recadinho aos ‘recadeiros’.

© google | 92º minuto
.

.

« […] das contas da SAD falida não falas tu. das cartilhas do peido-mestre de Contumil não falas tu. dos negócios mal geridos não falas tu. não paças [sic] de um recadeiro cheio de tretas […] »
.

caríssim@,

hoje, começou oficialmente a época 2017/2018 para o FC Porto – «o primeiro dia do resto {das nossas vidas}», como (en)canta o poeta. é certo que ainda foi o primeiro treino da pré-temporada, mas, mesmo assim, já há azul-e-branco no nosso quotidiano. e ainda bem, qu’isto estava uma pasmaceira; ou então, nem por isso. explico.

um “alguém” brindou-me com o que se cita ali em cima, mas só em parte – porque os restantes ¾ da sua arrozada “prosa” fariam corar de vergonha os progenitores daquele. dado que, agora, há a obrigatoriedade de um registo para se comentar, neste espaço, aquele “alguém” fê-lo via e-mail – e muito em voga, nos tempos que correm. modernices, acho eu «e que assim»…
por uma questão de princípio, não costumo responder aos insultos que me dirigem (o que não significa que esteja predisposto a dar a outra face); mesmo assim e ultrapassada essa questão, cingir-me-ei somente às “questões” que muitos dos cartilheiros têm feito passar, qual propaganda goëbbeliana, e que os “alguéns”, quais carneirinhos, a deglutem como palha fresca para estes últimos.

nos princípios do mês de Junho, a SAD azul-e-branca anunciou um acordo com a UEFA, por forma a que sejam cumpridos os requisitos do ‘fair play’ financeiro. a UEFA também o fez, na página da instituição, referindo que «o FC Porto não cumpriu o requisito de equilíbrio financeiro e aceitou concluir um acordo de liquidação para as temporadas desportivas de 2017/18, 2018/19, 2019/20 e 2020/21».
ou seja: o quotidiano do FC Porto, durante as próximas quatro temporadas, (con)viverá (n)uma espécie de ‘troiKa’, dentro do seu reduto*. tudo porque se comportou muito mal e gastou mais do que o que vendeu**. bem mais, até. e, agora, há que pôr pés ao caminho e vender os anéis***, se necessário for, para que se volte a uma situação estável – e dentro da estabilidade possível no altamente instável mundo do Futebol, sobretudo no nosso comezinho futebolzinho.

* sim, o FC Porto teve a UEFA “à perna” por causa do ‘fair play’ financeiro. olha, tal como o 5lb teve receitas da UEFA penhorados por causa da Doyen (conferir aqui e aqui). a principal diferença: não ocultámos essa informação da massa adepta, ao contrário daqueles.

** para onde que é que foi esse dinheiro? não sei! mas quem tiver assim tanto interesse, sempre pode proceder a uma análise cuidada das contas da SAD azul-e-branca. está tudo lá, preto no branco – inclusive o valor das comi$$õe$ e a distribuição destas pelos seus variados agentes, ao contrário de Relatórios&Contas pretensamente “consolidados” de outras SAD’s…

*** o motivo da discórdia entre muitos portistas, tal como o Silva explanou (e muito bem) aqui, na sua tasca.
.

acima de tudo, acho curioso que os adeptos da agremiação com a segunda maior dívida da UEFA, em 2015 – «dívida líquida que ascende aos 336 M€, que cresceu 3% em 2015, que é 3.3 vezes superior ao valor das receitas anuais e equivale a 130% do valor dos seus activos» – nos considerem «falidos». é certo que não estamos (nada) bem em termos de finanças, mas convenhamos que há quem esteja bem pior. ao menos já somos os donos do nosso estádio, o qual se encontra totalmente amortizado e é uma mais-valia em termos de Activos sólidos – algo que mais ninguém o pode afirmar…

depois, também acho deveras curioso que quem tem comprovadamente cartilheiros efectivos ao seu serviço, também as tente imputar para o nosso lado… é que os «padres», para as «missas que celebram», são de outra “paróquia” que não a das Antas… ai!, espera. estamos a falar de “cartilhas” e não de tráfico de influências…
[modo de ironia ‘off’].

também acho assaz interessante que se insurjam aos nossos negócios como «mal geridos». a ver se nos (des)entendemos:
estamos mal de finanças por erros crassos cometidos num Passado recente. ao abrigo daquele acordo com a UEFA, até 30 de Junho de 2017 temos que apresentar contas que batam certinho com o acordado (passe o pleonasmo), as quais deverão apresentar mais-valias financeiras de 30M€. de entre o plantel da época transacta e tendo em linha de conta o que “espirra” para a praça pública, quais são os mais vendáveis e que conseguem maior retorno financeiro? pois…
em suma: podemos não concordar com a partida dos nossos meninos e até com as suas escolhas – e sabendo-se que o agente que os representa também tem voto na matéria. agora, passar a mensagem de que os seus interesses económicos e desportivos foram «muito mal vendidos», quando nem na sua “casa” conseguem arranjar solução para os mais de 45 jogadores sob contrato e persistem em contratar outros tantos, como se não houvesse Amanhã… enfim…
mas, o que me custa mais é haver, na bluegosfera, quem alinhe nessa cartilha e teça lembretes de muito mau gosto, sem se dar ao trabalho de ver o quadro todo, somente o que interessa passar, numa atitude que em muito alegra os “alguéns” que também os lêem: dividir a massa adepta portista para que a ilegal continue a reinar (inclusive com aquela outra). se tal faz de mim um «recadeiro», então que seja; o que não farei é criticar publicamente e de uma forma injusta, a gestão de quem legitimamente está nos destinos do Clube – primeiro, porque não gosto de me arvorar em arauto da desgraça só para ser diferente e obter visibilidade com essa atitude (que não notoriedade ou outra espécie de reconhecimento qualquer); depois, porque há sítios muito próprios para se discutirem essas questões e entre os da nossa cor, e para lá das Assembeleias-gerais; terceiro, porque Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa foi o único concorrente às últimas eleições.
.

por último e para os “alguéns” que persistem em visitar este espaço, mesmo não sendo bem-vindos (de todo!) e que me apelidam de «fruteiro», para a História ficará o registo daquelas trocas de mensagens electrónicas que, por não terem sido apagadas como se exigia por um dos seus intervenientes, entretanto têm sido muito abafadas pelas prostiputas do jornalixo tuga, a soldo do carnidense – as mesmas que fazem tudo por relevar esta posterior revelação, acerca dos “impolutos“:
.

© google | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

.
agora apague tudo!
.