de alguns ‘fait-divers’…

mona_lisa© google
.

.

«

inércia
(do latim ‘inertia-ae’; substantivo feminino)

1. falta de movimento ou de actividade.
2. preguiça, indolência.
3. [Física] propriedade dos corpos que não podem, de ‘per si’, alterar o seu movimento ou o seu repouso; resistência de um corpo ao movimento ou ao repouso.

palavras relacionadas:
inercial, socórdia, estagnação, inacção, sonolência, molidão, atonia.

»

in Priberam.

.
caríssima(o),

serve aquela definição para o presente intróito, o qual se solidariza com este telegrama aqui, da autoria do caríssimo Jorge Vassalo.
um exemplo: ontem estive a ver o “Universo Porto”, no Porto Canal, que, às Terças-feiras, para lá dos comentadores residentes (Bernardino Barros e Paulo Miguel Castro), também conta com a presença do Professor Jorge Araújo. e, com a devida demora de 72h, lá vieram as justas críticas à arbitragem de jorge «sei muita coisa do ano passado» ferreira… a minha crítica é só uma: qual a visibilidade do Porto Canal, no panorama televisivo actual? qual o seu impacto me(r)diático? quem é que, dos nossos detractores, vê o Porto Canal? porque é que, da Direcção, ainda ninguém se revoltou como há um ano atrás? mas estão à espera de quê, para agir (e já não digo em tempo próprio)? por muito menos, fazem os outros comunicados, conferências de Imprensa e afins. e se dúvidas houver do que legitimamente questiono, o último “Prolongamento” dissipa-as, na figura do paquiderme lampião…
é por isso que, Jorge, compreendo perfeitamente a tua revolta quando afirmas que «já não somos só «bons rapazes» a sermos «comidos»; somos, hoje, corpos em desaceleração acentuada, e que em breve ficarão parados, inertes»

já agora e sobre os apitadores tugas, não poderia estar mais de acordo com o seguinte escrito de Jorge Maia, presente na edição impressa do pasquim do ‘quim oliveirinha, desta Quarta-feira, sobretudo na parte em destaque:
.

jmaia© ojogo
(clicar na imagem para ampliar)
.

e, sobre o pasquim do ‘quim oliveirinha, quem “muito gosta” de nós e da nossa cor, afirma que aquele é tão-somente o “nosso” órgão (para lá de) oficioso de comunicação – vide, naquele episódio do Prolongamento, o que afirma o paquiderme lampião, sensivelmente a meio do dito… tenho para mim que, de «ambos os três» do jornalixo tuga, é o único que trata equitativamente o nosso quotidiano com os demais. se isso é ser pró-FC Porto… seja (e se os faz mais felizes). mesmo assim, por vezes (e ultimamente têm sido muitas), aparecem cenas como esta:
.

ikerc© ojogo
(clicar na imagem para ampliar)
.

reforço a afirmação do actual seleccionador espanhol – «ninguém tem nada garantido» – em contraponto com o título da “notícia”, mormente da sua mensagem subliminar, e com a continuação daquelas declarações (mas já sem o devido destaque). e assim se “intoxica” a opinião pública, sobretudo alguns portistas (mais influenciáveis)…
e, se dúvidas houver de que há dualidade de critérios editoriais, no tratamento (muito pouco) “jornalístico” de uma mesma situação – o qual é tremendamente gritante e sufocantemente revoltante, quando há que se proteger as agremiações da Segunda Circular, custe o que custar -, eis (mais) um exemplo:
.

ppc© Tomo III
(clicar na imagem para ampliar)
.

deste #Cardinalcircus, o que “gosto” mais é do afastar de culpas de qualquer conivência e/ou ingerência e/ou interferência com a Direcção do «impoluto» spórtém – isto quando os factos ilícitos ocorreram com um vice-presidente daquela agremiação em funções… ai! se “isto” fosse connosco… já estaríamos dizimados (jurídica e desportivamente falando)…
já agora, não deixa de ser curioso que os sabujos e os pés-de-microfone, que estão a ser tão lestos a encontrar «faltas de honra, de carácter e de se desvirtuar a verdade desportiva», a propósito das transferências de José Sá e de Marega – sobretudo deste último (questionando a sua “lesão”, aos 30′ de jogo, sendo que as aspas são por eles colocadas) -, são os mesmíssimos que cobardemente se calaram com a transferência de jardel (e para não ser fastidioso, enumerando todas as «gloriosas» filhas-da-putice que ocorreram neste séc. XXI…
.

