agora é a doer!

© FC Porto
.

caríssim@,

é hoje, a partir das 19h.
que este arranque seja o ponto de partida de uma época pintada em tons azuis-e-brancos, é o meu desejo. e sobretudo que não defraude as nossas (legítimas) expectativas de a Equipa corresponder, em campo, a todo o vasto leque de ataques vis por parte do #estadolampianico, e como ainda ontem foi denunciado no ‘universo Porto – da bancada‘. a melhor forma de o conseguir? vencendo os desafios que se lhe deparam pela frente. e confesso que estou confiante porque sinto que o treinador também o sabe e já o terá transmitido ao grupo de trabalho sob o seu comando
.
.

© FC Porto
.

neste entretanto, algumas (breves) notas:

1)
a imagem acima refere-se à capa da mais recente edição da “nossa” revista ‘Dragões’. t
alvez ainda não seja do conhecimento geral, mas o FC Porto disponibiliza gratuitamente e de forma digital, as edições da revista do Clube.
para tal, basta aceder aqui e preencher um formulário muito simples, com dados que não lesam a identidade de ninguém – como sejam o nome e um email válidos. depois de feito esse passo fundamental, temos acesso a todas as edições da revista (repito), em formato digital, e com o ‘plus‘ de que se pode fazer o ‘download’ das mesmas.
quem tiver esse interesse, pode ler aqui a última edição da revista (#3.69).

2)
exclusivamente aqui terás acesso ao ‘podcast’ mais azul-e-branco que conheço (acho até que será o único…).
a grande vantagem? ser feito por três estarolas que considero Amigos e que, em pouco mais de 70′, permitem que me junte à sua mesa (acho que também será redonda… não sei, nunca a vi).

3)
surgiu um novo espaço na #bluegosfera: o ‘batalha1893‘.
mais do que “mais um blogue” (quando até se assemelha com um vlog…), trata-se de um sítio com uma particularidade que considero muito interessante: nele não há lugar a subterfúgios porque quem o gere dá a cara pelo projecto que defende. literalmente.

4)
não pensei que este dia poderia chegar (tão cedo…), mas a verdade é que estas são as últimas linhas (#notmadeinporta18 obviamente) de uma viagem que começou em Julho de 2008.
motivos profissionais, com o abarcar de um novo projecto, levam-me a que tenha que interromper, por tempo indefinido, o meu contacto quase diário contigo.
acima de tudo, não é um “até sempre!” mas antes um “até já!”.
{e, claro, há Vida sobretudo no twitter®, na conta oficial da página ⑨② ᙏïηuŧø (@92minutooficial) – como, em devido tempo, o referi aqui.}

.

agora apague tudo!
.

Anúncios

interregno (parte III).

© FC Porto
.

caríssim@,

está naquela altura, naquele momento do ano, em que se parte, com a Família, numa busca por um tão necessário retemperar de energias.

assim sendo:

revemo-nos em Agosto, meu Porto!
até já! 😉

#azulebrancoeocoracao #semigual #orgulhotripeiro #longedavistamassemprenocoracao

.
até esse reencontro, o meu desejo é somente um e o mesmo de sempre:

faz o favor de ser feliz!

.
ah! e apesar de toda a contra-informação e de todos os ‘soundbytes’ que gloriosamente vão sendo difundidos nos costumeiros me(r)dia e no jornalixo da tugalândia, convém esmorecer. não há que ceder o flanco, sequer desanimar, desalentar, perder o ânimo.
esta cena dos e-mails e do #benfixer até poderá não dar em nada em termos de Justiça Desportiva, sequer Cível (e porque, da Criminal, estamos “conversados”…); mas há algo que já se conseguiu: que muit@s d@s que nos acusavam de «fruteiros» (não) tivessem perdido a vergonha e se lhes conseguisse “descobrir a careca” dos seus (balofos) Desportivismo e Isenção (da treta, pois claro).

