concertação externa

© google
.

caríssim@,

aviso, desde já e porque o interregno dura quase há uma semana, que esta “posta de pescada”® será um tanto ou quanto extensa – vulgo testament… texto longo – pelo que não descurará aquela que é a imagem de marca deste espaço da bluegosfera. portanto e se assim o entenderes, não te esqueças de ir ao frigorífico buscar um chá de cevada, para acompanhares ao longo desta leitura (que será igualmente longa). e não!, não se trata de um eufemismo, pelo que não precisas de ir à rua, que está muito frio e tal; é mesmo ali à cozinha, onde guardas as geladinhas

também informo que a mesma vem no seguimento das denúncias que surgiram no último “Universo Porto – da bancada” (vídeo aqui) e destas outras aqui e aqui (da autoria do caríssimo Vila Pouca), e destoutras aquiaqui, aqui e aqui (da autoria do caríssimo Jorge Vassalo), cujos seus teor e finalidade subscrevo e na íntegra*.
(*e é para que se possa afirmar, à boca cheia, que, de facto, «isto dos blogues portistas está tudo concuminado» [sic], que efectivamente «somos todos uma cambada, uma seita do pior», e que «só publicamos as opiniões que a $AD nos impinge»… diz que, por vezes, também pensamos pela nossa própria cabeça, mas tem dias, porque é muito raro (para além de proibido)… <modo de ironia ‘off’>).

vamos lá, então, que se faz tarde e eu tenho os chouriços a curar…
.

© google | Tomo III
.

sim!, as duas capas que o pravda da Travessa da Queimada trouxe à estampa, no passado final-de-semana, são basto (© Silva) risíveis. basicamente, aos sabujos e pés-de-microfone, a soldo no jornalixo e nos me(r)dia tugas, saiu-lhes um «autocarro» pelo «mal menor» – a tod@s eles, sem excepção. temos pena (mas não muita)…

sim!, é verdade que o «professor» rui [pausa para sonora gargalhada] armou-se num finório velhaco dissimulado, quando afirmou (e cito, também para memória futura, com os negritos a serem da minha responsabilidade):

.

« foi um início atípico, a todos os níveis, nós a falhar algumas bolas e o Boavista a marcar nas três ocasiões que criou.
há um conjunto de irregularidades, mas não vou ser eu que vou estar a discutir isso.
há um conjunto de situações menos positivas, mas quero é falar de Futebol.
»
.

ele sabe, tal&qual como tod@s nós, que não precisa de abrir a boca.
ele sabe que há muito “boa gente” que se presta (preza?) a fazer o “trabalho de sapa” (ou será no Sapo, em Penafiel?…).
ele sabe que basta imitar o “parsidente”, e deixar que sejam os peões de brega a passar a “gloriosa” mensagem (cassete? propaganda?), muitas vezes previamente concertada e tantas e tantas vezes estudada, por forma a não falhar rigorosamente nada.
assim como ele sabe que só pode gozar deste beneplácito porque se encontra por Carnide. aliás, se dúvidas houver (que não há!), tome-se como exemplo o do «catedrático» da Segunda Circular que, só por ter atravessado a rua, já não tem o estatuto de que beneficiava há meros dois anos…
.

© google
.

a imagem gif acima data de um jogo, em em Setembro de 2015, a contar para a Champions. ainda hoje estou convencido de que foi pelo seu resultado final e pelo seu significado, que aí, em Kiev, começou o princípio do fim para «o basco», no nosso Clube.
ela está exposta para aqueles que julgam que o terceiro golo da agremiação portuense com nome de rotunda, em pleno galinheiro, foi «ilegal». é que, também ainda hoje, não esqueço o enxovalho público a que tod@s nós fomos sujeit@s, não só pelos lampiões, mas sobretudo por aqueles mesmos pasquineiros referidos ali em cima, que então atestaram da sua legalidade. efectiva e comprovadamente não têm coluna vertebral. nem dignidade. nem brio profissional. nem rigor. nem isenção. são uma cambada cheia de truques jornalísticos da treta, é o que é…
.