por último e bem mais importante, é, para mim, de todo impossível discordar desta convocatória para o jogo de logo à noite, para aquela competição da treta. numa situação inédita neste espaço, eis o onze titular (em 1-4-4-2) que gostaria de ver alinhar, em Santa Maria da Feira:

Gudiño; Víctor García, Maurício, Chidozie, José Angel; Rúben Neves, Pité, Francisco Ramos, Sérgio Oliveira; André Silva, Suk.

.
disse!
.

‘nort@da’ do dia (e um aviso ‘choné’)

nort20102015v© pravda | dragão até à morte
(clicar na imagem para ampliar)
.

caríssima(o),

ali em cima, encontra-se a NORTADA do dia (aqui), indecentemente sacada ao caríssimo Vila Pouca, mas com o seu devido conhecimento.
a mesma encontra-se inclusa na edição impressa do pravda da Travessa da Queimada desta Terça-feira (aqui).

já agora e sobre a edição do pravda em causa, atente-se no que a seguir se destaca, da capa da mesma (com mais detalhe aqui):
.

callas

© pravda
.

de facto, o burro do Carvalho anda a falar muito e, ao arrepio do que «gloriosamente» se deseja ardentemente na redacção do pravda, «não se cala». no fundo, está a ser igual a ele próprio pois, «se bem me lembro», há coisa de dois anos, quando o “alvo” estava situado mais a Norte e, de uma forma badalhoca, visava Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa e deste só obtinha silêncio, as capas do pravda não apelavam a qualquer contenção verbal, antes pelo contrário… pois agora, que o dito asno (mas que de burro não tem mesmo nada…) diária e “religiosamente” alude à pouca-vergonha desportiva da filha-da-putice dos #jantaresnomuseu e, mais recentemente, até denuncia a condição de ilegalidade dos «arruaceiros» do 5lb, solicita-se que o mesmo faça menos «ruído»…
de facto, não deixa de ser um factor curioso este apelo, por parte do pravda, no sentido em que haverá alguém a sentir-se «gloriosamente» incomodado com todo o desmascarar do #colinho e de como se processa o #mantoprotector
f
elizmente que, no jornalixo tuga, nem todos estão a “dormir”, nem a apelar à contenção verbal, como se comprova no último artigo de Jorge Maia (aqui):
.

desfocadov© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

e, tal e qual como com a vergonha do #Cardinalcircus, (re)afirmo que:

por muito menos desceu o FC Boavista de divisão!
.

ovelhachonev© google
.

ontem tive um bate-boca foleiro com alguém irrelevante.
não é, nem será, um feito de que me orgulhe ou pelo qual venha a manifestar alto apreço, antes pelo contrário. como por lá refiro, estou nesta “cena” dos blogues, principalmente deste “maravilhoso mundo que é a bluegosfera”®, desde 2008 (a partir do, entretanto “falecido”, Tomo I), por pura carolice, porque gosto mesmo muito do meu clube do coração e porque resolvi partilhar esse nosso Amor comum com o Mundo. e, também, porque há em mim um espírito altruísta de saber que, com este espaço singelo, consigo comunicar (sobretudo e mormente) com diversos portistas espalhados pelo globo – e quem gere um blogue sabe bem que podemos não ser 14 milhões, mas estamos presentes em todos os continentes e em comunidades muito díspares. e, já agora, porque, ao longo deste tempo (sete anos…) travei uma amizade (que considero) genuína com alguns de vós, o que muito me agrada.
assim sendo, quando estiver farto “disto” tudo, retirar-me-ei sorrateiramente pelos fundos e sem fazer disso alarde, tal e qual como acontece com «certos e determinados» espaços daquela mesma bluegosfera – espaços que considero que não são merecedores da minha visita, portanto que não devo despender parte do meu precioso tempo em leituras que só me irão desagradar e que, como tal, não estou para me chatear com quem não me conhece e com quem não desejo conhecer, de todo!

