pausa (break).

© google
.

caríssim@,

tanto por dizer, por contar, por refilar, por barafustar, mas tão pouco tempo para tal, mormente da minha parte…
peço-te muita desculpa, mas vou ter que fazer uma nova interrupção neste nosso contacto, por motivos vários – mas sobretudo porque vou fazer uma (merecida) pausa e em família.

se não for antes, devo regressar lá para o dia a seguir ao (dizem que é…) «do trabalhador». em Maio, portanto. de 2017 (espera-se).

e que esta (nova) pausa seja tão breve quanto a minha vontade em regressar ao activo, e com a regularidade – e o Respeito. principalmente este último – que me mereces.

até esse reencontro, o meu desejo é somente um e o mesmo de sempre:

faz o favor de ser feliz!

.
até breve!

.
*
a imagem que embeleza estas linhas é puro entretenimento e nada mais do que distracção pura. melhor do que “encher chouriços”, digo eu…

.
Miguel Lima | penta1975
.

Anúncios

dos vendilhões do templo.

futuro© Bruno Sousa
.

três breves notas introdutórias:

1)
infelizmente “não é quando se quer, é quando se pode…”, pelo que motivos de ordem diversa, sobretudo profissionais, impediram-me de comunicar contigo mais cedo.
assim sendo e porque há vários assuntos que pretendo abordar (apesar do meu “atraso”), e como já vem sendo hábito, e como não poderia deixar de o ser, esta prosa será uma espécie de novo testament… de um texto extensiva e sensivelmente looongo, com numerosas hiperligações e bastas imagens, que não só para memória futura mas também.
e, claro está!, que a minha sugestão, para estes momentos, é sempre a mesma, e como já deve ser do conhecimento geral.

2)
não irei aprofundar a partida do passado Sábado, onde fiz questão de marcar presença e tive esse grato privilégio e essa enorme honra, de o poder ter visto na companhia do Afonso (agora um jovem de 17 sólidos anos) e do ‘shôr’ Silva (esse mesmo!). foram bons momentos, que espero que se repitam em breve!
sobre aquela, partilho do que entretanto já foi (muito bem) analisado e comentado aqui, aqui, aquiaqui, aquiaqui e também aqui, mas sobretudo aqui (de uma forma hilariante!).
sobre as temáticas que se seguem, a minha visão particular também foi consubstanciada no que já se argumentou aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aquiaqui e aqui, cujas leituras recomendo vivamente, porque delas subscrevo. na íntegra – qual “cartilha da bluegosfera”.

3)
para quem visita este espaço apenas e só com esse intuito de “abafar” o que por aqui se divulga, seja em formato mp4, seja em gif e/ou jpeg, sobretudo se for o carnidense a agremiação visada:

coisinhos,
ide “abafar a palhinha” de quem vos fez as orelhas, sim?
podeis fazer todas as denúncias gloriosamente anónimas que vos der na real mona (na lisa, ou na outra, ‘i don’t care‘): par
a vossa azia, possuo os ficheiros originais do que denuncio neste espaço público de discussão, em vários suportes, em diversas contas e em múltiplos canais. os serviços da Google são só um deles e não são o principal.
.

futuro© google | 92º minuto
.

caríssim@,

obviamente que o tema da cartilha do estado lampiânico (aqui e aqui) foi o que dominou o quotidiano azul-e-branco desde a passada Quinta-feira, não tendo ficado espantado pela visibilidade da últimaposta” do mês de Março – a mais lida dos últimos dois meses, pelo que nela se difunde à saciedade.
já se sabia que havia uma espécie de concertação: era por demais evidente a “afinação” nos discursos dos interlocutores, e o reporte constante de almoçaradas e/ou jantaradas (aqui, aqui e aqui), ao mesmo tempo dos ridículos desmentidos por parte da “estrutura; agora que “a bomba” explodiu, é para mim um gozo assistir a autênticos números de «glorioso» contorcionismo, desdizendo-se o que anteriormente era tido como uma verdade indesmentível e se negava a pés juntos, tal e qual uma entrada do ilusão (já lá vamos).