por último, mais uma vez*, e para os “alguéns” que, apesar de todos os avisos, ainda assim persistem em visitar este espaço, mesmo não sendo bem-vindos (de todo!) e que me apelidam de «fruteiro», para a História ficará o registo daquelas trocas de mensagens electrónicas que, por não terem sido apagadas como se exigia por um dos seus intervenientes, entretanto têm sido muito abafadas pelas prostiputas do jornalixo tuga, a soldo do carnidense – as mesmas que fazem tudo por relevar esta posterior revelação, acerca dos “impolutos:
(* já deu para se perceber que nunca me irei cansar de repetir este episódio de autêntica, comprovada #frutavermelhaparadormir. e só será ‘ad nauseam‘ para quem se sentir incomodado com a sua revelação – o que não é o meu caso, de todo.)
.

© google | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)

.

álbum indispensável para férias:

air, moon safari (1998).
.

leitura indispensável para férias:

revista dragões #368 (aqui, em pdf).
.

podcast indispensável para férias:

a culpa é do cavani, jornada #2 (aqui).

.
agora apague tudo!
.

«apenas quero ser um menino querido para vocês e fazer o meu trabalho»

© google | 92º minuto
.

.

artigo 65º
exercício e abuso de influência

1. o clube que directa ou indirectamente exerça ou abuse, da sua influência, real ou suposta, junto de qualquer agente desportivo, representante, agente ou funcionário da Federação (FPF) ou da Liga (LPFP), com o fim de obter comportamento ou decisão, destinados a modificar ou a falsear a veracidade e a autenticidade de documentos, procedimentos e deliberações, assim como o resultado ou o desenvolvimento regular dos jogos das competições desportivas, será punido com a sanção de descida de divisão e acessoriamente com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 250 UC e o máximo de 1000 UC.

2. se o ilícito for cometido na forma de tentativa, o clube será punido com a sanção de subtracção de pontos na classificação geral, a fixar entre o mínimo de cinco e o máximo de oito pontos e acessoriamente com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 100 UC e o máximo de 500 UC.

3. se a prova em que os factos forem praticados for disputada por eliminatórias, o clube, para além das sanções previstas nos números anteriores, será punido:
a) no caso do nr. 1, com a sanção de desclassificação da prova em curso e a sanção de exclusão da prova por um período a fixar entre o mínimo de uma e o máximo de três épocas desportivas;
b) no caso do nr. 2, com a sanção de desclassificação da prova em curso.

4. os clubes são considerados responsáveis, nos termos dos números anteriores, pelos factos cometidos directa ou indirectamente por qualquer dos seus dirigentes ou representantes (ainda que de facto) e funcionários, e bem assim pelos demais agentes desportivos a si vinculados.
.

in Regulamento Disciplinar da LPFP, a páginas 26.
.
.

.

artigo 61º
exercício e abuso de influência

1. o clube que, de forma directa ou indirecta, exerça ou abuse, da sua influência, real ou suposta, junto de qualquer agente desportivo, funcionário ou representante da FPF, ou de qualquer sócio ordinário desta [LPFP], com o propósito ou o intuito de obter comportamento ou decisão, destinados a modificar ou a falsear a veracidade e a autenticidade de documentos, procedimentos ou deliberações, ou ainda o regular desenvolvimento dos jogos, é sancionado com multa a fixar entre 50 a 250 UC, e ainda com exclusão da competição a fixar entre 1 e 3 épocas desportivas.

2. quando cometida na forma de tentativa, a infracção é sancionada com multa 25 a 125 UC e ainda:
a) nas provas por pontos, com a sanção de derrota e subtracção entre 3 e 5 pontos na classificação geral, por cada jogo tentado viciar;
b) nas provas por eliminatórias, com a exclusão da competição por período a determinar entre 1 e 3 épocas desportivas.