posto este intróito e mais uma vez, (re)afirmo que:

» não sou, nem pretendo ser, o dono da Verdade Absoluta acerca do portismo e do quotidiano azul-e-branco, pois que há muitas formas e maneiras diversas de o manifestar, todas elas válidas e por igual.
agora, tal como haverá quem (por ventura) discorde da forma que considero ser a mais correcta de se apoiar a equipa, também eu estou no direito de divergir de algumas dessas manifestações públicas de estímulo (para mim, muito pouco) contagiante.
e esta forma de pensar, mas sobretudo de agir, não fará de mim maior (ou menor) portista do que tu, pois que o meu portismo não é maior (ou menor) do que o teu, apenas diferente.

» Julen Lopetegui não me dá nenhuma avença por o defender. porém e que eu saiba, à data e hora destas linhas (que não são made in #porta18) ele ainda é o treinador do meu clube.
assim sendo, enquanto ele envergar o brasão abençoado ao peito e quem de direito considerar que ele é merecedor daquele cargo, irei defendê-lo de tudo e de todos (mesmo portistas) exactamente por isso mesmo: porque ele é um dos nossos.
obviamente que Lopetegui não está imune a críticas, pois que não é perfeito, longe disso; mas aquelas, a existir (e existem, existem!), prefiro tecê-las nos momentos próprios, mormente nos finais de temporada. sei que há quem ache que tal é errado, mas eu não gosto (aliás: detesto!) disparar a torto e a direito, sobre tudo e sobre todos, “só porque sim!”… o facto de administrar um blogue e perceber que sou lido também por quem “gosta muito de nós” e nos deseja “muito bem”, incute-me um sentido de responsabilidade ao qual não posso (nem quero!) fugir.

se esta minha maneira de pensar, de agir, de manifestar publicamente o meu portismo faz de mim uma «ovelha choné», então eu afirmo que “sim!, sou uma ovelha choné”.
mas sou e serei sempre, uma a «ovelha choné» feliz por não desvirtuar os ensinamentos que me foram transmitidos por quem amarei sempre e que será sempre superior a qualquer “lápis”.

.
disse!
.

não sou quem o afirma… [actualizado]

jorgemaia© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

interessante artigo de Jorge Maia, publicado na edição impressa, do pasquim do ‘quim oliveirinha, desta Quinta-feira.
também eu partilho das suas «inquietações», as quais são comuns a muitos portistas desta praça – sobretudo perante o silêncio dos máximos dirigentes da arbitragem tuga em relação a estas confirmações, na primeira pessoa. infelizmente para o ‘bitó e ao contrário de Marco Ferreira, aquele já se encontra retirado, não é?… são este tipo de dualidades de critérios que, de facto e comprovadamente, me/nos inquietam o espírito da ‘coisa’.

mas não será só a mim/nós, estou em crer, dado o afã de alguém, em nome da Estação de Queluz (não, obrigado! não fumo), andar entretidinho a censurar todos os vídeos acerca do último “prolongamento”. e como ainda nem sequer chegamos aos descontos, estamos conversados…
acima de tudo, convém referir sempre o seguinte, porque esta é que é a verdade:

as ofertas do 5lb possuem valor comercial e contrariam o que está regulamentado nas normas e instruções para árbitros (aqui), a páginas 42.
.

por último, não posso deixar passar em claro que, no jornalixo tuga, ainda há muito “boa gente” que «gloriosamente» se preocupa em «varrer a porcaria» que sempre – mas sempre! – se denuncia quando o carnide está envolvido.
a edição impressa de ontem, do pravda da Travessa da Queimada (aqui), é disso exemplo – já para não referir a inusitada pacatez do sempre afoito e insolente rato de esgoto, com caracóis gelosos, mormente quando se trata de atacar o nosso clube do coração, e que possui um generoso tempo de antena na estação de televisão de carnachique
.

post scriptum pertinente:

» aqui e para memória futura, o vídeo integral da peixeirada que, pelos vistos, causa muita “comichão”, a muito “boa gente”, o qual não disponibilizarei no ‘youtubiu‘ por razões que eu cá sei.