e obviamente que estou muito curioso pelas cenas dos próximos capítulos, a divulgar no “Universo Porto – da bancada” desta noite – programa onde espero que se denuncie a «gloriosa» filha-da-putice que a imagem abaixo retrata:
.

futuro© google | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

e que filha-da-putice é essa? tão-somente o facto de, nos pasquins manhosamente elaborados na Capital do Império, se (in)tentar conotar o incidente no último Fátima vs. Torreense com o FC Porto, colocando, em chamada de capa e de uma forma estratégica, tal notícia no parco espaço destinado ao quotidiano azul-e-branco.

também espero que se analise o que se pode ouver aqui, a propósito do Clássico no verdadeiro antro* do carnidense: uma cambada de energúmenos a perturbar o trabalho dos pés-de-microfone, com a complacência dos ‘stewards’ e sem que, à data destas linhas (#notmadeinporta18), o Sindicato daqueles se tivesse insurgido pelo facto e ao contrário de um Passado bem recente
curiosamente (ou talvez não) tratou-se de um facto lamentável que os me(r)dia e o jornalixo tugas não difundiram profusamente à saciedade, antes pelo contrário. ou seja: “aquilo” aconteceu; mas como é comprometedor para os visados, convém abafar porque, se não passou nas têbês e/ou nos pasquins, é porque nunca viu a luz do dia (salvo seja!).

* sim!, a-n-t-r-o. é que eu não tenho memória de passarinho e recordo-me muito bem do que um radialista afecto ao 5lb e por quem tinha em (muito) boa conta, até então, escreveu, em Maio de 2012, sobre este incidente aqui.
.
.

futuro© FCPorto para sempre | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

por “falar” em «gloriosos» impedimentos de divulgação de factos susceptíveis de incomodar quem se encontra afecto ao 5lb – o verdadeiro clube do Regime (e seja ele qual for, porque é indistinto de qualquer conotação política, porquanto que é transversal a tudo quanto gravite nos corredores do P(h)oder centralista da tugalândia) – do passado final-de-semana ressaltam dois factos insofismáveis (por que indesmentíveis):
.
(i) apesar da vitória, o FC Porto foi sonegado em mais duas grandes penalidades flagrantes, uma delas logo aos 20′ da partida e que, se viesse a ser assinalada e posteriormente concretizada, mudaria toda a estória do jogo em causa.
(já vamos em quantos penaltys por assinalar?… vinte? trinta? trinta e um?… e só numa época, certo?… estivesse “isto” a acontecer mais para os lados da Segunda Circular, e não haveria paciência para as costumeiras (por que «gloriosas» e/ou «calimeras») «queixinhas»…)

e para quem considere que não houve qualquer motivo para se assinalar grande penalidade e/ou ache que o pasquim do ‘quim oliveirinha é todo ele um mar azul (!!!), eis a análise do lance em causa pelo insuspeito do roubarte gomes, no pravda do último Domingo (aqui):
.

futuro© pravda | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

(ii) o 5lb foi «gloriosamente» beneficiado em Moreira de Cónegos. mais uma vez. e só esta época. não está a jogar um carvalho da Silva, mas há sempre um “alguém” que lhe ampara a queda, num «glorioso» afã sem precedentes. e tudo porque convém impedi-la a todo o custo, não vá esse desígnio nacional – o do tetra da treta – ficar em águas de bacalhau.
e, ao contrário dos costumeiros papagaios que costumam debitar a cartilha, e da própria “opinião” de ribeiro cristóvão (aqui), eu acho que o ilusão deveria ter sido expulso aos 30′, assim como o grego do samurris (© bLuE bOy) no final da partida. é que as imagens, tal como os vídeos (aqui e aqui e aqui) não oferecem quaisquer dúvidas:
.

futuro© google | 92º minuto
.
futuro© google | 92º minuto
.

ai se isto” tivesse ocorrido com um (ou mais do que um…) jogador afecto ao FC Porto!… ui! nem é bom considerar… certamente que não haveria prontas entrevistas a tentar ilibar tais acções – como esta aqui, ao abel silva, pelo lixo tóxico do grupo cofina, no dia imediatamente a seguir ao rebentamento do escândalo do processo “Jogo Duplo”

.
disse!
.