© pravda
(clicar na imagem para ampliar)

.

a imagem acima refere-se ao mais recente BRASÃO ABENÇOADO, da autoria de Pedro Marques Lopes, patente na edição impressa do pravda de hoje, e que também pode ser lido aqui, aqui e aqui (em jpg) e aqui (em pdf), e com o qual concordo. em. absoluto. (ouBistes, ó Silva? 😉 ).

dessa edição impressa fazem parte duas entrevistas: uma ao bitó pereira (aqui) e outra ao burgesso do sousa cintra (aqui). duas breves notas, sobre “ambas as duas”:

» da entrevista ao bitó ressalta a ideia de alguém muito ressabiado para com o FC Porto – não só nas pessoas que o dirigem, mas também para com os seus adeptos (massa assoBiativa em particular).
dessa entrevista, ressalvo aquela passagem em que afirma «vamos ver quando é que o FC Porto volta a ganhar». por mim, até podemos demorar mais dezanove anos que manterei, não só o meu Amor indefectível para com o Clube, como a mesma opinião sobre o bitó: bom moço, que já foi mais humilde do que o que é (ou então enganou bem…), mas que pôs a equipa a praticar um futebol que me deu sono. e por mais do que uma vez. e inclusive no estádio. e não fosse o Kelvin, em dois momentos, no Estádio do Dragão, ante os gverreiros lampiões do Minho, e não teria havido o “tal” ‘special K’.
.

» a entrevista ao burgesso tem honras de chamada de capa, no pasquim em causa, destacando-se um «no meu tempo era tudo viciado». lá dentro, a páginas 08, em grandes parangonas, lá vem o (estafado) «era Pinto da Costa a comandar as arbitragens» [longo suspiro].
a minha pergunta é só uma e sobre um «notável» da agremiação que ficou com a fama de depositar dois mil euros, a mando de um seu vice-presidente no activo, na conta de um árbitro assistente nas vésperas de uma partida para a Taça de Portugal: haverá responsabilidade criminal para este “cavalheiro”? é que o que ele afirma é grave, e punível na Justiça cível por crime de difamação, calúnia e injúria.

.
disse!
.

«imagens inéditas»…

© google | Tomo III
.

caríssim@,

em complemento ao que entretanto já foi (muito bem) escrito aqui, aqui, aqui, aqui e aqui, e que subscrevo, na íntegra, permite-me tecer só uns breves considerandos. atão, é assim (e situações pessoais à parte, tais como: dificuldade em adormecer e de uma forma calma, relaxada, tranquila; manter o bom humor, inclusive em família; ser cordato com os adversários):
depois do problemático empate com (imenso) sabor a derrota, em Paços de Ferreira, é por demais evidente que está muito difícil o assalto ao primeiro lugar do campeonato e, por inerência, o fim apotropaico do glorioso tetra da treta… no segundo lugar, (actualmente) a seis pontos de distância do que mais almejamos, num comezinho campeonatozinho fundamentado na estratégia do pontinho (e desde que seja ante o FC Porto e nunca, mas nunca!, contra o 5lb), é mesmo muita fruta*
também foi por demais evidente que, depois de uma semana como há muito não se via no Departamento de Comunicação do Clube, aquela “derrota” foi muito além de um tiro no pé: foi, por exemplo, o suficiente para um “pardal” arvorar-se em mais-maior-grande, num jogo em que foi muito pequenino. foi também o motivo principal para o «professor rui» conferir-nos uma certeira alfinetada, e que ainda me causa “urticária”. e foi o mote perfeito para os sabujos do costume, a soldo no jornalixo tuga, saírem a terreiro em defesa da sua mui gloriosa dama**, atacada (vilipendiada?) pelo mauzão do “bicho papão” do Norte. mau. muito mau. basto, até.

* o «polvo» que grassa pelo nosso comezinho futebolzinho é assaz curioso. por exemplo, não se impede de manifestar um glorioso exacerbamento clubístico, com um fervor incomum e, inclusive, incomparável – sequer nos idos anos ’90 (aqueles que os lampiões e o bêbado da Cunha, vulgarmente associam ao famigerado «sistema»).
para lá dos nomes que comummente se conotam com o 5lb – e que não é o da sua filial em Castelo Branco (bela localidade que permite mais uma rápida associação, em relação ao quotidiano da agremiação de Carnide, desta feita sobre a famigerada #porta18) – ele é o rui oliveira, ele é o valter rufo, ele é o luís godinho, ele é o fábio veríssimo e mais recentemente o «primo» bruno vieira
acho eu que são demasiados nomes de apitadores que estão no activo. acho eu que assim se explicam os campos inclinados sempre em nosso prejuízo e sempre a favor daquela agremiação. acho eu que, se aqueles nomes manifestassem publicamente uma devoção ardente pelo azul-e-branco, já teriam caído a Sé, o Carmo, a Trindade, os Clérigos, a Misericórdia, os Grilos, a de S. Francisco, os Congregados e demais igrejas do Grande Porto – assim como muitos alfaiates não teriam mãos a medir, tantas seriam as vestes rasgadas por aqueles mesmíssimos sabujos dos me(r)dia nacionais e do jornalixo tuga…

