de «um canal com clube»…

© google
.

caríssim@,

em dia de jogo muito importante para o futuro do nosso clube do coração nas provas europeias (preferencialmente na Champions), dou-te conta da mais recente entrevista de Júlio Magalhães a uma revista daquele mundo (dito) “cor-de-rosinha”, datada de 29 de Novembro último – a qual pode ser lida aqui e também aqui, para quem tiver esse interesse.
convém recordar que Júlio Magalhães é tão-somente o Director-Geral de um canal de televisão que tem o FC Porto como seu principal accionista (via FCPorto Media, SA, com 82.4% do capital social). ou seja: presume-se que será o FC Porto, via Conselho de Administração do canal de televisão em causa, a gerir as directrizes deste. acontece, porém, que tal não será exactamente assim, porquanto que, a páginas tantas (re)afirma-se peremptoriamente:
.

© tv7dias | grupo impala
.

se calhar o defeito estará em mim, que não consegue vislumbrar o positivo daquela resposta, a qual se insere num contexto próprio da entrevista e do rumo (seja ele qual for…) que se vem traçando para o canal de televisão do FC Porto – porquanto que este é o seu verdadeiro “dono”…
é por isso mesmo que não aceito que se afirme que o Porto Canal é (e cito) «um canal [generalista] com clube», pois que a mesma enferma de uma inverdade e infere, por exemplo, que os conteúdos afectos ao FC Porto só “atrapalham” nessa missão de um canal que visa ser generalista, num país demasiado centralista e já com quatro canais generalistas (!!!) mais os seus subsidiários afectos à (des)Informação…

também considero que esta entrevista ajuda a perceber o autêntico desNorte que reina por aquele canal de televisão, o qual, acima de tudo e de uma forma mais incisiva, deveria voltar-se (quase que em exclusivo) para os interesses legítimos do seu proprietário, o FC Porto – mas diferenciando-se de um “vulgar” canal de clube (não admitiria, nunca!, que plagiássemos os “canais” afectos às agremiações da Segunda Circular, por exemplo!). e já para não referir que este deveria ser a “bandeira” de toda uma Região Norte e um dos meios privilegiados (senão mesmo o principal) na luta contra um centralismo balofo e a tresandar a bafio. e ao mofo que lhe deu, também...
mas, a realidade do canal em causa revela, à saciedade, que aquele que é o seu dono, como que não é tido nem achado na condução dos conteúdos que transmite, bem como na sua programação. mais: actualmente sonegam-se conteúdos únicos que privilegiavam a Região Norte em detrimento de entrevistas (pasme-se!) a figurinhas afectas àquelas agremiações mais a Sul e que, em tempos não muito idos, foram as principais instigadoras de fidalgais ódios viscerais e figadais, contra o nosso clube do coração (!!!). mais ainda: não concebo que os principais telejornais do canal também tenham que dar conta de notícias referentes ao quotidiano abaixo do Rio Mondego (quando não se verifica essa reciprocidade nos outros canais generalistas, antes pelo contrário!) e, pior!, se tenha que dar conta dos resultados desportivos daquelas mesmas agremiações (como se os canais das ditas alguma vez o fizessem connosco!).

em suma:
há, de facto, “coisas” que ficam demasiado complicadas de se explicar e inclusive de se aceitar. o que hoje se traz à colação é só uma delas – porventura uma das mais importantes, porquanto que se trata daquele que deveria ser o órgão de comunicação privilegiado do Clube (mas que não o é, de todo!).

.
disse!
.

Anúncios

15 thoughts on “de «um canal com clube»…

  1. O Júlio é um ‘cuck‘.
    Não foi há uns anos que ouvi o mesmo a dizer que este canal iria ser uma alternativa de informação, aos ditos 4 canais generalistas, com um principio ideológico de dar mais imagem ao Norte, que outros não davam?
    Agora fica a pergunta: o que difere o Porto Canal actualmente dos outros canais?

    Talvez para o Júlio, o Norte já não seja tão importante, mas sim o quanto entra no cofre dele…
    Actualmente do Porto Canal só o FC Porto e o Joel Cleto são únicos que fazem o Canal interessante.

    Para logo que venha uma vitória.

    Abraços.