» aqui, a edição impressa do pravda da Travessa da Queimada, desta Quinta-feira, na qual se fica a saber que: o papa-hóstias do bagão (in)felix debruça-se (outra vez) sobre o (des)acordo ortográfico; o sr. carlos, com um interessante apelido de substantivo colectivo para aquilo que ele (efectivamente) é, aborda a questão da «rebeldia» do burro do Carvalho; o gosma da selva defende-se das acusações desta semana com o pito dourado (aos saltos e bem altos, que ele é o mais maior grande lá de carnide); o pastelão de Belém do ‘sinhôre’ serpa, no seu editorial… nem uma palavra sobre as ofertas ilegais do carnide a árbitros.
mais um exemplo do conveniente silêncio comunicacional, conivente com um «glorioso» estado de preservação de uma instituição com a qual paulatinamente se vai perdendo o Respeito. e que tem milhões, sim senhor – não de adeptos, mas de dívidas, de maroscas, de tramóias e de “elefantes brancos”.

ah! a páginas 09 também há um interessante esclarecimento do “ónião” da Medeira, sobre o imbróglio do nevoeiro, ou do estádio que o Jardim não quer ceder, ou lá o que é – que por ali ninguém se entende, a não ser em saber de gastar milhões a rodos, que cá a gente, «os cubanos», temos mais é que contribuir para a «insularidade» e mai nada!
(e sem pretender ofender seja quem for, sobretudo se madeirense, mas porque é exactamente o que penso quando leio que, pela pérola do Atlântico, se “fala” em milhões com a mesma simplicidade que eu em cêntimos.)

.
disse!
.

sobre a ‘International Champions coiso’…

icc03© google
.

caríssima(o),

isto” está que não se pode, e não me refiro só a questões de labuta e/ou familiares, não!
por exemplos, ainda não vi pêveda dos jogos da pré-época em que o nosso clube do coração esteve envolvido. e não!, não estou a ser irónico, é mesmo no sentido literal da coisa. e, convenhamos que já me estou a passar, ainda a época oficialmente oficial não começou!
“mas como é que é possível?!”, certo? pois… eu também me faço essa mesma pergunta… todos os dias, sobretudo naqueles em que houve jogatana… pode ser que Sábado a coisa mude de figurino – e, agora, já com duplo sentido.
[e confesso publicamente a minha ansiedade pelo momento em que Iker será anunciado, aos microfones do Dragão, pela primeira vez e de forma oficial, como jogador dos quadros do FC Porto. estou em crer que será um momento bonito, o qual contrastará com a chamada do Victorio Páez (analogia inevitável).]
.

riscos© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

«partantos», isto está que não se pode no sentido em que o jornalixo tuga tenta mitigar algo que, por ser tão demasiado evidente, não pode ser escamoteado. sucintamente e tendo em consideração que o imBicto Belho da Constituição já desmontou a trama em causa:

» estávamos em Maio deste ano, e o lixo tóxico do grupo cofina foi pronto a anunciar a substituição do nosso Clube pela agremiação de Carnide num prestigiado torneio internacional;

» o Clube respondeu de imediato, mas o mal já estava feito e a propaganda, ao bom estilo de goëbbels, em plena marcha triunfal – mormente na questão do prestígio e do reconhecimento internacionais do Carnide sobre o FC Porto;

» chegados a Agosto, os mesmos “pés-de-microfone” que teceram loas instantâneas àquela participação sonegam os motivos principais que levaram à desistência da nossa participação: «uma deslocação à cidade do México, viagem que [não estava programada inicialmente e que] o FC Porto não quis efectuar, por considerar prejudicial à preparação da equipa»;