** eis só (mais) um exemplo do muito que esses crápulas, esses jornaleiros da treta, fazem em prol da “instituição”.
Segunda-feira de manhã, bem pela fresquinha, o lixo tóxico do grupo cofina – esse esgoto a céu aberto do jornalixo tuga – divulgou um vídeo onde alegava «imagens inéditas da expulsão de Danilo», em Moreira de Cónegos (e que também se divulga aqui, para se evitarem cliques em sítios muito pouco recomendáveis na Internet).
a legenda que acompanha esse vídeo refere que (e cito):

.
« a expulsão de Danilo em casa do Moreirense, numa partida que ditou o afastamento do FC Porto da Taça CTT, causou muita polémica, pois os dragões e o próprio médio, dizem que o choque com o árbitro Luís Godinho foi acidental.
o Rascord teve acesso a novas imagens do lance, onde se percebe o que aconteceu nos momentos imediatamente anteriores, e que ajudam a perceber os motivos da expulsão do internacional português.
»
.

de «imagens inéditas», de facto só se aquelas se referirem aos fios que são visíveis no lado esquerdo e que causam demasiado “ruído” na sua visualização. dos «motivos da expulsão», nem o próprio apitador os saberá, a qual foi ridicularizada em todo o planeta Terra. da «muita polémica», essa ainda dá que falar, porquanto que ninguém da FPF desmentiu o que a e-letter do Clube refere, com veemência, aqui
o que eu gostava de saber é como é que esses vendilhões de uma classe por demais subserviente e servil aos interesses do Carnide, tiveram a verdadeira desfaçatez, a autêntica filha-da-putice de publicar um vídeo cujo original é pertença do porco do hugo gil – uma página (mais do que) oficiosa do 5lb no faceboKas (!!!). e depois admiram-se de que sejam apelidados de prostitutos e de outros epítetos tais, porque, com estes actos conscientes, efectivamente demonstram à saciedade que o são!

já agora e sobre o lance do vídeo em questão:
.

© google | Tomo III
.

nesta imagem gif (não vá o vídeo ser gloriosamente denunciado…), logo no seu início, percebe-se o atraso deliberado do jogador do moreirense para o seu guarda-redes e que seria motivo para se assinalar um livre indirecto dentro daquela grande área, e a favor do FC Porto – lance sonegado pelo go(r)dinho e muito criticado pelos jogadores portistas, Danilo inclusive.
.

© google | Tomo III
.

nesta imagem gif percebe-se que o que o ‘rascord’ explicitamente alega ser «nada acidental», mais não é do que o Danilo a ganhar posição no terreno de jogo por forma a evitar um contra-ataque da equipa de Moreira de Cónegos.
.

por último e bem mais importante:

muitos parabéns!, Jorge, pela honrosa menção do teu nome e do teu blogue no “Universo Porto” de Segunda-feira*.

vídeo integral do programa aqui. a parte mais importante do programa aqui.
(e para memória futura – porque comprova-se que “eles” lêem a bluegosfera)

.
disse!
.

and now, for something completely…

© bill watterson | Tomo III
.

… stupid? *
.

caríssim@,

uma breve pausa no meu (longo?) interregno para manifestar publicamente algum regozijo.
este meu contentamento prende-se, não só porque é quase, quase Sexta-feira; porque o nosso FC Porto, em futebol, venceu e somente pela segunda vez, em território belga, frente ao campeão em título, e a contar para a «xampes» (naquela que foi a primeira vitória em três partidas já disputadas); porque a equipa B conseguiu não perder, num registo distante da primeira volta da época transacta e apesar de todas as contrariedades e de todas as vicissitudes, que o plantel às ordens de Luís Castro tem tido (a Qualidade, esta época, está a ser “trabalhada”, como o tinha sido há três anos atrás); porque, em andebol, levámos de vencida o carnide de Braga, num encontro pleno de emoção e de comoção; porque a equipa de basquetebol até esteve benzinho, ante os gigantes de Antuérpia; porque o nosso querido líder voltou a falar à maralha (lá está…) depois daquela vitória na Bélgica, mas sobretudo porque acontecimentos a nível particularmente pessoal fazem com que esteja feliz. e não, não vou ser papá pela segunda vez…