3. o clube é responsável pela actuação dos seus dirigentes, representantes e colaboradores, bem como por qualquer funcionário a si vinculado.
.

in Regulamento Disciplinar da FPF, a páginas .
.
.

caríssim@,

transcrevo a legislação desportiva em vigor para que não subsistam quaisquer dúvidas relativamente ao que está em causa com o que foi bombasticamente divulgado, ontem, no programa “universo Porto – da bancada” (aqui).

não vou acrescentar muito mais ao que, neste entretanto, já tem vindo a ser amplamente comentado sobretudo na bluegosfera e nalguma comunidade calimera, e basto abafadinho naquelas afectas ao carnidense (e como não poderia deixar de o ser).
acima de tudo, destaco o que o Miguel Guedes escreveu aqui, para o JN e subscrevo, na íntegra, o que o nosso Silva defende aqui, na sua “tasca”, para este caso em que se demonstra à saciedade um claro, evidente e nada «irrelevante», abuso/tráfico de influência no mundo do nosso comezinho futebolzinho tuga – e com uma consequência séria para a Verdade Desportiva do campeonato de 2014/2015 (e seguintes).
também acrescento que, por muito menos, desceu o Boavista de divisão (em 2008), assim como a rubentus, Lazio e Fiorentina, em 2006. mas e apesar do que o ‘ex-special one’ afirmou em tempos, não se compara a “grandeza” dos respectivos em se fazer Justiça, quando estão em causa os sistemas judiciários Português e Italiano.
assim sendo, haja coragem em, pelo menos, investigar-se a fundo o que se denunciou e com um mínimo de Rigor, Isenção e Profissionalismo. e, se não for pedir muito, preferencialmente sem quaisquer evidências de gloriosas clubites – sabendo-se dos quadros da PJ que fazem (ou fizeram) parte da Comissão de Honra das várias candidaturas do Orelhas, o «Primeiro-ministro», à presidência do carnidense. é que parece que há mesmo alguma veracidade na existência dos e-mails...
.

© google | 92º minuto
(clicar na imagem para ampliar)
.

por último, repito o que afirmei ontem:

« entrementes e com muitos mentirosos a (in)tentarem abafar tudo o que conseguirem, o pravda da Travessa da Queimada vai trilhando um caminho editorial que desfaz todas as suspeitas que poderiam existir sobre a cor mais do que o que oficiosa que por lá se defende, e cuja compilação das capas desde a passada Quarta-feira é só (mais) uma prova do que afirmo. »

faço votos sinceros para que (i) nunca mais se convidem direcções de pasquins para as galas “Dragões de Ouro” e para que (ii) já esta época, as conferências de Imprensa não sejam tão “mansas” para com os sabujos e/ou pés-de-microfone afectos ao jornalixo tuga – uma vez que, por Lei, não se pode vedar o acesso destes àquelas.
.

* sobre a revista ‘Dragões’:

talvez ainda não seja do conhecimento geral, mas o FC Porto disponibiliza gratuitamente e de forma digital, as edições da revista do Clube.
para tal, basta aceder aqui e preencher um formulário muito simples, com dados que não lesam a identidade de ninguém – como sejam o nome e um email válidos. depois de feito esse passo fundamental, temos acesso a todas as edições da revista (repito), em formato digital, e com o ‘plus‘ de que se pode fazer o ‘download’ das mesmas.
quem tiver esse interesse, pode ler aqui a última edição da revista (#367).

.

agora apague tudo!
.

dessa “gloriosa” idiossincrasia.

futuro© fotosdacurva | zerozero | 92º minuto
.

duas breves notas introdutórias:

1)
como o tenho vindo a afirmar e (bem) mais vezes do que gostaria, infelizmente “não é quando se quer, é quando se pode”…
motivos de índole diversa, mormente profissionais, têm obstado e de que maneira!, a este acto de comunicar contigo com mais regularidade. por este motivo e pelos (eventuais) transtornos que te possa ter causado, mais uma vez reitero os meus sinceros pedidos de desculpas.
aquelas desculpas lamentavelmente estendem-se também a esse facto concreto e verificável, e que é o destas interrupções persistirem num tempo que previra curto, mas que se têm estendido para lá do razoável – olha, assim a modos que tal e qual esse hiato que tem me(r)diado a amostragem do quinto amarelo ao pizza… ao piç… ao estrábico lampião.

