feito para merecer o devido respeito pela parte de quem tem gerido os destinos do Clube (bem mais do que a $AD);

» a massa adepta do Clube (a indefectível, a associativa, a geral e até a assoBiativa) não vai – porque nunca foi! – “em grupos”, nem “come gelados com a testa” porque recusa-se a ser morcona, pelo que chega de atirar “areia para os olhos” com argumentações da treta para justificar o que só a Verdade poderia apaziguar os ânimos que começam a se exaltar, de tão evidentes que são os factos;

» há uma (cada vez mais ténue) linha a separar a gratidão que muitos ainda nutrem pela figura (certamente que) ímpar de Pinto da Costa, da arrogância que o Jorge Nuno demonstra para com aqueles mesmos que, em tempos idos, teve “na mão” e que o seguiam indefectível e cegamente, para todo o lado – eu incluído;

» a margem para se errar é cada vez menor – já bastam estes três últimos anos de equívocos – e a (in)tolerância do mundo azul-e-branco é proporcional a essa mesma margem;

» a legitimidade do último acto eleitoral assim como a cobardia que “tomou de assalto” a Oposição à actual Direcção, não faz com que aquela esteja à espera do “último suspiro” desta última para se assumir e confrontar quem lidera, antes pelo contrário. e basta “ler nas entrelinhas” o muito que se vai escrevendo por aí, nas mesmíssimas redes sociais e nos blogues que o líder afirma desconhecer, em absoluto. e em concreto, também.

.

© pravdaTomo III
.

eu sei que foi contra uma congénere que actualmente ocupa a 111ª posição do ranking da FIFA, ao contrário da 7ª da selecção da FPF.
mesmo assim, naquela que foi a sua segunda internacionalização pelos AA, fez um hat-trick.
tivesse o André Silva um punhado de tranças, por exemplo, como o “deus” renato (das sandes), e para lá de orgasmos triplos e quádruplos, pela parte daqueles que tiveram que engolir o seu feito, ainda hoje, passadas somente 96 horas do final de uma partida sem estória(s), certamente que ainda haveria reportagens especiais e aberturas de telejornais a rodos…
mas, quando nem o próprio “canal de televisão” do qual o FC Porto é o seu legítimo proprietário o consegue fazer (!!!), pergunta-se: fazer o quê?… talvez rezar para que o puto maravilha continue nesta senda de golos, agora a envergar a camisola do Clube, e que não apareçam as tão indesejadas mazelas físicas (vulgo: aquilo que todos nós sabemos o que é, mas que não queremos que aconteça, longe vá o agoiro).

.

futuro© google | Tomo III
.

é claro e é mais do que óbvio, por de tão evidente que parece, que não há alinhamento, não há planeamento prévio, que não há qualquer tecer de estratégias da propaganda que se pretende difundir. assim como o que a imagem acima reproduz não passa de mera especulação e de uma manipulação barata. tudo não terá passado de uma amena cavaqueira entre os lampiões pedro guerra, joão gobern, josé nuno martins, josé calado, luís bernardo, e hugo gil. e precisamente no mesmo local onde os delegados da liga, os observadores dos árbitros e os próprios apitadores tugas, deverão trocar os seus voucherzitos, depois de terem feito o servicinho exemplar para as duas equipas do 5lb (a principal e a B) e num máximo de quatro refeições por voucher

ai se esta pouca-vergonha, esta verdadeira filha-da-putice acontecesse com alguém afecto à cor azul-e-branca… imagino o que já não se teria escrito, dito, comentado – assim como quantas vestes aqueles mesmos lampiões já não teriam rasgado só por saber tal (ui! que imagem mental tão foleira!)…

mas, como a toda esta desfaçatez sem carácter o Departamento de Comunicação do meu clube do coração respondeu com… exacto: (mais) um profundo s-i-l-ê-n-c-i-o, então é porque tudo está bem e não há motivos para preocupações. e podemos, tod@s, dormir descansad@s e afastar a ideia insólita de haver “esqueletos no armário”*, «e que assim»…
espera-se é que e ao contrário do ano passado, desta feita os directores dos mais ordinários pasquins desportivos tugas, não marquem presença na gala dos Dragões de Ouro, por mais «insistências» que possam haver. mas, depois de ontem o mesmo “canal de televisão” do qual o FC Porto é o seu legítimo proprietário ter feito a promoção à mais recente película de um ordinário de um botelho, já não digo mais nada… aliás: acho mesmo que já esteve mais longe a presença de um qualquer orelhas nos estúdios da Senhora da Hora (será que o Júlio Magalhães já estará a tratar de proceder ao aumento da largura das portas e do estúdio-mor?…).

* o que não pode – nem deve! – haver são virgens nesse mesmo armário, o filho da puta do lampião do taxista do máximo vai lá para as violar, tal como gosta de fazer com as leis (ou será o seu inverso? não sei. só sei que, depois de o ouvir** fiquei, para lá de uma vontade louca de lhe partir o focinho, ainda mais adepto da Uber©. e da Cabify©. e da partilha de carros).

** tratam-se de declarações que qualquer portista que se preze não pode estranhar, pois que vêm na senda das deste camelo aqui. ou das deste (também um) filho da puta aqui – e para não recuar muito no Tempo.
.

futuro© pravdaTomo III
(clicar na imagem para ampliar)

.

o mais recente BRASÃO ABENÇOADO, da autoria de Pedro Marques Lopes, também pode ser lido aqui, aqui e aqui (em jpg) e aqui (em pdf).
.

futuro© google | Tomo III
.

por último, permite-me uma breve “massagem ao ego”:

na passada Quarta-feira houve a estreia (nacional? mundial? universal?) do que a imagem acima pretende transmitir.
e assim se justifica o parágrafo inicial deste testament… deste texto de opinião que não conseguiu (de todo!) contradizer a imagem de marca deste espaço – e o qual também deveria ter sido consumido ao som deste álbum inolvidável (cujas cópias possuo em vinil e cd), de uma banda mí(s)tica.

.
disse!
.

Advertisements

4 thoughts on “communiqué (comuni… quê?)

  1. Sei que daqui a menos de um mês temos a oportunidade de “partir a boca” a muita gente, incluindo ficarem sem dentes.
    Quanto às nossas contas, percebo que são um alarme para quem “gestiona” esta área e que, por muito alarmante que seja, deve-se corrigir esta situação com calma ou depressa mas eficaz.
    Também sei que o sucesso desportivo pode também “dar” algum sucesso à nossa economia.

    Quanto ao Nosso André, sou daqueles que tem opinião que o sucesso não se faz através de capas de jornais, entrevistas ou aparências na TV, mas sim o que ele fez, faz e fará dentro do campo. E eu estou contente com o que vejo. (Um pensamento um pouco à cota mas que não deixa de ser verdade. 🙂 )

    Quanto aos “encontros” eles lá falam que são “independentes” mas que estão com as antenas bem interligadas.

    PS: Quando regressas, regressas a pés juntos e cabeça. Olha para o texto, parece a árvore de natal cheio de links. Destes textos é que eu gosto 😉

    PS2: Outro regresso são os Metallica em Novembro.

    PS3: Amanhã temos outra oportunidade de enfiar mais uns quantos punhais pelo traseiro de um tal chamado de carlinhos.

    Abraços.

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s