» tratam-se de os mesmíssimos “pés-de-microfone” que, perante os mesmos factos, de tão evidentes que são, abordam a pertinente questão em causa de forma dúbia, atenuando e suavizando os efeitos que são tudo menos colaterais. e, se dúvidas houver, basta comparar o que é escrito na edição impressa desta Terça-feira, do pravda da Travessa da Queimada (aqui), com o que se escreveu na edição impressa do pasquim editado pelo ‘Quim oliveirinha (aqui).
concordarás comigo quando afirmo que a intensidade dos gritos de «alerta» são muito diferentes. por exemplo, em toda a edição do pravda não consegues ler uma única linha sobre o que a seguir denuncia Jorge Maia:

jmaia

© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

para finalizar este assunto, recordo o que escrevi sobre as consequências que considero que poderão advir da nossa desistência, as quais ainda hoje subscrevo e independentemente das questões desportivas que se encontram inerentes a toda esta cenice:
.

.

apesar de, enquanto adepto, perceber, compreender e aceitar os eventuais receios que envolveria uma deslocação à Cidade do México, já me custa aceitar que, não só se tenha sabido da nossa desistência pelo lixo tóxico do grupo Cofina, não tenha havido uma palavrinha oficial sobre o sucedido e sem ser sob a forma escrita, e se tenha passado a ideia de que nada de mais nos acontecerá.
pois eu lastimo afirmar o contrário e espero estar redondamente errado, por recear (muito) da credibilidade do Clube em futuras participações, em torneios desta envergadura. é que o “mal“ já foi feito e como, desde então, só tem havido silêncio por parte da Direcção, não houve a oportunidade para rebater eventuais receios (mas porventura legítimos) das organizações de outras competições de pré-época deste calibre…
sincera e honestamente, no meu entendimento, não é assim que se promove internacionalmente a marca “FC Porto“…
.

.
disse!
.

engana-me que eu gosto…

cartoon© ricardo galvão | pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

caríssima(o),

obviamente que há temas que não posso deixar de bitaitar, pela sua inusitada pertinência, sob pena de não conseguir descansar direito, tal o incómodo e a urticária que me causa ficar caladinho e bonitinho… e é mais do que evidente que não me refiro à questão dos equipamentos para esta época desportiva, cuja prometida abordagem será alvo de análise em tempo próprio.
.

i)
da questiúncula “marco ferreira”

há quem considere que o que ele mais recentemente tem feito pela arbitragem tuga é de homem!”, e com eles no sítio. primeiro foram as polémicas declarações, aludindo, em exclusivo nacional, o sr. Pereira; depois, a controversa carta aberta a denunciar um «cartão vermelho» mostrado pelo «sistema enraizado» no nosso comezinho futebol; mais recentemente são vídeos a expor as gritantes diferenças de critério (e de coerência. e de concordância. e de discernimento.) para um mesmo lance polémico.
pois eu não me esqueço do quanto ele prejudicou o meu clube do coração ao longo deste nove anos, e não foram tão poucos os seus erros grosseiros. e, tal como pensa o imBicto Belho da Constituição” (aqui), para mim, o facto de só agora ter posto a boca no trombone por ser o visado, pelos erros que cometeu, quando colocou indevidamente os seus lábios em vários apitos polémicos (mormente contra o clube do regime), revelam o ser mesquinho e vingativo que é. para além de que, ao não identificar todos os bois pelos seus devidos nomes, tudo não passa de mera boataria sobretudo para quem trabalha em prol do manto protector que subsiste sobre a agremiação de Carnide. mesmo assim e por isto tudo, sempre é mais um exemplo do escandaloso #colinho que vingou na época transacta…
.
assim sendo e perante a imensa propaganda que o sr. Pereira tem promovido em prol da manutenção do «nomeações», quando a vontade da esmagadora maioria dos clubes nacionais é a do sorteio condicionado, estou assaz curioso para perceber como será a próxima época em termos de arbitragens. mais do mesmo? algo ligeiramente diferente, para pior? uma mudança radical, a cortar com o bafio de um Passado recentíssimo? o pugnar pelo regresso do #colinho? a ver vamos, que só o Tempo o dirá em concreto.
do que tenho a certeza é que haverá sempre uma «gloriosa» ingerência neste campo, se e quando as coisas começarem a descambar…
.