2)
assim sendo e porque há vários assuntos que pretendo abordar (apesar do meu “atraso”), e como já vem sendo hábito, e como não poderia deixar de o ser, esta prosa será uma espécie de novo testament… de um texto extensiva e sensivelmente looongo, com numerosas hiperligações e bastas imagens, que não só para memória futura mas também.
e, claro está!, que a minha sugestão, para estes momentos, é sempre a mesma, e como já deve ser do conhecimento geral.
.

futuro© fpf | 92º minuto
.

caríssim@,

a imagem acima é a reprodução fiel do comunicado com o mapa dos castigos aplicados ao FC Porto, em 18 de Abril último, pelo Conselho de Disciplina da FPF (aqui) – em rigor, da Disciplina que o sr. meirim quer impor ao nosso comezinho futebolzinho tuga.
ob
viamente que, daqueles castigos vários, destaquei o que foi aplicado a Yacine Brahimi, bem como da “douta” justificação para a pena aplicada ao jogador argelino.
dessa “justificação” ressalta essa parte em que se afirma peremptoriamente que 
«tendo encostado a sua face» à do apitador antunes – a desempenhar a função de quarto árbitro no jogo que ocorreu ante os gverreiros lampiões do Minho. mais: decidiu-se uma punição exclusivamente no testemunho (mentiroso) daquele, não tendo sido admitido qualquer contraditório, como veio a revelar o Comunicado de 28 de Abril último, que laconicamente considerou o recurso hierárquico daquelas decisões «impróprio». mais ainda: tal é totalmente contrário num Estado de Direito e está à revelia da lei fundamental da tugalândia, a Constituição da República Portuguesa – a qual, no seu art. 32º (“garantias de processo criminal”), consagra os princípios do Recurso e do direito ao Contraditório.
ainda só mais uma achega (mesmo que “requentada”): à data e hora destas linhas (#notmadeinporta18forsure), estas são as imagens publicamente conhecidas do incidente de que Brahimi é vítima e não réu (as quais disponibilizo em gif aqui e em mp4 aqui, e das quais possuo múltiplas cópias, pelo que censurá-las é pura perda de tempo para todas as partes envolvidas):
.

futuro© google | 92º minuto
.

só me questiono do que, neste entretanto, todos os encartilhados (leonor pinhão incluído), a mando de um «polvo» que tem como glorioso desígnio nacional esse tetra da treta, já não teriam dito, escrito, aventado se este tipo de “castigo” tivesse sido aplicado a um jogador afecto ao 5lb?… assim de repente, recordo-me do muito que se reivindicou aquando da expulsão do Ederson… mas… aaaah! espera! ao contrário do que vai acontecendo por aqui, no Norte, por Carnide há muito que reina (e prolifera. e prospera.) a impunidade…
e basta atentar nas capas de «ambos os três» pasquins desportivos da tugalândia, a seguir ao dia em que se conheceu o castigo aplicado ao jogador internacional argelino, para se perceber o quão discriminatórios são os sabujos e os pés-de-microfone que neles labutam, e o quão discriminados nós somos comparativamente para com o 5lb:
.

futuro© google | 92º minuto
.

#contratudocontratodosecontraostolos certo? certo!
.

futuro© revista dragões | 92º minuto
.

* sobre a revista ‘Dragões’:

talvez ainda não seja do conhecimento geral, mas o FC Porto disponibiliza gratuitamente e de forma digital, as edições da revista do Clube.
para tal, basta aceder aqui e preencher um formulário muito simples, com dados que não lesam a identidade de ninguém – como sejam o nome e um email válidos. depois de feito esse passo fundamental, temos acesso a todas as edições da revista (repito), em formato digital, e com o ‘plus‘ de que se pode fazer o ‘download’ das mesmas.
quem tiver esse interesse, pode ler aqui a última edição da revista (#366), cujo meu destaque é o da imagem acima (aqui a versão “compacta”).

.
disse!
.

