reificação*.

© google | 92º minuto
.

* transformação de algo abstracto em algo concreto.
.

caríssim@,

gostei. muito. aliás, não estava à espera de tanto com tão pouco, e num curtíssimo espaço de tempo. explico.
ontem, depois do jantar e deitado o cachopo, resolvi assistir, em diferido (mas em directo para mim), à cerimónia de apresentação de Sérgio Conceição como o mais novel treinador do Futebol Clube do Porto – «o funcionário mais importante do Clube», como cheguei a ouvir de um alto responsável daquele.
sem quaisquer panaceias, apresentou-se com a humildade de alguém que chega ao seu lugar de sonho, afirmando que prezará sempre a Qualidade tendo em consideração a Exigência que o cargo implica, e com os olhos postos no Futuro (inclusive no mais imediato).
mais do que promessas vãs, registei a desmedida alegria que se (pres)sentiu em todos os momentos em que interveio, tal e qual como um de nós. e sobretudo o seu discurso assertivo, directo, sem rodeios, sem obedecer a chavões e/ou frases feitas e/ou bordões inócuos, afirmando(-se), para quem o quis escutar, «não vou ter problemas em dizer o que penso».
e também me caiu no goto saber (dentro do que nos é possível saber ao certo a Verdade) que quis muito vir para o nosso clube do coração, prescindindo também de uma considerável parte monetária – pelo que não encara esta oportunidade como um “trampolim” para voos mais altos (mesmo que num qualquer clube do Championship britânico), e nem será pelo dinheiro que assume esta (enorme) responsabilidade. e é igualmente por esta razão que secundo as palavras de Pedro Marques Lopes quando, hoje, na edição impressa do pravda da Travessa da Queimada (aqui), escreve, na sua mais recente crónica, sob o título “o nosso treinador** que «vai ser ele que terá que nos mostrar que é o homem certo». eu acredito que Sérgio Conceição será esse homem pelo que pode contar com o meu apoio incondicional – tal e qual como o fiz com todos os treinadores do FC Porto que o antecederam.
de todas as razões que há para ficar agradado com esta escolha, aquelas foram as que me agradaram mais e as que me deixa(ra)m mais animado – e ao contrário dos meus receios conformados que expressei aqui, há uma semana atrás…

** o BRASÃO ABENÇOADO do dia pode ser lido aqui, e aqui, em formato jpg, e também aqui e aqui, mas em pdf.

.
confesso que há muito, muito tempo, não encontrava alegria na apresentação de um treinador. e esse, para mim, é um óptimo sinal, porque me enche de Esperança, mormente quando se responde assim à “rasteira” armadilha que, de forma ardilosa, os sabujos e os pés-de-microfone do costume, lhe prepararam (e cujo contexto pode ser lido aqui):
.

© ojogo | 92º minuto
.

acredito que, com Sérgio Conceição ao leme, poucos serão os que “farão farinha” connosco, com a nossa cor, com o Brasão Abençoado.
e confesso que não deixei de esboçar um sorriso (sarcástico obviamente) quando li, no editorial do intestino (do) delgado (aqui), expressões como «largos dias têm quatro anos de jejum», «o ambiente em torno dom Clube não é propriamente de confiança», «nem se prevê que os meios que lhe sejam colocados à disposição [do Sérgio] sejam entusiasmantes», «é uma estratégia de fuga para a frente, feita de cortinas de fumo». e porquê? porque, nessa estratégia vil e soez, de se pretender dividir a massa adepta portista para que os outros continuem a reinar (inclusive connosco), (pres)sente-se o receio destes escribas de sarjeta, em que, desta feita, a escolha do treinador terá sido a acertada. também, neste aspecto, acredito que não estarei equivocado
.
.

© google | 92º minuto
.

* [Filosofia] redução do Ser Humano a valores meramente materialistas.
.

o pasquim da Travessa da Queimada persiste em olvidar o que foi denunciado na noite da passada Terça-feira. é a sua estratégia editorial, perfilada em consonância com o ‘diktat’ imposto por aqueles a quem serão sempre servis e a quem estarão sempre de cócoras – ou ajoelhados, prontos para “rezar” a qualquer momento…

mesmo assim, eu não pretendo que se esqueça o que de grave foi deletado por Francisco J. Marques e que outros não conseguiram (ou não puderam) deletar a tempo. e assim se justifica a imagem gif acima, referente a um encontro de futebol que ocorreu em Novembro de 2015 e cujo teor a que o jeBus alude remete-nos para a época?… exactamente: 2013/2014.
e, se àquelas insinuações juntarmos o que se afirma na imagem que se segue?
.

© google | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

não há coincidências, car@go!
haja é vontade em se investigar a fundo esta pouca-vergonha, este glorioso regabofe, esta filha-da-putice travestida em tons demasiado rubros para o meu gosto!

ai se tudo “isto” fosse pintado a tons mais azuis… ui! já não haveria stock de túnicas para os cartilhados puristas do Estado Lampiânico...

.
disse!
.

Anúncios

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s