¡hombre, que me gustó muchísimo!

futuro© fcporto
(clicar na imagem para ampliar)
.

caríssim@,

a imagem acima é uma mescla de outras tantas, presentes na mais recente edição da “nossa” revista ‘Dragões’*, a qual traz inclusa uma enorme entrevista a Iker Casillas (aqui).
não só enquanto portista, mas também como adepto do Futebol – e fã incondicional deste “monstro” das balizas, uma “lenda viva” do desporto-rei que briosamente ostenta o brasão abençoado do nosso Amor comum ao peito, para nosso contentamento e orgulho – considero imprescindível a sua leitura – o que pode ser feito aqui (edição completa) e também aqui (somente a entrevista).

#contratudocontratodosecontraostolos certo? certo! e o Iker sabe-o (desde que chegou ao Clube)!

.
*
 sobre a revista ‘Dragões’:

talvez ainda não seja do conhecimento geral, mas o FC Porto disponibiliza gratuitamente e de forma digital, as edições da revista do Clube.
para tal, basta aceder aqui e preencher um formulário muito simples, com dados que não lesam a identidade de ninguém – como sejam o nome e um email válidos. depois de feito esse passo fundamental, temos acesso a todas as edições da revista (repito), em formato digital, e com o ‘plus‘ de que se pode fazer o ‘download’ das mesmas.
quem tiver esse interesse, pode ler aqui a última edição da revista (#365), cuja capa é a da imagem acima.

.
disse!
.

resquícios.

futuro© fotos da curva | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

nota introdutória:

só hoje, Quarta-feira, (quase) 84h depois, é que “a telha” (vulgo neura, e que, sim!, pode-se confundir com azia…) está a dar indícios de desaparecer. mas ainda não foi à sua vidinha, não!, que o mau humor rezingão e irascível, esse está para durar – pelo menos até ao início do próximo encontro, já este Sábado, frente ao Belém, onde se espera que sejam estes a comer “pastéis”, ouvistes ó Nuno? nem que tenha que ser por obra e graça do Espírito Santo, ouvistes ó Nuno? bem!… adiante.

assim sendo e porque já estou basto atrasado (© ‘shôr’ Silva), esta “posta de pescada”® vai ser um pouco para o compridota. é que há alguns aspectos, sobre o Clássico, que também quero esmiuçar e dar o meu lamiré.
ou seja e como não poderia deixar de o ser, esta prosa honrará com os pergaminhos e com aquela que é a imagem de marca deste espaço singular, na bluegosfera: os testament… os textos extensiva e sensivelmente looongos, as numerosas hiperligações e as diversas imagens, que não só para memória futura mas também.
e, claro está!, que a minha sugestão, para estes momentos, é sempre a mesma, e como já deve ser do conhecimento geral…
.

caríssim@,

sobre a partida em Carnide, subscrevo o que, neste entretanto, foi sendo trazido à colação (e muito bem aventado) aqui, aquiaqui, aqui, aquiaqui, aqui, e também aqui, na bluegosfera.
acima de tudo, recordo esse facto insofismável: depois do empate que se trouxe de Carnide, já não dependemos exclusivamente de nós para nos sagrarmos campeões. ou seja: teremos que esperar que sejam Outros a fazer o trabalho onde, mais uma vez, nos revelámos incompetentes, e que passava pelo assalto efectivo ao primeiro lugar do campeonato.
e entenda-se também que, para sermos muito felizes, em Maio, (i) teremos obrigatoriamente que vencer as sete finais que se avizinham (com deslocações complicadas a Braga, Chaves e Madeira) e que (ii) não poderemos “depositar as fichas todas” no ‘derby‘ da Segunda Circular (o qual, entrementes e por antecipação de duas semanas, já está a ser arduamente disputado, sobretudo fora das quatro linhas).