¡hombre, que me gustó muchísimo!

futuro© fcporto
(clicar na imagem para ampliar)
.

caríssim@,

a imagem acima é uma mescla de outras tantas, presentes na mais recente edição da “nossa” revista ‘Dragões’*, a qual traz inclusa uma enorme entrevista a Iker Casillas (aqui).
não só enquanto portista, mas também como adepto do Futebol – e fã incondicional deste “monstro” das balizas, uma “lenda viva” do desporto-rei que briosamente ostenta o brasão abençoado do nosso Amor comum ao peito, para nosso contentamento e orgulho – considero imprescindível a sua leitura – o que pode ser feito aqui (edição completa) e também aqui (somente a entrevista).

#contratudocontratodosecontraostolos certo? certo! e o Iker sabe-o (desde que chegou ao Clube)!

.
*
 sobre a revista ‘Dragões’:

talvez ainda não seja do conhecimento geral, mas o FC Porto disponibiliza gratuitamente e de forma digital, as edições da revista do Clube.
para tal, basta aceder aqui e preencher um formulário muito simples, com dados que não lesam a identidade de ninguém – como sejam o nome e um email válidos. depois de feito esse passo fundamental, temos acesso a todas as edições da revista (repito), em formato digital, e com o ‘plus‘ de que se pode fazer o ‘download’ das mesmas.
quem tiver esse interesse, pode ler aqui a última edição da revista (#365), cuja capa é a da imagem acima.

.
disse!
.

material de leitura.

futuro© visao | 92º minuto
.

caríssim@,

encontro-me numa espécie de “retiro espiritual”, até sensivelmente as 20h30m de amanhã, Sábado. e, de facto, como muit@s de vós, partilho desse sentimento de que “nunca mais é Sábado”, para que termine «este estado de ansiedade» e que rapidamente comece o outro, o de pura adrenalina com A partida de futebol de toda uma época…

até lá, deixo-te com duas sugestões de leitura, por forma a que o malfadado Tempo passe um pouco mais depressa, sei lá!…:

» a enorme entrevista de Iker Casillas ao jornal ‘Marca’ (aqui), com a cortesia do Jorge Vassalo.
Iker que é tão-somente uma lenda viva do Futebol Mundial e que, por curiosidade, até joga no nosso clube do coração. jogasse ele num outro, de cor mais rubra, e estas entrevistas suceder-se-iam a um ritmo alucinante – maior até do que as capas do ‘pravda‘ em “homenagem” ao ilusão…

» o artigo “clube de combate”, sobre os comentadores mais conhecidos das têbês da tugalândia (aqui), e que faz parte integrante da última edição da revista ‘Visão’ (aqui).
nele ficamos a saber alguns factos curiosos. eu identifiquei estes: o pagamento, por programa, varia entre os 250€ e os 750€; a média de audiências do programa “prolongamento” (tvi24) é de 124 mil, a de “o dia seguinte” (sic-n) é de 118 mil e a do “trio de ataque” (rtp3) é de 97 mil espectadores. já os programas da sic-n onde intervém o santinho, com os seus looooongos monólogos (da vagina? talvez. é que aquele cabelinho para o gelatinoso nunca enganou…), variam entre uma audiência média de 84 mil (“tempo extra”) e de 121 mil espectadores (“play-off”). é, de facto, muita gente a absorver propaganda goëbbeliana, semana sim, semana também…
.

futuro© fcporto
(clicar na imagem para ampliar)
.

esta capa, da “nossa” revista ‘Dragões’* faz-me acreditar que, amanhã, é possível! o discurso (também) do Soares, tal como o de todos os jogadores da Equipa, leva-me a crer que pode mesmo acontecer o tão desejado acesso ao lugar cimeiro do Campeonato, não sei quantas centenas de dias depois desde a nossa última vez – mesmo com o “xistrema” que o «polvo» engendrou.
#contratudocontratodosecontraostolos certo? certo! e é claro que não poderia deixar de ser de outra forma, sobretudo na partida em causa, contra quem é e onde terá lugar!

.
em suma:

aquela é A mensagem para amanhã!
que o que tão ardentemente desejamos se concretize!