assim se explicam (ou talvez não, não sei bem…) estas brevíssimas linhas (#notmadeinporta18) de júbilo folguedo.
e agora, com a tua licença, voltarei para aquela minha espécie de “retiro espiritual”, onde isoladamente continuarei a fazer “coisas“, na esperança de que Sábado não tarde, nem demore.
até esse momento, os meus votos honestos e sinceros, de que continues a ser (muito) feliz!
.

* título inspirado nesta obra-prima dos Monty Python.
(e já se sabe que não se deve (pode?) confundir a obra-prima do mestre com a prima do mestre-de-obras…)
.

.
disse!
.

duas (breves) not@s…

© google | Tomo III
(clicar na imagem para ampliar)
.

… ei-las, ali em cima. 😀
.

agora, mais a sério:

» já é por demais conhecido o que penso quando joga a “equipa que (definitivamente não) é de todos nós”®. hoje, frente à congénere húngara, não será excepção: não desejo nada de mal, mas não chorarei baba e ranho se se quedar pela fase de grupos, tal e qual como não ficarei eufórico se se concretizar o desejo final de Fernando Santos.
minha selecção traja de azul-e-branco, sempre! (a não ser que utilize um dos equipamentos alternativos). o nosso brasão abençoado é o que me faz sofrer e o que me deu as maiores alegrias desportivas desde que me conheço e desde que nasci para o Futebol.

» o calendário da pré-temporada 2016/17, da equipa principal de futebol do FC Porto, inclui seis jogos de carácter particular, entre os dias 17 de Julho e 06 Agosto, dia da apresentação oficial, no Estádio do Dragão, ante a equipa espanhola do Villarreal CF. e nunca mais é dia 28 de Junho…

.
disse!
.

só para (re)afirmar que…

© google | Tomo III
.

… a minha selecção traja de azul-e-branco. hoje e sempre.
(e sem pedidos estapafúrdios para que alguém jogue pela vez de outrem)
.

.
sugestão musical:

Cristian Castro, “azul” (versão merengue do original aqui).

.
disse!
.

virar a página…

capa© google
.

caríssimO,

não há como o negar: hoje, é para vencer!
só os três pontos interessam e nada menos do que esses três pontos. aliás: não será só hoje; as próximas nove jornadas serão nada menos do que outras tantas finais, para nós. e, já se sabe o que é costume apregoar-se, nestas ocasiões: “as finais não se disputam, vencem-se!”.
posto assim, desta forma fria, o Futuro mais imediato que se nos depara, que a nossa Equipa do coração seja capaz de honrar com os nossos pergaminhos, é o meu mais sincero desejo – o qual, pela altura em que o lês, está a ser expresso a caminho de Alfândega da Fé (Bragança). será lá que irei assistir à partida ante o “ónião” da Madeira. é também por essa razão que só estarei de regresso ao teu (salutar) conBíBio a partir da próxima Segunda-feira.

entretanto e porquanto que hoje ainda é Sábado, e também no seguimento desta “posta” aqui, e para fazer jus ao título da presente – o qual alude a uma necessária inversão dos resultados desportivos mais recentes, mormente do último -, na segunda parte desta brevíssima (por que telegráfica, dado que bastante imagética) “posta de pescada”®, seguem-se onze imagens de diversos “virar de página”, dispostas um pouco à bruta e como já é habitual por cá – tantas quantas os onze jogadores que, esta noite, envergando o nosso “Manto Sagrado”, se espera que, acima de tudo, honrem a história do “Brasão Abençoado” que ostentarão ao peito…
elas há para todos os gostos, com farta variedade e enquanto não começa o desafio, «e que assim»…

também como (já) é habitual, mais se informa que deverá haver um pouco de cuidado (recato?) na visualização daquelas imagens, sobretudo em espaços públicos, a fim de se evitar os sempre indesejáveis mirones. ou então, um bufardo inesperado da nossa “biblioteca” predilecta…

.

sugestão musical:

metallica, “turn the page“.