acima de tudo, o que resta do empate ante o carnidense é que este revelou-se uma espécie de “mal menor” – e daí o meu tremendo desconsolo no final da partida, pois que fiquei com a estranha sensação de que deveríamos e poderíamos, ter feito (bem) mais e (muito) melhor, mesmo com (e contra) o “xistrema” (já lá vamos). mais do que teorizações sobre qual o onze titular e/ou que substituições efectuar, considero que faltou um pouco mais à Equipa, mormente na segunda parte, para se dar a “estocada final” no rival; acho que faltou dar seguimento ao lance do Soares, que os colocou em sentido e que os fez abanar, só que momentaneamente – e quando o que se pedia e toda a massa adepta “exigia”, era que ocasiões de golo como aquela tivessem continuidade no Tempo e não se esvaíssem nos restantes 30 minutos do encontro, e mesmo com (e contra) o “xistrema” (já lá vamos).
mas, como tal não veio a acontecer, e por erros também próprios da Equipa, vamos ter que aguardar pelo que os outros farão nos seus «gloriosos» embates, rumo a esse desígnio já supra-nacional, e que é a treta de um tetra ardentemente desejado por tod@s os quadrantes, inclusive o Político (e já lá vamos, também).
.

futuro© google | 92º minuto
.

sincera e honestamente nem sei como abordar a próxima temática depois das declarações do espírito santinho do Nuno e do presidente Jorge Nuno… o primeiro disse peremptoriamente «é penalty!»; o segundo, à revelia do então Pinto da Costa, afirmou que «foi um grande jogo de futebol, entre duas grandes equipas, com um bom árbitro»… acontece que, na minha perspectiva, para sermos sérios, rigorosos e honestos quanto às incidências da partida, não há como fugir ao #xistrema. e este também esteve presente (e à solta) no antro onde os i-le-gais, mais uma vez, marcaram presença quando não o deveriam, porque… lá está!, não estão conformes à legislação vigente.
para lá do que se afirma aqui e, neste entretanto, também aqui, e do que ontem se denunciou aqui, no programa “Universo Porto – da bancada“, houve uma gritante dualidade de critérios de arbitragem, mormente na segunda parte, sobretudo depois de termos conseguido o empate na partida.
como se comprova aqui e aqui e também aqui, o 5lb foi (literalmente) empurrado, pelo apitador de serviço, na procura de um segundo golo que felizmente não veio a acontecer, fruto de mais uma enorme exibição da mesmíssima Equipa que, ali em cima, fui crítico, e da qual faz parte Iker Casillas. e não há aqui qualquer incoerência: é verdade que e como é apanágio do grupo de trabalho à disposição de Nuno Espírito Santo, ante o 5lb houve mais uma demonstração de Entrega e de Querer, assim como também é verdade que essa abnegação não foi suficiente para se vencer o jogo – uma partida onde, para mim, era fundamental conquistar os três pontos…
.

futuro© google | 92º minuto
.

