do «regresso a um Passado de triste memória».

futuro© google | 92º minuto
.

.

« O chamado “jogo fora das quatro linhas” foi uma artimanha movida, durante anos, por sinistras influências e que exerceu poder e que produziu dividendos. é o passado mau a que se refere luís filipe vieira.
favores a árbitros, escolhas para jogos e suas classificações, trocas de treinadores (privilegiando os amigos em detrimento dos independentes e sem olhar a competências) – enfim, uma teia de interesses e de conveniências, geralmente acautelada à mesa de restaurantes ou no bulício de estabelecimentos nocturnos. vivia-se no tempo em que a organização do Futebol funcionava ao contrário: as decisões eram tomadas em espaços de restauração e similares, e depois transmitidas aos gabinetes para execução – assim mesmo, com este despudor, sem ninguém se comprometer; favor cá, favor lá… até um dia, como é público. »
.

caríssim@,

as palavras acima são bastante elucidativas, certo? certo. tod@s nos revemos nelas e no estado actual do nosso comezinho futebolzinho, certo? certo. e são um espelho dos tempos correntes, certo? errado! explico.

aquelas palavras pertencem ao sr. fernando e à sua mais recente guerrinha, publicada na edição da passada Terça-feira (aqui), no pravda e tive acesso à dita via “dragão até à morte” (olá meu caro Amigo! desde já, o meu ‘muito obrigado!’ por me ter poupado a uma “indigestão”).
ob
viamente que, quando cheguei àquele trecho – reproduzido ali em cima também para memória futura – o meu (sub)consciente, no imediato, conduziu-me para o muito que entretanto tem sido denunciado acerca desta autêntica Liga Salazar – inclusive via “Universo Porto – da bancada“. acontece que aqueles «jogos fora das quatro linhas» aludem ao tempo em que, os mesmos que ainda pugnam pelo pífio dourado, faziam alarde ao famigerado «sistema»…
infelizmente para o sr. fernando e para tod@s que são, antes de tudo, anti-portistas básicos (por que primários. ou serão primatas?…), aqueles «jogos fora das quatro linhas» ainda subsistem. e o “tal” «sistema» modernizou-se e agora assume-se como um «polvo», gloriosamente imbuído numa #cartilha, carregado de muito #colinho e de um vasto #mantoprotector. e assim se justificam as bastas hiperligações (olá, Silva!) inclusas naquela citação, para que não haja dúvidas acerca do que o sr. fernando afirma, e com muita propriedade.

.
disse!
.

Anúncios

2 thoughts on “do «regresso a um Passado de triste memória».

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s