    Liked by 1 person

  2. Discordo. Quer dizer, concordo. Concordo que o canal deve ser generalista COM clube. Aliás, com clube E com região! Dai achar lindamente a transmissão das galãs minhotas, apesar dos marafonas aparecerem. Vou até mais longe, acho que não faz sentido que seja de outra maneira. Se, de facto, o é, isso são outros duzentos. E não posso saber, porque vejo muito pouco. Em termos teóricos apenas, creio que é esse o caminho certo.
    Abraço

    Liked by 1 person

    1. o problema, meu caro, é que, no Presente, não és carne (generalista), muito menos peixe (canal de Clube que defende os interesses deste último antes de tudo o mais)…

      e, desculpa, mas galas dos outros clubes a que propósito? só serviu de chacota inclusive entre os gverreiros lampiões do Norte… não há noção do ridículo…

      abr@ço forte
      Miguel | Tomo III

      Gostar

    2. É uma mera questão demográfica. Abandona o Norte e não tens base para seres tão grande como és. E queres ser.

      A chacota é um fenómeno interessante, sobretudo quando serve para pouparmos o trabalho de pensar… 😉
      Mas, lá está: eu nem acho mal que os Deolinda toquem nos Dragões de Ouro.

      Está aqui o que penso.
      E não é que vão transmitir a do Guimarães? Oh yeah! 🙂

      Abraço

      Liked by 1 person

    3. «
      O Futebol Clube do Porto é um clube com índole regional e regionalista, mas com uma cobertura nacional e internacional. Não temos que negar as nossas marcas ou as nossas raízes. Pelo contrário, devemos ter orgulho nelas e perceber que foram essas mesmas que nos fizeram ser referência para milhões de portugueses espalhados por todo o Mundo.
      Não foi com discursos moles e apaziguadores que crescemos exponencialmente em todos os cantos do país e do Mundo… foi a lutar contra tudo e contra todos, e contra tolos!
      Portanto, não deixemos que os outros nos enganem, que digam que o nosso discurso está ultrapassado e pequeno. Não, de todo e de forma alguma!

      A nossa cultura e identidade, os nossos valores e história, a nossa atitude e postura, a nossa tradição e valores, têm por isso de ser interpretados em campo por aqueles que são os actores maiores das nossas cores, aqueles que traduzem na prática os sonhos que todos temos.
      »

      by ‘Norte’, aqui.

      subscrevo estas palavras, na íntegra. e acho que são a melhor resposta aos teus argumentos, com os quais discordo frontalmente: não temos que ser subservientes a ninguém (e o Porto Canal é-o actualmente, numa política de agradar a gregos e a troianos). é o FC Porto o dono do canal (mas é o primeiro a não ver serem respeitados os seus legítimos interesses – por exemplo, com a preferência pela reposição de um programa gravado no dia anterior em detrimento de uma conferência de Imprensa). não somos nem um canal generalista (nem para lá caminhamos!), nem temos um canal que defenda efectivamente (lá está!) os interesses do Clube, o qual detém a maior parte do seu capital social (!!!).
      se os outros quiserem transmitir as suas galas, que não o façam à nossa custa. e, sim!, a mim custou-me (e custa-me) ver lampiões confessos na antena do nosso canal, quanto mais não seja porque nunca existirá reciprocidade. por exemplo, nunca verás os Blind Zero a actuar numa gala do 5lb…

      Gostar

    4. Não vejo é onde é que eu é o Norte temos argumentos contrários. Até acho que defendemos posições muito semelhantes. Regionalistas, abertos ao Mundo e cientes da nossa grandeza.

      Liked by 1 person

    5. «
      Para crescer, é fundamental que se comunique. Mas se vamos por-nos a falar exclusivamente para os profundamente religiosos do azul e branco – como somos nós que aqui estamos, gabo-vos a paciência! – ficaremos na mesma. Temos que ir além.
      Para nós, além não é do Tejo. Não para já. É do Douro, do Minho talvez. Seremos tão mais fortes quanto mais representarmos uma Região. Alargada. Mais que o Porto, Portucale.

      É por isso que faz sentido o nosso canal ser generalista, mas regionalista; aberto ao País e ao Mundo, mas com uma perspectiva Nortenha das coisas. É por isso que faz sentido transmitir a Gala do Braga, por exemplo. E a do Guimarães. E os jogos do Canelas, já que estão a proibir a MMA em todólado.

      [os negritos, nos dois comentários, opõem-se. e concordemos que discordamos nesta matéria. já era tempo de haver uma “celeuma”, car@go! 😉 ]
      »

      Gostar

  3. Epá, desculpa o abuso, mas já agora e porque o post que refiro antes menciona o Rui Pedro, queria realçar a data da sua publicação [2016-10-29]. Só naquela de não parecer que ando a reboque de golos aos 95 minutos 😉

    Abraço

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s