i.a)
nem de propósito:
.

jmaia© folhetim do ‘Quim oliBeirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

ii)
desses quinze milhões, vulgo «toques de Midas»

o Jorge já o explanou e bem (aqui); mas, eu estou de acordo com o caríssimo Vila Pouca e também considero que o que o pravda da Travessa da Queimada publicou na passada Segunda-feira (aqui) foi um «mero desvio de atenções» para a efectiva bomba que grassou no futebol tuga infelizmente para os basbaques daquele pasquim e não só, tal aconteceu um pouco bem mais a Norte da Segunda Circular. e só assim se justifica que esse mesmo pasquim tenha tido duas capas para uma mesma edição, à semelhança do folhetim dirigido pelo quim oliveirinha.
ou seja: «ambos os dois» não os têm no sítio para publicar, em pleno Terreiro do Paço, notícias que possam (literalmente) chocar as mentes mais sensíveis dos emplastros que são o seu público-alvo (vulgo lampiões), preferindo por uma edição só para o pessoal mais a Norte, num claro atropelo ao bom-senso e num óbvio desrespeito para quem é alfacinha e igualmente portista (não necessariamente por esta ordem, eu sei). adiante…

mesmo assim e passadas singelas 48h da publicação dos «diamantes», acho interessantíssimo como é que ainda não se deu o devido destaque ao que foi publicitado pelo L’Equipe, acerca do real valor da ida de (mais um) Cavaleiro para o principado (aqui). talvez já não se fale Francês como antigamente, pelas redacções dos pasquins da Capital do Império…
e estou curiosíssimo para perceber como é que ainda não se intentou contrapôr fosse o que fosse ao que o CalcioMercato desvendou aqui (e aqui, em versão PDF), visando toda a podridão de um esquema que, se não se assemelha a lavagem de dinheiro com «toques de Midas», anda lá perto…
.

de facto, o jornalixo tuga anda mesmo pela rua da amargura, desprovido de qualquer sentido ideológico condigno, de qualquer senso Deontológico de facto, de qualquer juízo com cariz exclusivamente profissional, de qualquer conduta abonatória de quem tem por missão primeira Informar.
não!, nos tempos que correm e sobretudo no Jornalismo Desportivo deste rectângulo à beira-mar (im)plantado“®, assistimos a um autêntico vale-tudo por audiências, vendendo-se a Moral e a Ética por «vinte e cinco moedas» ao Inferno que grassa lá pelos lados de Carnide pois que sustentam que só eles são para aí «seis milhões» ou mais.
e só assim se justifica que, uma semana depois, com todos estes tópicos por serem devidamente esclarecidos, o néscio do boneco que definitivamente (não) embeleza esta prosa, de forma consciente opte por trazer novamente à colação o caso da Operação Fénix” – talvez porque o das escutas já esteja muito requentado…

.
disse!
.

três imagens, dois textos…

jmaiab© pasquim do ‘quim oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
.

texto presente na edição impressa do pasquim do quim oliveirinha de ontem (aqui) e com o qual concordo plenamente.
pelo que é aventado, compreende-se perfeitamente o escarcéu levantado por algumas «gloriosas» aventesmas, como esta aqui
.

bfelixb© pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

textos patentes nas duas últimas edições impressas do pravda da Travessa da Queimada (aqui a de ontem, Quarta-feira; aqui a de hoje, Quinta-feira) e com os quais concordo, em abstracto…
e confirma-se o adágio popular: até um relógio avariado está certo duas vezes ao dia…
.

cartoonb© ricardo galvão | pravda
(clicar na imagem para ampliar)
.

mais um coiso sem graça alguma, desvirtuando e descontextualizando a Realidade dos factos e provido de muito anti-portismo básico (por que primário).
.

.
disse!
.