moralismos da treta.

futuro© google
.

.

[…] o problema está em nós: nós enquanto Povo, nós como matéria-prima de um País. e porque pertenço a um país onde a “esperteza”, a “chico-espertice portuguesa” congénita – essa falta de qualidade humana, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui, até se converter em casos escandalosos em diferentes áreas da Sociedade, como, por exemplo, na Política – é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais do que o Euro.

[…] é muito bom ser-se Português. mas, quando essa portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, então tudo muda…
não esperemos acender uma vela a todos os santos, a ver se nos mandam “um messias”. nós é que temos que mudar! um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer.

está, portanto, muito claro: somos nós, Portugueses – O Povo de Portugal, de um País e de um Estado de direito – que temos que mudar!
sim!, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda a acontecer-nos: por exemplo, desculpamos a mediocridade de programas de televisão nefastos enquanto somos demasiado tolerantes com o Fracasso. é a indústria da Desculpa e da Estupidez…

agora, depois desta mensagem, francamente decidi procurar o responsável por tudo “isto”, por toda esta “esperteza saloia”, não para o castigar, mas para lhe exigir (sim, exigir!) que melhore o seu comportamento e que não se faça de mouco, de desentendido, de sonso.
sim, decidi procurar o responsável e estou seguro de que o encontrarei assim que me olhar num espelho. aí o encontrarei, ele que estará diante dos meus olhos.
aí está! e não precisarei de procurá-lo noutro lado...

Eduardo Prado Coelho, “construir um País: precisa-se de matéria prima para construir um País”, Público (2007?).

in “palavras soltas.
.

caríssim@,

para lá dos “chicos-espertos” e da sua bacoca saloiice, e onde me incluo (na prática de algumas acções do meu dia-a-dia, confesso), também não tolero lá muito bem os falsos moralistas da treta, sobretudo esses sabujos que labutam no jornalixo tuga (precariamente ou não, que isso não interessa para o caso em apreço). foi o que me aconteceu, hoje, quando resolvi adquirir a edição impressa do pravda da Travessa da Queimada, e por forma a ter acesso ao mais recente BRASÃO ABENÇOADO, da autoria de Pedro Marques Lopes (já lá vamos), e que inclui um artigo “simpático” sobre o ‘tikinho’ Soares, pela pena (trémula?) de paulo pinto.
depois de contribuir monetariamente com um euro para o lucro da ‘Sociedade Vicra Desportiva, SA’, que é quem gere os destinos do pasquim em causa, tive acesso à leitura de quatro artigos basto moralistas, pretendendo parecer isentos, rigorosos, íntegros, correctos, honrados, plenos de Decência e de Justiça, quando não passam de escritos «gloriosamente» desonestos, falsos, imorais, dissimulados e suficientemente hipócritas. e que, após a sua leitura – para quem tiver essa vontade e/ou um estômago forte – entroncam no teor do escrito que serve de intróito a esta “posta”, da autoria de Eduardo Prado Coelho, que desconhecia, em absoluto, e tive acesso pelo comentário do “kostadinov”, no blogue do caríssimo Vila Pouca.

.
resumidamente:

» os artigos em causa, que podem ser lidos aqui, referem-se ao (muito risível) editorial do “intestino” (do) delgado “os inocentes, os outros e o silêncio”; ao nojo do ricardo quaresma (que não é o ‘mustang’) “não assobiem para o lado” e ao destilar de bílis do “senador pateta” (do) cervan “clássico é (quase) decisivo”. todos eles abordam hipocritamente a questão da nossa tentativa de “invasão” do antro de Carnide, cujo objectivo declarado são o de se ter dez mil portistas a torcer pela nossa Equipa do coração, mormente o apelo feito por Fernando Madureira para que se encontrem «vias alternativas»* na obtenção de mais do que os 3250 ingressos a que os adeptos do FC Porto têm por Lei.
todos eles, mais a cambada de lampiões que gravita nos me(r)dia e no restante jornalixo da tugalândia, particularmente preocupados com o «incentivo a comportamentos potencialmente explosivos». [longo suspiro]
tenho pena que não manifestem esses mesmos receios (também) quando os i-le-gais afectos ao 5lb e que beneficiam de apoio da “instituição”, se deslocam à ImBicta, “esquecendo-se” (como sempre…) de que, por serem i-le-gais e “sobreviverem” à margem da Lei, podem prevaricar com ainda mais gozo e que, isso sim!, é uma questão de efectiva (in)Segurança Pública, porquanto que todos temos conhecimento dos «comportamentos (literalmente) explosivos» dos i-le-gais afectos ao 5lb.
mas, pronto… como também são «gloriosos», deixá-los lá, na sua (triste) vidinha, que até são “bons moços“, de “boas famílias” e não fazem mal a ninguém; os outros, os do Norte, é que são uns maus, uns pulhas, uns bandidos soezes, que só sabem fazer visitas a Fafe e ‘graffitar‘ paredes e coisas que tais…
(* a propósito da questão dos bilhetes para o Clássico em Carnide, recomendo a leitura desta notícia aqui, publicada no pravda, logo bastante pertinente por que muito próxima das fontes oficiais do 5lb.)

» no rol daqueles artigos, também merece destaque (pela negativa) o abjecto “quem é o DDT?”, da autoria de josé couceiro – esse mesmo, ex-treinador do FC Porto na época 2004/2005 (de muito má memória) e o ardil principal do anti-jogo praticado pelo vitória fc, no passado Domingo.
acima de tudo, comprovadamente e nas suas próprias palavras, este Zé é «um PBS» da pior espécie, pois que se trata de um gajo que «puxa bem o saco» à sua sardinha, mesmo quando esta tresanda a podr
e.
.

© pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

BRASÃO ABENÇOADO do dia (aqui e aqui, em ficheiro jpg, e também aqui e aqui, mas em pdf), presente na edição impressa, desta Sexta-feira, do pravda da Travessa da Queimada, a qual não está (e nem estará) disponível na “papelaria” (aqui), devido ao encerramento compulsivo desta última, em Setembro de 2016.
obviamente que estou de acordo com tudo – mas mesmo tudo!, ouBistes, ó Silva? 😀 – o que o cronista teceu, inclusive naquela parte do «desespero» lampiónico.

.
disse!
.

.

Advertisements

4 thoughts on “moralismos da treta.

  1. Ultimamente tem-se visto um imprevisto e impensável, “choradinho” dos lampiões, à boa maneira ‘calimera’, o que me leva a pensar: “estes gajos andam a regar tudo por onde passam. será que também irão ligar a rega lá para as 21h20m, do dia 1 de Abril de 2017?”…
    A ver se esta previsão se concretizará.

    Mas, antes e mais importante, há que mentalizar o plantel de todo o esquema que anda a ser montado antes de e entrarem no antro do galinheiro de Carnide. é que temos que fazê-lo com toda a intensidade e dois dedos de testa!
    E 10000 vozes? Que se cometa tal proeza, apesar de termos que ir a casa dos vígaros.

    Abraços.

    Liked by 1 person

    1. ‘verme’ que é verme é invertebrado, logo não tem qualquer “coluna vertebral” 😎
      deixá-los assim, altivos, arrogantes, soberbos, «gloriosos». acredito que, no fim, seremos felizes. e pode até nem ser já esta época; mas a forma como se exigem reuniões “ao mais alto nível”, em catadupa, leva-me a crer que estamos no bom caminho.

      abr@ço forte
      Miguel | 92 minuto

      Gostar

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s