a par da agressão a Alex Telles e do fora-de-jogo (escandaloso) que foi (muito mal) assinalado ao Jota, o lance que a imagem gif acima retrata é capital para o desenlace da partida, por que (muito) “bem cavado” – sendo que o mesmo é perpetuado em vídeo aqui e em imagens gif aqui e aqui, para quem quiser.
deixo-a para memória futura, sobretudo porque, tal como Bernardino Barros, também eu estou cansado de ouvir, há (pelo menos) três semanas ininterruptas, os avençados do clube do regime bramirem com a «gloriosa» costumeira cartilha, da autoria de carlos janela, de que o André Silva e o Soares e o Jota e o Brahimi e o Corona e o (nome de um atleta do FC Porto) e o (outro nome de um atleta do FC Porto), são “piscineiros”… essas torpes afirmações, vindas de quem vêm, principalmente de aventesmas afectas à agremiação onde este aqui deu muitas provas e até “fez escola” (de que o jon-ass é só mais um), só poderão ser encarados como elogios aos visados por aquelas. de facto, nunca faltaram, nem faltarão especialistas na arte do mergulho pelos lados de Carnide. ah!, e este lance aqui ficará, para Sempre, na memória do Ridículo em que aquelas “piscinas” se tornaram por aquelas bandas, sempre com as complacência, benevolência e cumplicidade, dos apitadores ao serviço do 5lb. sempre!
.

futuro© ojogo | FCPorto para sempre
(clicar na imagem para ampliar)
.

um facto sobre a imagem acima, com a análise aos lances mais “problemáticos” da partida: curiosamente não vislumbro nenhuma referência em relação a um lance sobre o Corona (aqui), aos 58’…
certamente que o “argumento” para tal «glorioso» esquecimento seja o mesmo que a estação de televisão de Queluz (não!, obrigado. não fumo.) utilizou nos seus programas de Domingo e de Segunda-feira, à noite, para não abordarem o tal fora-de-jogo mal assinalado ao Jota: não se podem analisar todos os lances (principalmente e sobretudo aqueles em que o 5lb foi «gloriosamente» beneficiado pelos do costume)…
.

futuro© google | 92º minuto
.

da ‘porca vendetta‘ perpetrada pelo jon-ass, ficam o vídeo (aqui) e a imagem gif (aqui) para memória futura do seu «glorioso» Absurdo.
acima de tudo (principalmente do perpetrador em causa) e sobretudo, lamento muito que tenha sido o spórtém a tomar a iniciativa (mais uma vez…) por algo que, antes de tudo, competiria ao FC Porto e ao seu Departamento Jurídico exigir junto de quem de Direito. desconheço se este silêncio institucional terá algo de estratégico, mas não quero acreditar que se fechou a volta de 360º e que se regressou a um Passado de má memória no plano Comunicacional do Clube.
.

futuro© google | 92º minuto
.

esta é, para mim, A imagem do Clássico e que, num Todo, resume a resposta a toda uma época de anti-jogo, para quem nos acusa de #joguemmazeabola e junto dos que, na primeira volta, o fizeram logo desde o primeiro minuto – mas que emmentes já se esqueceram de tal.
fica a dita eternizada em vídeo (aqui) e em gif (aqui).
.

futuro© fotosdacurva
.

a propósito dos incidentes que aconteceram antes, durante e após o jogo, nada mais acrescento ao que já foi comentado (muito a propósito) pelo “lápis” aqui.
apenas refiro que, mesmo sendo um Agente da Autoridade e no cumprimento do Dever, o indivíduo que pontapeou, na cabeça, um cidadão que se encontrava deitado, na via pública, depois de ter sido vítima de um outro pontapé, mas este desferido nas suas costas, não passa de um c-o-b-a-r-d-e de merda. e de um autêntico filho da puta.
.

futuro© google | 92º minuto
.

por último, sim!, todos têm o direito a assistir a uma partida de futebol, mesmo que por convite, e mesmo sendo altas figuras do Estado. mas, não!, “isto” não acontece no nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos com a mesma regularidade que se verifica por Carnide.
e duvido que aquelas mesmas individualidades, qual capital triunvirato, o fizessem sabendo, de antemão, que o dirigente máximo do Clube era um caloteiro de primeira – a não ser que fossem para penhorar uma nova retrete

.
disse!
.