maravilhoso mundo de ilusões…

foto00b© zerozero
(clicar na imagem para ampliar)
.

caríssima(o),

breves notas soltas sobre o final-de-semana desportivo que findou há mais de doze horas:
.

1)

antes de tudo, sobretudo e mais do que tudo, (re)afirmar que foi um gosto enorme (re)ver e poder conviver com alguns de vós, «ao vivo e a cores» e mesmo que, nalguns casos, por breves minutos – desde o Jorge Vassalo, ao Silva e sua família, passando pelos antigos colegas (de diatribes no Ourigo) Fumega e Pedro Fernandes, até aos caríssimos Fernando Pinto, dragão Vila Pouca, “bLuE bOy” e “Mafaldinha”.
mais: Silva e restantes compinchas, aquele ‘pré-match‘ é para repetir! se possível, em breve e com mais convivas. foi mesmo muito bom! e não foi uma ilusão! 😉
.

2)

da apresentação, o momento (não só por mim) tão ansiosamente aguardado e esperado, superou as expectativas e causou-me arrepio na pele, com direito a pelinho eriçado e tudo!, marcavam os ponteiros do relógio «dezanove horas, trinta minutos e e vinte e nove segundos, do oitavo dia do mês de Agosto, do ano da graça de 2015».
quanto à do Victorio Páez, permaneci quietinho e sossegadinho no meu lugar, apenas colaborando com o cântico da praxe, dedicado a quem de direito. peço desculpa, mas a contratação do uruguaio só me convence pela questão desportiva, pelo que, nos instantes de um brevíssimo piscar de olhos, aquele ser ainda traja de encOrnado… ainda acredito que se trata de uma ilusão…

[e aqui abro um parêntesis para expressar o meu lamento pelas condições acústicas e pelos problemas técnicos que impediram “O” som impecável para o concerto dos Expensive Soul. “demo”, “new max” e restantes elementos da banda de Leça da Palmeira não o mereciam. mesmo!…]
.

3)

do jogo propriamente dito, como não estava à espera de uma jogatana daquelas e não criei muitas expectativas para o dito, afirmo que, apesar de não me ter desgostado, não simpatizei de todo com ele, mormente na questão da falta de fogo ofensivo.
assim sendo, faço votos sinceros para que, já no próximo Sábado, esta evidente ausência de eficácia atacante seja suprida, a fim de se derrubar o “castelo” que nos calhou em Sorte na primeira jornada. e que a mesma tenha continuidade nas “batalhas” que se seguirão. espero que não se trate de uma mera ‘ilusión‘…

[este ponto não significa que as minhas expectativas para a época desportiva que se avizinha estejam baixas, antes pelo contrário: estou muito confiante no nosso sucesso desportivo!]
.

4)

decorrente do ponto anterior, mais uma vez (re)afirmo o meu apoio incondicional a Julen Lopetegui e, por inerência, à equipa técnica que lidera e ao grupo de trabalho ao seu dispor.
enquanto for o treinador do meu clube de Sempre, estarei na primeira linha de defesa da sua honra, do seu prestígio, do seu bom-nome e obviamente do seu nome de baptismo. em mim, terá sempre um aliado, mesmo que por vezes inconformado e/ou desiludido, nunca um ingrato de um reflexivo que só vê o(s) resultado(s) imediato(s) e procede a análises mediante o contíguo imediatismo daquele(s).

porque o faço?
simples: porque é o treinador, em exercício, do meu clube do coração. e porque há quem também assim o considere, com um grau de responsabilidade bem maior do que o meu e o eu juntos, e gerindo os destinos do Clube há mais de trinta anos (com toda a experiência que tal situação confere e com todo o crédito que lhe deveria ser reconhecido e conferido por todos nós).

porque não posso ter esta visão e/ou atitude para com o Victorio Páez?
porque sim. e porque o crédito que atribuo ao Victorio é proporcionalmente inverso ao que tenho de gratidão para com Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa. e porque são duas situações incomparáveis, sem qualquer ilusão à mistura…
.