.
disse!

. Continuar a ler

material de leitura (para um Domingo tranquilo)…

capa© google
.

caríssimO,

nesta segunda parte, de uma “posta de pescada”® composta, a qual se iniciou ontem, ali um pouco mais à frente, encontrarás mais alguns “escritos”.
é óbvio que, desta feita, trata-se de um outro tipo de selecção, em que, se é correcto afirmar-se que se vislumbram, em cada um deles, pelo menos um livro, num contexto muito próprio, também não é menos verdade que, desta feita, haverá muito menos para ler e um pouco mais para observar…

portanto, na segunda parte, desta brevíssima (por que telegráfica, dado que bastante imagética) “posta de pescada”®, seguem-se vinte imagens de “artigos de leitura”, dispostas um pouco à bruta e como já é habitual por cá…
elas há para todos os gostos, com farta variedade e até algum humor, para que não restem dúvidas na tua escolha, caso estejas com ideias… de ir “ler” enquanto não começa o desafio em Belém, «e que assim»…

também como (já) é habitual, mais se informa que deverá haver um pouco de cuidado (recato?) na visualização daquelas imagens, sobretudo em espaços públicos, a fim de se evitar os sempre indesejáveis mirones. ou então, um bufardo inesperado da nossa “biblioteca” predilecta…

.

sugestão musical:

Peter Gabriel, “the book of love“.

.
disse!
.

Continuar a ler

material de leitura (para um Sábado tranquilo)…

capa© google
.

caríssima(o),

ainda estou em ressaca, pelo que (não) vi na Quinta-feira, no Dragão. não sei dizê-lo de outra forma: sinto a minha alma pesada (mais uma vez…), numa época que está a ser um carrossel de emoções fortes, tal e qual como as últimas três (pelo menos).

sei que este sentimento vai passar, pois tudo passa e não há nada que o Tempo não cure! e, se é um facto que o Futebol não é das coisas mais importantes da minha Vida, já o Futebol Clube do Porto ocupa um espaço muito especial, muito reserBado, nas coisas menos importantes da minha vida e que influenciam decididamente as primeiras… e é por isso mesmo que anseio por Domingo.

só que ainda não é Domingo… diz que será amanhã… neste entretanto e em jeito de “purga”, eis cinco escritos sobre várias temáticas, mas tendo sempre “algo” como denominador comum. não vou revelar qual é esse elo; deixo para ti essa capacidade de adivinhação.
apenas e só refiro que são cinco escritos que se encontram nas edições impressas de dois dos três pasquins desportivos tugas de ontem, Sexta-feira: o do ‘quim oliveirinha (aqui) e o do pravda da Travessa da Queimada (aqui).

por último, na segunda parte desta “posta de pescada”® – sim!, há uma segunda parte -, também encontras mais cinco “escritos”. é óbvio que se trata de um outro tipo de selecção; mas é igualmente correcto afirmar-se que se vislumbram, em cada um deles, pelo menos um livro, num contexto muito próprio…
.

1)
.

arbitro© pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

nota:

« trata-se do mesmo árbitro, Mark Clattenburg que, na época passada, em Basileia, anulou um golo ao FC Porto, mais de um minuto depois da sua concretização, porque alguém lhe disse que as imagens mostravam que Casemiro estava em fora-de-jogo… desta vez, enganou-se novamente, mas não corrigiu o erro e assim se fez o resultado final. »

.
2)
.

jmribeiro© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

nota:

concordo, em absoluto, com o editorial de José Manuel Ribeiro.
indubitavelmente trata-se de um «retrocesso». mas, reparaste na notícia ao lado? agora compara com a leitura que é feita no pravda sobre o mesmo assunto.

.
3)
.

edit© pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

e clama o bastardo do intestino do delgado: «basta!»…
de facto, o decoro e o pudor não habitam pela Travessa da Queimada…

.
4)
.

jcoroado© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

como é que ninguém diz nada sobre “isto“, sobre estas filhas-da-putice que acontecem na arbitragem tuga?!
eu fico pasmo quando leio estas merd@s e nada “transpira”, a não ser nos locais do costume – e com esse costumeiro “abafar” os assuntos incómodos por parte da generalidade do jornalixo tuga…

.
5)
.

pml260216© pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

BRASÃO ABENÇOADO do dia de ontem (aqui), presente na edição impressa, dessa Sexta-feira, do pravda da Travessa da Queimada (aqui) – cujas edições impressas são “armazenadas” no respectivo arquivo (aqui), e relembrando que é desde a presente data até 05 de Dezembro de 2015.