.
*
 sobre a revista ‘Dragões’:

talvez ainda não seja do conhecimento geral, mas o FC Porto disponibiliza gratuitamente e de forma digital, as edições da revista do Clube.
para tal, basta aceder aqui e preencher um formulário muito simples, com dados que não lesam a identidade de ninguém – como sejam o nome e um email válidos. depois de feito esse passo fundamental, temos acesso a todas as edições da revista (repito), em formato digital, e com o ‘plus‘ de que se pode fazer o ‘download’ das mesmas.
quem tiver esse interesse, pode ler aqui a última edição da revista, cuja capa é a da imagem acima.

.
disse!
.

(breves) not@s soltas de um Sábado em cheio, à Segunda-feira…

barbacabelo© Luís Afonso | pasquim da Travessa da Queimada

.
c..íss…..a
.ar….im(o),.

tal como tu, também eu ainda não parei de tremer, qual gelatina pronta a ser deglutida em dia de verão.
aliás, nota-se pela introdução acima e (sobretudo) pelas três fotos abaixo
:

primeira ida às imediações do Estádio do Dragão

dragao01

.
primeira ida ao
dragãozinho.

dragao02

.
primeiro contacto com o que é “ser Porto”

dragao03

© Tomo III

.
se consideraste que me referia às mais recentes declarações idiotas do néscio do burro do Carvalho (aqui, para a posteridade“), peço-te desculpa. obviamente que não iria perder o meu precioso tempo com um anormal, de um imbecil, de um tolo como o actual parvo que gere os destinos da agremiação desse reino muito distante dos viscondes falidos (e impolutos) de Alvaláxia“®
antes, (ainda) tremo de emoção e de comoção por, num Sábado em que sobrava tempo para dedicar à família, em boa hora resolvi levar o catraio, guiado pela mão do progenitor (e como mandam as normas do portismo), ao nosso teatrinho de sonhos azuis-e-brancos: o nosso dragãozinho.
e que bom que foi! para lá do jogaço de hóquei e do resultado final, a experiência foi única para «ambos dos dois» intervenientes. e para repetir, com (muita) certeza. aliás, ontem, Domingo, amiúde perguntava se podíamos «ir ao Dragão. por favor. assim mesmo.

.
noutro diapasão, na passada Sexta-feira, o nosso querido líder concedeu uma entrevista ao Porto Canal, a qual também foi replicada na revista dragões (aqui), e divulgada à saciedade graças ao abnegado trabalho do caríssimo dragão Vila Pouca (aqui).
[aqui, poderás (re)ler a dita, em formato PDF, sendo que se concede total primazia ao texto da dita.]
.
como referi em comentário (aqui), para mim, no local mais emblemático desse maravilhoso mundo que é a bluegosfera“®:

« também sou dos que afirma que [a entrevista] soube a muito pouco. mas, mais do que disse o entrevistado, julgo a condução da mesma por parte do entrevistador, o qual deu a perceber que (i) ou foi feita com uma cartilha (o que não acredito), ou (ii) revelou total insensibilidade às verdadeiras questões que nos preocupam. »

.
agora, o que não deixa de ser assaz curioso é como, numa entrevista em que muito pouco foi dito, e a parte mais agressiva deveu-se ao ataque ao «dr. Fernando [Soares] Gomes da Silva», actual presidente da FPF, em repetições de factos recentes como são a escolha de jogos particulares tendo exclusivamente como fito o(s) cachet, a promoção internacional do actual presidente, ou o apoio à candidatura de Luís Figo sem auscultação dos Clubes da Liga (aqui, a páginas 11 e 12) , os panacas de sempre do jornalixo tuga (aqui e aqui), lá saíram a terreiro para, mais do que defender o «dr. Fernando [Soares] Gomes da Silva», contra-atacar o nosso querido líder.
são tão básicos (por que primários) na prossecução do seu anti-portismo e anti-pintismo, car@go!
(e assim se justifica a (cor)relação entre este texto e o cartoon ali em cima, que definitivamente (não) o embeleza e servirá para memória futura!)

.
disse!

.