5).

estive renitente em fazê-lo, mas não conseguiria conviver comigo mesmo se me remetesse ao silêncio e/ou o sonegasse:

como já o escrevi por diversas vezes e para que não restem dúvidas, neste espaço há direito à crítica desde que de forma construtiva.
por muito que se grite e se vocifere pela Liberdade de Expressão, esta não pode ser confundida com uma certa e determinada libertinagem nos comentários que amiúde se verifica “nesse maravilhoso mundo que é a bluegosfera”®.
assim sendo, aqui, neste espaço, não há lugar à ingratidão, à memória selectiva, ao desrespeito por quem veste o nosso “manto sagrado”, ao insulto para com o nosso “brasão abençoado” e independentemente de serem Portistas dos quatro costados…

peço desculpa por o escrever, sendo que não o faço da forma ofensiva que poderá indiciar ‘a priori‘ mas quem não gostar desta forma de se encarar o Portismo provavelmente terá que procurar outros lugares, que não estou para me inquietar com este tipo de questões do mundo da bola. para chatices, já me bastam as do dia-a-dia, que “isto” não passa de um divertimento (claro que com alguma responsabilidade inerente, mas sem o grau de, por exemplo, levar comida para casa).
posto isto, quem não estiver de acordo com esta minha maneira de sentir e de expressar o meu portismo, é andar de Mota e partir para outra. e evitem enviar-me comentários e/ou e-mails depreciativos e/ou ameaçadores, que será sempre para o lado que dormirei melhor – para lá da pura perda de tempo para todas as partes envolvidas (então quando me enviam “testamentos” bem maiores do que os meus…). e interpretem a minha ausência de resposta com a mesma ilusão com que vos encaro.
.

6)

num outro diapasão, um pouco mais a Sul, referir que gostei muito – mas gostei mesmo, sem quaisquer aspas! – da atitude do jon-ass para com o «catedrático» da chiclete.
se não sabes ao que me refiro, podes ver o vídeo de um pedido de ‘high five‘ seguido de um valente ‘f*ck you!‘ (aqui). fica o seu registo para memória futura… e não!, não foi uma qualquer ‘illusion‘, aconteceu mesmo. em pleno Allgarve
.

7)

para quem tiver interesse e/ou para memória futura, neste último ponto disponibilizo as edições impressas do pravda da Travessa da Queimada de Sábado (aqui), Domingo (aqui) e desta Segunda (aqui), bem como das edições impressas do pasquim do Quim Oliveirinha de Sábado (aqui) – inclusa a entrevista a Julen Lopetegui -, Domingo (aqui) e desta Segunda-feira (aqui).
.

sugestão musical:

imagination , just an illusion.

.
disse!
.

Anúncios

10 thoughts on “maravilhoso mundo de ilusões…

  1. Ta mais que combinado, pois claro!
    Já agora, não será Liberdade de Expressão cortar o pio a quem muito bem se entender, quando o microfone é nosso e as colunas estão na nossa sala? Se calhar não é. É Liberdade só! E também merece expressão, digo eu.
    Abc.

    Liked by 1 person

  2. Um fim-de-semana sem igual mesmo.
    Tivemos quase um momento Kelvin na apresentação de Casillas.
    Tivemos um “maxi” sorriso |amarelo?| por parte de um semi-careca.
    Tivemos um jesus |judas?| a invocar tudo menos paz.

    Um fim-de-semana que não tínhamos há muito.

    Abraços.

    Liked by 1 person

  3. Oh Senhor Miguel Lima,

    Veja lá se não me troca o nome… Pedro Fernandes e não Pedro Santos 🙂
    E já agora, Fumega é mesmo o apelido do moço e não uma alcunha!

    Em relação ao nosso encontro, foi bom rever-te e poder trocar umas impressões sobre esta nossa grandiosa paixão comum!!!
    Hei-de convidar-te para ires ver uns jogos comigo! Às vezes sobram uns lugares anuais no meio da “minha gente”!

    Um grande abraço portista!

    Liked by 1 person

vocifera | comenta | sugere (registo necessário)

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s