.

sugestão musical:

«

i’m not the only one
staring at the sun.
afraid of what you’d find,
iIf you take a look inside.
not just deaf and dumb:
i’m staring at the sun!
not the only one
who’s happy to go blind.

»
.

U2, “staring at the sun“.


.
disse!
.

Continuar a ler

momento de convalescença…

recpole© google
.

caríssima(o),

depois de todas as emoções de ontem (e como foram fortes, cara@go!), numa partida com (muitos) altos e (bastantes) baixos, num permanente carrossel de comoções várias e diversificadas, ainda me encontro em convalescença. a sério! explico.

fui ao Estádio, convidado à última da hora e em cima da dita, pelo Zé Pedro – portista dos quatro costados, a quem já lhe agradeci e faço-o mais uma vez, desta feita publicamente (e com a devida vénia).
nesse entretanto, consegui que os “astros se alinhassem” nessa possibilidade (que gostava que não fosse remota) de poder ir à bola. tal foi conseguido, com uma enorme ajuda familiar, e a todos os níveis.
e, mais uma vez, vim de lá, do nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos, «marado da tola». confesso-te que ia tendo uma síncope. mesmo! aquele terceiro golo foi cá uma catarse que nem te conto… só sei que libertei toda a adrenalina acumulada era já Segunda-feira e a madrugada ganhava forma de um novo amanhecer…
[e não me venham cá com as estórias de «pés frios» e/ou «pés gelados» e/ou o diabo a sete, que começo a ficar farto! no máximo, concordo que tenho dois pés de chumbo para dançar a valsa! 😉 ].

entrementes, a esposa está chateada comigo, e com um F bem maiúsculo, porque passei a noite (praticamente) em claro… porque tinha mesmo que serenar os ânimos (ainda bastante exaltados) e porque não queria reviver os momentos no Dragão, conscientemente optei por não redigir nada sobre o encontro, sequer ler o tanto que entretanto se foi escrevinhando nesse “maraBilhoso mundo que é a bluegosfera”® – motivo principal para, desde já, te pedir sinceras desculpas, por eventuais transtornos causados.
assim sendo, aproveitei a (in)tranquilidade dessas horas, enquanto não surgia a alvorada e o começo de um novo dia (e de uma nova jornada, desta feita, na labuta…), para ver (em diferido) a partida da nossa equipa B e o “trio d’ataque” – nesse primeiro episódio de descarga biliar e por parte de um indivíduo excessivamente despropositado, em termos de perímetro abdominal, e demasiado sebento quanto ao seu estado lampiónico. o segundo episódio (em princípio) será visto hoje, e passa na estação 24/7 de Queluz (não!, obrigado. não fumo) – isto na eventualidade de conseguir permanecer acordado e o meu frágil corpo de “adónis” não ceder por si…
.

por último e para lá dessas interessantes questões sobre grandes penalidades que foram assinaladas e não deveriam ter sido, e vice-versa – com doutas opiniões que (com)partilho aqui, aquiaqui, aqui e também aqui -, sobre o que aconteceu ontem, no Dragão, eis o que se me apraz referir:

há muito “boa gente” que não se cansa de elogiar a postura do moreirense “de” miguel leal. pois… ‘chapeau’ para eles… só é pena que não façam o mesmo contra aquelas agremiações lá da Segunda Circular. é que, de facto, a garra do moreirense, ontem, foi mesmo qualquer coisa. só não sei por onde andou há um mês atrás, contra o Carnide e em casa (!!!), por exemplo… ontem até comeram a relva; naquele jogo, até uma passadeira vermelha estenderam em direcção ao golo, com uma sucessão de erros defensivos que nem nos infantis se admitem…
são assim, os moreirenses, os belenenses, os aroucas e todas as equipazinhas, do nosso comezinho futebolzinho tuga: só dão o litro contra alguns. esses mesmo…
e, agora, com licença que me vou retirar, que o médico disse que não me poderia enervar «com minudências», e as minhas faces já estão a ficar nessa cor rubro-escarlate, que eu tanto abomino…

.
disse!
.